O que eu quero ser. - Mentirinhas

08 de novembro, 2013 Postado em: Hq, Monstro

queria_serB

queria_ser1

comentários

24 Comentários

  • Robson disse:

    Malditos Ninjas Acebolados Cortadores de Movimentos… Não, péra…

    • Vekao disse:

      Cara… a tirinha me deixou sério e pensativo… aí li seu comentário e tô rachando de rir… vc sacaneou a tirinha, seu prego!!!

  • Ricardo disse:

    Profundo Coala.

    Na verdade nossas crianças estão perdendo a sua ingenuidade. Cada dia a mais crianças abandonadas, usadas, ou por coisa pior, se tornando adultos mais rápidos e do jeito errado…esperança sempre existe. Mas do jeito que anda o mundo e as pessoas, como ter esperança no futuro?

  • Felipe Uyeda disse:

    caramba Coala, essa foi ótima, senti o arrepio descendo pela espinha no último quadrinho =x
    Só uma pequena correção, mas a última fala está escrito “Todo monstro sonho em ser criança…”, não seria “sonha”? (Apesar que só notei o erro quando estava relendo pela terceira vez a HQ XD).
    Ótimo trabalho, cara ;D

  • André Luiz disse:

    Não seria “sonha” Coala? Na frase: “É que todo monstro sonho em ser criança outra vez”.

  • Deko disse:

    o monstro no quarto quadrinho ta foda bagarai

  • Preto Pobre disse:

    Oi Povo…

    Essa tirinha serve de base para infinitas reflexões e várias textualizações. Vou contar um fato que presenciei e acabei agindo por impulso. Para não ficar chocante, vou alegorizar um pouco a situação:

    Lá estava eu na Rua Senador Dantas, Centro do RJ. Tava azedo de fome e mais atrasado que relógio made in China. Resolvi parar no MCDonalds para comer algo rapidinho e voltar pro trabalho. Como tava cheio, comi dentro do carro (pra ganhar tempo também). Do nada veio uma sister black poor whit a litle balck baby no colo me perguntando se eu podia pagar um lanche pra ela e pro menino. Tava durango e resolvi dar meu suco de laranja e a batatinha para eles. Ai ela foi se afastando e percebi que o menininho esticou a mão pra pegar o suco. Acreditem: a Mulher deu um tapasso na cara do pirralho que nçao sei como a cabeça dele não deu um 360º. Adivinhem?? Preto Pobre saiu do chevette e correu pra cima, dando uma poderosa e violenta voadeira na mulher. Tumulto armado, defensores de um lado e atacadores do outro, mulher, criança e lanche espalhados pelo chão e um preto pobre virado no capiroto. Polícia chegando, mulher sendo levada, PP sendo ouvido e carro do PP sendo roubado.
    Sim, roubaram meu carro nessa encrenca.
    Mas a moral é que fiquei muito indignado com a falta de moral de uma mulher que usava uma criança para proveito próprio e ainda emburacava as ventas do guri sem dó nem piedade. Agi errado, mas… instinto de defesa, entendem?

    PS: Tadinho de quem roubou meu chevette, tava cheio de multa, IPVA atrasado (anos) e precisava de uns 300 mil para revisão. ME fizeram um favor, eu acho.

    • Marcelo disse:

      Manow!!!

      Às vezes eu entro no mentirinhas só para ler seus comentários. Está na hora de você fazer um blog de crônicas, o que acha?

    • Preto Pobre disse:

      Várias pessoas pediram, mas 24 horas por dia é pouco… Quando sobrar tempo juro que faço (aliás, ta pronto. Só falta começar a escrever)

    • Bárbara Almeida disse:

      Te entendo!
      Na minha rua tem uma mulher com uma criancinha e um carrinho de bebê, todos imundos. Ficam na esquina em frente a uma padaria.
      As pessoas costumam dar comida prá eles, aquela coisa de achar que todo pedinte é crackudo.
      E eu já dei comida pra eles, até ver a mãe agredindo a criança e pegando o melhor da comida prá ela. Tipo, comendo um bolo, tomando um Toddynho, e dando uma bolacha de água e sal mequetrefe pro neném…
      É foda… :(

  • Marechal disse:

    O mais triste é que, na verdade, nossas crianças estão se tornando monstros, mas não do bem…Falta atenção dos pais, educação nas famílias, desleixo do estado com a instrução.
    Os pobres e abandonados, vítimas das drogas e abusos,virando bandidos,assassinos e traficantes. Os ricos e bem nutridos, vítimas da ausência de seus parentes, criados com mimos, e sem o menor respeito pelos outros.Minha geração criou isso, com suas liberdades desmedidas, e agora tememos pelas próximas.

    • Rosildis disse:

      O dificil é admitir que a culpa é da geração anterior (a própria), ninguém faz isso… Só aponta o dedo pra quem não teve culpa de ser criado por um bando de desajustados.

    • Marechal disse:

      Saber que a culpa é nossa,nós sabemos.
      O que dói e expressar em voz alta.

  • Cainã Reis Deleprane disse:

    maldito ninjas cortadores de cebolas em tiras de sexta, amei isso tudo coala…vc sabe como ser um monstro coala

  • Kbeça de trovão disse:

    buaaaa…
    vc é demais coala. o mostro ta muito massa !!!

  • Luke Lima disse:

    sei que tá meio cedo pra isso mas, tu tem planos pra uma nova HQ, Coala?

    tu sabe que é inta buy pra muita gente aqui no site, né?

  • Debora disse:

    SENSACIONAL
    😉

  • Luke Lima disse:

    sei que tá meio cedo pra isso mas, tu tem planos pra uma nova HQ, Coala?

    tu sabe que é *insta buy pra muita gente aqui no site, né?

  • Ler tirinhas do Monstro escutando The Scientist do Coldplay é pracabá mesmo. Morri.

  • Hope disse:

    Li a tirinha duas vezes para entender… Aí entendi a profundidade da situação…

  • Bezanga disse:

    Caramba! O Monstro fez jus ao nome! Ficou maneiríssimo!

Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*