Mentirinhas #524 - Mentirinhas

24 de outubro, 2013 Postado em: Mentirinhas

mentirinhas_515Se a vida real tivesse botão de curtir a gente se preocuparia mais com algumas coisas.

comentários

15 Comentários

  • Preto Pobre disse:

    Uai, é mais fácil ser alguém que vc gostaria de ser. A Internet te possibilita isso. Algumas pessoas fazem de si mesmo um personagem que em nada tem a ver com o mundo real. Eu mesmo sou um exemplo vivo disso.

    Todo mundo é legal e bonito quando tá no computador… Conheço pessoas no Facebook que trabalham comigo e fala no chat mais que pobre na chuva… Aqui no escritório nem bom dia me dá! Assim como tem meninas que na foto do Face é a coisa mais linda e pessoalmente parece que teve um infarto fulminante dentro de um tanque de soda cáustica.

    Mas falando como preto pobre e não como meu “eu” verdadeiro, a grande vantagem de ser pobre e feio é que ninguém cria expectativa sobre vc. Ninguém espera que vc evolua e fique bonito. Tirar uma foto natural é algo que não surpreende ninguém…. Diferente da menina que passa até perfume para tirar foto e marca com um cara que parece que parece um deus grego. Um dia marcam de se encontrar e descobrem que a menina é um bixinho da goiaba e o cara uma ameba jurássica.

    (Detalhe da vida real: Conheci a Gerusa na Internet. Sim, deu certo. Não, não aconselho se aventurarem nesta empreitada.)

  • Leilah disse:

    Bem assim! ahahah
    Vou pro mercado de pijama, com o cabelo todo desgrenhado, mas no face só posto fotos em que eu estou com a melhor cara possível! minha imagem virtual é mais importante que a real (que deprimente)….

  • Ricardo disse:

    “Se a vida real tivesse botão de curtir a gente se preocuparia mais com algumas coisas.”

    Disse tudo Coala!

    Nós procuraríamos a viver mais intensamente e verdadeiramente. Infelizmente é um triste fato…

  • Luke Lima disse:

    indice de incidencia DIARIA é mais de 8 mil!!!

  • Carlos V disse:

    hahaha bem isso, Coala!

    Só faltou o selo de “Realidade aprova essa tira!” hehehehe

    Winston Churchill teria dito: “A imaginação consola os homens do que não podem ser; o sentido de humor consola-os do que são.”

    Infelizmente, hoje em dia, as pessoas se prendem à imaginação e esquecem do humor, ou seja, passam o dia querendo ser algo diferente e deixam de aproveitar as coisas boas que poderiam ter se prestassem mais atenção àquilo que elas realmente são.

    Parabéns pela ótima sacada!

  • Preto Pobre disse:

    Dá uma lida nesta história que reflete bem nossa atual realidade…

    http://www.caixapretta.com.br/2013/10/nossos-pais-tecnologicos/

    • Ricardo disse:

      Perfeito essa história Preto!!!

      O pior é que vc não precisa ir muito longe para ver.
      Na Faculdade onde trabalho a muito disso do que si possa imaginar.
      Muito antes no Metro de São Paulo é o que vc mais vê. Hoje em dia é raro ver alguém lendo um jornal de papel, hoje só por Tablet ou Smartphone, si não, adivinha??? Facebook ou Twitter.

      Obs: Reparou de quem é a ilustração debaixo da escrita ” Caixa Preta”???

  • A disse:

    Sou so eu que prefere a da esquerda do que a da direita? :/

  • Adrian disse:

    Espero que quem escolha o nome dos filhos do Coala seja a sra. Coala, porque é cada nome nessas tirinhas.

  • Bruno disse:

    Por isso que eu só entrei no Facebook pra participar de sorteios. :) As pessoas criam um mundo irreal, falso, sobre si mesmas. ¬¬

  • Fex disse:

    Se quer saber como se parece uma mulher na vida real, veja as fotos do perfil das amigas dela em que ela foi marcada.

  • Ah, eu também gastei duas horas e meia para a foto no meu perfil do facebook. Duas horas só pra fazer a caneta-nanquim maldita funcionar para eu contornar o desenho XP

  • Ana Cláudia Marques disse:

    Isso porque o Bruno Gagliasso (ou qualquer outro galã) não frequenta a padaria da Nilzilenny (parabéns pelos nomes poéticos e criativos, Coala), senão ela iria lá toda poderosa.

  • Andreus disse:

    Nilzileny?? kkkkkkkkkkkk… mais uma na Coleção Coala e seus Nomes Horríveis.

Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*