A flor - Mentirinhas

25 de abril, 2014 Postado em: Hq

florA

flor

comentários

28 Comentários

  • Lita disse:

    Own…. triste… mas muito lindo!!!

  • Leilah disse:

    Como vou escrever meu comentário direito com os olhos cheios de lágrimas, Coala?

  • nynycius disse:

    Mais uma vez um final que não esperava, é sempre uma diversão descobrir quem esta falando com quem nessas tiras do coala

  • GuilhermeCA disse:

    Dessa vez foram ninjas cortadores de cebola e que usam bombas de lacrimogênio.
    Fui pego de surpresa pela flor estar falando.

  • Deh disse:

    Sensacional… Coala
    não tem nem palavras pra descrever :)

  • Jú Lins disse:

    Aquele momento em que você chega no final da HQ, leva um pequeno sustinho, volta pra lê-la do começo -no intuito de raciocinar melhor- e acaba marejando os olhos”sem querer”.

  • Pedro Rocha disse:

    Eita… Peraí que caiu um cisco no meu olho.

  • Ezegram disse:

    Os primeiros golpes foram tão “fracos” que acabei baixando a guarda, tomei um cruzado de esquerda no final. :/

    • Carlos V disse:

      hehe bem isso, cara. tava lendo, bem tranquilão, e aí tomei um fatality daqueles de arrancar a espinha hehehe
      “Como vou escrever meu comentário direito com os olhos cheios de lágrimas, Coala?”²

  • Cleber Lobão Ferreira disse:

    Só tenho uma palavra: Maravilhoso!

    • Cleber disse:

      Desculpe esse primeiro comentário incompleto. Deu um bug aqui e não apareceu esse primeiro post antes do meu segundo ( definitivo) ter sido incluído nos comentários.

  • Ricardo da Facul disse:

    HQ de uma simplicidade e sensibilidade muito profundas.

    Lindo Coala!!!! Ótimo trabalho, como sempre você deixando a sexta muito melhor!!!!

  • Cleber disse:

    Só uma palavra: Maravilhoso!

    Malditas flores ninjas e seu pólen lacrimogênio, está escorrendo suor masculino dos meus olhos e não quer parar…

  • João Lima disse:

    Simplesmente fantástico! Parabéns de novo, Coala!

  • qgustavor disse:

    Outra inesquecível, muitos irão divulgar-la e inclusive traduzir-la, se for preciso (igual aquela que teve o elemento “inesperado”).

  • Sarah Carvalho disse:

    Os illuminatis (os do mal) não queriam q eu entendesse a mensagem…FALHARAM MISERAVELMENTE!

  • reinaldo disse:

    sem contar que a doença da menina pode muito bem ser os pais, que não deixam a criança fazer nada.
    Sem brincadeira, conheço gente assim, e não adianta argumentar nada com eles.
    Mas a menina da tira pode ser “só” alérgica a polén, senão não teria uma flor de plástico.

    • Ateu, e daí? disse:

      Bom, várias doenças podem impedir que algumas pessoas saiam de casa. Ela pode realmente ser alérgica a polém, mas também existem pessoas alérgicas à luz solar, a metais e até a tecnologia. Ou ela pode ter um sistema imunológico baixíssimo, e tem que viver em uma bolha estéril (se não me engano tinha uma comédia romântica com esse mote). Ou pode ser psicológico, ela pode ter agorafobia ou síndrome do pânico, e não sai de casa por sua mente não deixar…

      Qualquer um dos casos é muito triste… :´(

  • Diana disse:

    Que coisa linda! Surpreendente! Coala, vc sempre me emociona!

  • Pedro dos Santos Pereira disse:

    Poxa cara, me emocionei.

  • Eduardo vw disse:

    O monstro no 6° quadrinho la no fundo meio embaçado.

  • Coala, como sempre, genial!

  • Valesck Carvalho disse:

    Choreeeeeeeeeeei largado!

  • Paulo Siqueira disse:

    Coala, acho delicioso ver seu trabalho e ser surpreendido. Quando vc acha que é a menina quem está cuidando da flor e pensando, é a flor que está cuidando da menina, totalmente o contrário. E aí faço exatamente como a Jú Lins escreveu, a gente volta p ler desde o início. E mais uma vez, o Senhor Coala toca meu coração, atingindo uma missão que talvez não seja intencional, mas com certeza é a de todo artista. Obrigado por salvar minha semana. E a fé nas coisas simples e boas.

Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*