Muitirinhas #161 - Mentirinhas

03 de janeiro, 2015 Postado em: ilustrinha

peppa

Não tá FÀSSIO pra ninguém! Ótimo final de semana pra quem não perdeu a família numa feijoada!

Digo Freitas

Gi e Kim

Willtirando

Nabunda

Ryotiras

Levados

Um sábado

Remédios

Proféticos

Contratempos

Suporte

Sapo Brothers

Lobo Limão

Quimera

Bichinhos

Juventude

Puny Parker

GusMorais

Era da Ferrugem

Quadrinhos Rasos

Terapia

Overdose

Jones Inc

Quadrinhos ácidos

Blue

Como eu realmente

Bear

Objetos Inanimados

Animação – Kwoon – I lived on the Moon

Reviews – lançamentos e afins no mundo dos quadrinhos

comentários

2 Comentários

  • Michel Roberto disse:

    Droga Coala, nunca mais conseguirei comer feijoada sem lágrimas nos olhos.

  • Letícia S. disse:

    Rapaz, Coala… Faz uns 10 meses que não entro aqui no Mentirinhas. Acabei de chegar na página 50 pra descontar o prejuízo.
    Devo dizer que, apesar de não ter acompanhado todos os grandes acontecimentos de 2014, estou muito feliz (e até um pouco orgulhosa) pelas suas conquistas. Você é, sem dúvida alguma, meu quadrinista brasileiro favorito.

    Mas sério, a real razão de eu ter voltado pra cá foi o Monstro. nesse último dia 31, 3 homens armados invadiram a minha casa. Eles renderam todo mundo, levaram notebooks, PS3, celulares… E uma banana. Foi provavelmente o pior dia da minha vida, pois jurei que ia morrer. É complicado ver um cara colocar uma arma na cabeça de sua irmã de 5 anos. Eu moro em um condomínio fechado, nunca achei que isso aconteceria… Mas quando os vigilantes (e a polícia) chegaram, os ladrões já tinham fugido por um bosque atrás da casa.
    Fiquei realmente abalada depois disso. Simplesmente perdi minha fé na humanidade. O que mais me incomodou é que um deles parecia estar com mais medo do que a gente, como se nunca tivesse assaltado antes. Não passava de uma criança, pra falar a verdade. Percebi que ele provavelmente foi levado a fazer aquilo por pura pressão, graças à sociedade na qual cresceu, e isso me fez questionar muita coisa.
    Logo depois do assalto, quando os PMs ainda estavam patrulhando a casa, fui arrumar o que restava do meu quarto (tudo estava revirado) e achei um desenho antigo, lá de 2012, de uma Mentirinha. Era só um rabisco velho, que eu nem lembrava ter feito. Mas ele me trouxe de volta ao Mentirinhas, e o monstro me fez sentir melhor mesmo com todo o pânico e insegurança.
    A minha família ainda está meio assustada, e estamos cogitando mudar de condomínio, mas no geral, está tudo bem. Não roubaram todos os computadores da casa, de modo que ainda tenho acesso a internet, por isso pode contar que eu estarei aqui todos os dias do ano de 2015, Coala.

    Obrigada por tudo, seu marsupial maroto.

Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*