Mentirinhas #609 - Mentirinhas

31 de março, 2014 Postado em: Mentirinhas

mentirinhas_600Bom de discurso.

 

comentários

17 Comentários

  • Rosângela disse:

    Põe o capacete Vânia. :(

  • Bruno disse:

    Incrível como uma mudança de perspectiva muda o julgamento da pessoa.

  • Anthony de Padua disse:

    É desse jeitinho mesmo!
    😛

  • William disse:

    seráqueéasegundaqueestánochão? 😛

  • Adrian disse:

    Não acredito que essa justiça nas ruas ajuda em alguma coisa. Essas pessoas que estão sendo linchadas são pouco mais que ladrões de galinha. Como você pode querer que a onda de crimes diminua se acredita que a melhor forma de combater é praticando outro crime?
    Quando as pessoas começam a fazer justiça com as próprias mãos estão se rebaixando ao mesmo nível de quem está sofrendo a punição. É a mesma coisa que os traficantes fazem, te prendem, te julgam e te executam.
    Além disso, os maiores ladrões não correm o menor risco de sofrerem esse tipo de punição. Será que quando um grupo se reúne para atacar um ladrão eles realmente querem justiça ou apenas querem sentir, por um instante que seja, como é ter poder?
    Se seus filhos brigassem você daria a bronca no que começou e elogiaria o outro ou daria a bronca nos dois? Para mim é praticamente a mesma situação.
    Infelizmente, na minha opinião, o único modo de mudar isso seria alterar as leis, mudar a forma como os processos ocorrem, ter uma punição mais severa para os crimes mais graves, incentivar a polícia, etc. Mas, com os políticos que temos hoje, isso não vai acontecer,

    PS: Só para deixar claro, não estou criticando a tirinha e sim a situação.

    • Má Matiazi disse:

      Concordo totalmente.
      Enquanto não conseguirmos uma maneira efetiva de parar com o roubo generalizado, não adianta – e até agrava o problema – ficarmos nos matando.

    • Ateu, e daí? disse:

      Sem contar que não se está efetivamente resolvendo problema nenhum. Tá legal, você espanca a pessoa que te roubou ou que matou, e daí, o que acontece depois? Alguém realmente acha que a pessoa vai se arrepender de ter feito o que fez, e nunca mais vai roubar/matar na vida? Ele vai no máximo, fazer isso em outro lugar onde não será reconhecido. Até mesmo porque a maior parte dos que estão nessa vida acham mais vantajoso seguir na carreira criminosa a ralar que nem um condenado pra ganhar um salário mínimo, que é o que a maioria consegue com o grau de instrução que tem.

      E mudar leis também não faz muita diferença. Não são as leis que fazem as pessoas agirem mais ou menos humanamente. Alguns países da Europa têm leis e sistemas judiciários muito mais brandos que os nossos e o povo não chega à nossa barbárie. A solução é uma só, e é de longo prazo. Investir maciçamente em educação. Mas como você disse, com os políticos (e o sistema político) que temos hoje, isso não vai acontecer…

    • Andre disse:

      na vdd tinha é q meter bala nesses filhos da p*!

    • Sylvia Tamie disse:

      A pergunta nem é se “adianta alguma coisa”. Bater em alguém não é crime? Se você bate em um criminoso, se torna criminoso também. Quem vai fazer justiça com o justiceiro então?

  • Marechal disse:

    Você pode tirar o Homo Sapiens do Nendertal, mas não o Nendertal do Homo Sapiens…

  • Ricardo da Facul disse:

    Hum…que tema complicado…

    Minha namorada ela é do tipo radical sobre esses assuntos, ou seja, “olho por olho, dente por dente”.

    Eu já sou mais conservador, mas fico pensando…até em que ponto nós seriamos passivos com um bandido ou estuprador ou outro do tipo se fizessem alguma coisa conosco ou com alguém muito próximo???

    Normalmente sou direto nos meus comentários aqui. Mas hoje vou ficar em cima do muro…

  • Ana Cláudia Marques disse:

    Pimenta nos olhos dos outros…

  • Eu disse:

    É facilimo julgar a ação desses caras quando ainda não se teve uma pistola e um 38 enfiados na tua cara e foi ameaçado por não ter mais de 30 reais na conta bancária por estar financeando a moradia e estar usando um telefone genérico de 50 reais… ou mesmo quando não teve um parente feito refém, abusada/o e/ou até pior e a policia não fez nada com as provas que tinha e as que foram apresentadas (como nitidas gravações de camera de segurança, algumas de dar inveja a qualidade das reportagens de rua da Band…).

    Claro que linchamento de bandido é crime e ao olho do povo isso não está certo, porém quem vive uma vida 100% certa?
    Eu não defendo fazer isso, mas também não sou contra.

  • Diego disse:

    Não falta emprego, esta é a verdade, só que o vagabundo não quer trabalhar para ganhar salário, respeitar horário e hierarquia para ganhar um salário mínimo.

    Quer a vida fácil, ganhar sem esforço, roubando dos outros, para ostentar o que não pode pagar. Celular, roupas e até carro, mas o idiota continua morando na mesma biboca requenguenta e não melhora de vida.

    Já me assaltaram, como outra pessoa mencionou aqui, quem defende este tipo de gente nunca teve uma arma enfiada na cara. Se eu tivesse a chance, de alguma forma, de reagir e detonar aquele moleque inútil, eu teria feito.

  • B disse:

    Justiça com as proprias mãos não é o que o Brasil precisa…mas é o que ele merece.

Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*