Mentirinhas #526 - Mentirinhas

29 de outubro, 2013 Postado em: Mentirinhas

mentirinhas_517Nunca se sabe.

 

comentários

15 Comentários

  • Deko disse:

    a piadinha indireta?

  • Preto Pobre disse:

    Divagações culturais enriquecedoras dos anais humanos:

    Tem gente que não sabe pq traído é chamado de chifrudo… Tem gente que acha que tem a ver com o capiroto-coisa-ruim-sete couros-catimbento, mas não tem anda a ver.

    Vou contar pra vcs a origem verdadeira e histórica sobre os adornos cranianos:

    Conhecem as Filipinas? Nem eu. Mas veio de lá essa parada.
    O Código Filipino, escrito em 1603 a pedido dum tal de Rei Felipe foi o que vigorou no Brasil até a criação da independência. Legal… Portugal conquista e Filipinas que dá as ordens. Duvido que a professora te disse isso né? Mas enfim…

    Acontece que esse rei Felipe II era um tarado de plantão e resolveu que todo nobre poderia traçar a mulher que bem desejasse. O marido que tivesse a mulher possuída por um nobre ainda tinha que agradecer ao dito cujo. Se a mulher engravidasse, o filho não teria nobreza alguma. O marido não podia fazer absolutamente nada contra esta conduta.

    Se o marido pegasse um não-nobre furunfando com a sua esposa, ai ele tinha o direito de decepar fora as duas cabeças do Ricardão e de quebra, matar a mulher da forma que quisesse, mas ele tinha uma opção: Colocar a mulher nua em cima dum quadrúpede e andar vestindo um chapéu com dois chifres pelas ruas da cidade. Era a demonstração que aceitaria a desonra e que manteria a esposa. Em caso de reincidência corneana, um nobre poderia executar a mulher, mesmo que o marido aceitasse a recornecência.

    Pode parecer invenção pretopobrista, mas garanto que é 100% verdade.

    • Annie disse:

      Legal, cara… só que o Código Filipino (ou Ordenações Filipinas) não tem nada a ver com as Filipinas mandando em alguém. As ordenações eram coletâneas de leis portuguesas que levavam o nome do rei daquela época. Primeiro houve as Ordenações Afonsinas, depois Ordenações Manuelinas, e depois Ordenações Filipinas, em homenagem ao Felipe II, rei da Espanha e de Portugal.

      Aliás, as Filipinas também foram nomeadas em homenagem a ele, já que eram a conquista mais longíqua do seu reinado, que ia da Filipéia (aka João Pessoa) às Filipinas.

      Mentirinhas também é cultura!

    • Ricardo disse:

      Preto nota 100 pela aula de cornice!!!

      Hoje si nobre quiser pegar a mulher do próximo o chicote “istrala”!!! Ou resolve na bala mesmo…

    • Fex disse:

      Já que estamos jogando fatos inúteis sobre o assunto: corno e chifre não são a mesma coisa.

      Ambos são adornos cranianos, mas chifres são estruturas originárias da derme, usualmente pelo endurecimento através de altas concentrações de queratina; normalmente são ramificados ou adornados. Alces, veados e rinocerontes possuem chifres.

      Cornos têm origem óssea, são fixados diretamente no crânio e são calcificados. Normalmente têm morfologia cônica ou com pouca variação dessa forma original. Bois, búfalos, bodes e carneiros têm cornos.

    • Preto Pobre disse:

      Fex:

      Obrigado pela dissertação floresce e por nos fazer lembrar que todo veado é chifrudo… Santa justiça divina…

  • Ourisso disse:

    Metrosexuais…

  • Ricardo disse:

    Duas coisas muito ruins do ser humano: Fofoca e um par de chifres!!!

  • Miguel Braga disse:

    As Coroas Portuguesas e Espanhola estiveram unidas entre 1580 e 1640 sob o reinado dos reis Filipe II, III e IV de Espanha (I, II e III de Portugal). As Ordenações Filipinas são uma reforma das bem portuguesas Ordenações Manuelinas de D. Manuel I, aplicadas em todo o Império Português (por isso, no Brasil também).

  • Jane C. disse:

    e falam das mulheres…. fofoca não escolhe genero. quando é pra esculachar só precisa de um coitado e uma lingua ferina!!!!! e o mundo tá cheio… no minimo o fofoqueiro da tirinha é corno e num quer ser só

  • Luke Lima disse:

    “As mais pedidas da sua: RADIO PEÃO FM!!!!”

  • GuilhermeCA disse:

    Adoro ouvir fofoca (odeio ficar fora de assuntos), mas espalhar é outra história…

  • Rui disse:

    Agora desceu de nível… Veicular esse tipo de conversa “diz-que-disse” sem graça, não dá. É só cochicho destrutivo e nada mais. Também existem cochichos e mentirinhas construtivas e piedosas. Coala, você consegue fazer melhor, muuuuito melhor. Forçâe, mano!!!

  • Bezanga disse:

    As pessoas que falam pra “mudar de assunto quando o assunto chega” estão na mesma categoria das pessoas que perguntam se é “pra vê ou pra comê” na minha opinião. ¬¬

  • Sylvia Tamie disse:

    Como uma observação sobre o comportamento humano (fofoca) virou uma aula de História sobre as Ordenações Filipinas? Baixou o ENEM na galera?

Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*