monstirinha #4 - Mentirinhas

05 de setembro, 2014 Postado em: Monstro

m_tira4Por um mundo com mais abraços intensos e menos “xingar muito no twitter”.

 

comentários

11 Comentários

  • Rui disse:

    Verdade mais verdadeira, não há. First.

  • Samuel disse:

    Muito bom !

  • Ricardo da Facul disse:

    “Por um mundo com mais abraços intensos e menos “xingar muito no twitter”.”

    Concordo plenamente com seu pensamento Coala!!!
    Quem nunca fez isso em xingar seu chefe ou outra pessoa!?

    Mais amor por favor!!!!

  • Mayakovisky disse:

    Falar que odeia mostra força de expressão e ausência de medo de reação.
    Falar que ama mostra fraqueza e exposição de sentimentos que podem te mostrar vulnerável.

    inversão de valores? Ideologia errada? Que nada. Apenas humanos sendo desumanos.

    • Valquíria disse:

      Mayakovisky,

      “Falar que odeia mostra força de expressão e ausência de medo de reação.”

      Por isso que amo ler os comentários das tirinhas. Baita reflexão que me deste de presente com essa frase!

  • Lita disse:

    Nossa, sua tag definiu bem a impressão que eu tenho das redes sociais… por quê tanto ódio gente? Seja falando sobre política, notícias, temas cotidianos… o que eu mais vejo são pessoas chamando outras de imbecis e retardados por não concordarem com seu ponto de vista…. Pessoas… parem… simplesmente parem!!! Mais amor nesses coraçõezinhos!!! rs

    • Ateu, e daí? disse:

      Realmente, em meu último post no Facebook eu chamei um cara de retardado…

      Mas ele havia matado a própria filha e pedido pra mulher dele comer o cadáver, por conta de uma interpretação bíblica… então acho que estava justificado…

  • A tolerância é proporcional ao sentimento amoroso em nossa alma. Quanto mais amor, mais tolerância. Quanto mais ódio e intransigência, maior o vazio interior.

  • Dani disse:

    O monstro e seu poder de passar mensagem/mudar seu dia/te fazer refletir/sorrir e chorar seja em uma “tirona’ ou em uma tirinha!

    Só vc, Coala! bom dia e bom fds pra vc e a Sra Coala!

  • ErvinhaVV disse:

    Somos muitas vzs reflexos do que aprendemos na infancia..que eu me lembre embora vivesse em uma familia normal..sem grandes brigas e tragedias não me lembro uma unica vez de ter recebido um abraço do meu pai ou da minha mãe..Cresci sem esse costume, a mim ate a pouco tempo era dificil abraçar alguem, mas a profissao que escolhi tem me ajudado muito.Sou enfermeira na ala pediatrica de um hospital e aqueles pequenos não estão nem ai para minha dificuldade: se agarram no meu pescoço e eu não tenho outro remedio a não ser abraçar de volta#mesintofeliz#

  • Leomar Bernardes disse:

    Olha, um ninja cortador de cebola apareceu nas tiras. Tomara que apareçam mais.

Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*