Mentirinhas #690 - Mentirinhas

26 de agosto, 2014 Postado em: Mentirinhas

mentirinhas_680

 

Meu voto é do Batman.

comentários

18 Comentários

  • GuilhermeCA disse:

    Pelo menos aqui que é uma bagunça de partidos está uma droga. Como existe tanto partido político em um único país?
    É uma festa de siglas, todos com nomes parecidos, mesmas propostas, mesmas cores, mesmos ternos (aliás, muito caros para todos menos para eles) e mesmas propagandas ridículas mas todos garantem que são diferentes.
    Acho que uma pequena parte do nosso problema surge com essa hidra política, seria melhor um sistema bipartidário como nos Estados Unidos, onde ou você é Republicano ou Democrático?
    Eles iriam estragar igual..

    • Jose Alves disse:

      Na verdade os EUA também tem um monte de partidos. A diferença é que os republicanos e os democráticos são tão poderosos que os outros não tem a mínima chance na corrida presidencial

  • Thasïa disse:

    Não desanima, menino… Um dia você ainda poderá votar em fantásticos candidatos como um “Palhaço Tiririca”… um “Neymar Cover”… um “Ex-BBB” :)

  • qgustavor disse:

    Alguém sente saudade de quando podíamos votar em qualquer um quem quiséssemos? Bem que eu queria que isso pudesse voltar no futuro, de forma mais digital, claro.
    Acabaria com essa história de ficar decorando número, ao invés disso teríamos que decorar o nome do candidato. Isso seria ótimo pois não iriamos esquecer do nome deles para cobrar mudanças. Alguns canditatos até iriam aprovar essa mudança.

  • Carlosv disse:

    Eu voto no Monstro para presidente, e na Realidade para governadora; o caco, o MHDM, os auréolos, os audazes – e até a segunda-feira -, podem ir para o senado e câmara. As mentirinhas já estão lá, desde sempre heheheheh
    É, talvez com menos partidos, a bagunça fosse menor, ou, ao menos, fosse possível traçar uma linha ideológica para cada partido. Atualmente, todos são tudo.
    Nos EUA, na realidade, o sistema não é exatamente bipartidário, existem outros partidos menores (há concorrentes de partidos verdes/ambientais ou mesmo concorrentes independentes para os cargos eletivos), mas todos tem suas propostas de governo bem definidas: Republicanos são fritos, Democratas são assados, Verdes são crus, Independente A é cozido, Independente B é grelhado, e assim vai. Aqui só troca a sigla, não há uma linha partidária específica, com exceção de uns dois ou três partidos, a maioria se perde no “genérico”.
    Aí, vira essa pu####@ aí (desculpem, não tem outra palavra para descrever a política brasileira).

  • Joker disse:

    Tag: “aspessoasqueseriambonsgovernantesjamaisvãosemeternapolítica”, podem até haver exceções, mas eis um fato. Pessoas que não se corrompem ou não fazem vista grossa não vão muito longe na carreira política.

  • Ricardo da Facul disse:

    Concordo plenamente com esse menino!!!
    Por isso que o país ta essa zona…

  • Marechal disse:

    Eu vou votar no Benson… o cara que administra um parque daquele seria um ótimo presidente. “E limpem a bagunça ou estão despedidos”… 😀

  • Bruno disse:

    O personagem do desenho pode não ser real, mas as qualidades que são dele não deveriam ser. Deveríamos poder conhecer as qualidades no desenho mas reconhecê-las em pessoas que poderiam nos representar. Nessas eleições não vejo ninguém com as qualidades que exijo para me representar no poder.

  • Mayakovisky disse:

    – Papai, fala o nome de um político bom?
    – Meu filho… Ou é bom ou é político!

  • Eu voto no Pernalonga pra Presidente!

  • Wendel disse:

    Nesse caso eu voto no Justiceiro 😀

  • Ateu, e daí? disse:

    Outro dia eu estava discutindo com minha esposa se os cargos políticos não deveriam ser ocupados por meio de concurso público.

    Afinal, isso não pode ser pior do que ter senadores e deputados que não sabem redigir uma lei, que nunca leram a Constituição e até um que se suspeitava que nem sabia ler e escrever…

    • Rui disse:

      Apoiado. Muito bem visto. Para garantir o princípio republicano e democrático, deviam fazer essa experiência. Esse é um poderoso contributo para se acabar com os favores que os políticos fazem uns aos outros.

    • Ateu, e daí? disse:

      :)

      Os cargos não poderiam ser vitalícios, como são os de concurso atualmente. Se faria uma ou mais provas para um cargo, e o concurso poderia ter validade de 4 ou 8 anos. Para continuar no cargo após o mandato teria que se fazer o concurso novamente, sem nenhuma vantagem sobre os outros candidatos.

      A principal crítica que vimos a esse esquema seria que isso poderia “elitizar” o acesso aos cargos políticos, fazendo com que as pessoas que tivessem mais tempo e dinheiro para investir em estudo os ocupassem. Mas, além de isso fazer com que na verdade pessoas mais preparadas ocupassem os cargos, eu não vejo como o sistema de votação atual não possa ser também considerado elitista, já que só os políticos que investem milhões de reais em campanhas e que compram votos são eleitos…

      O problema é que para se efetivar isso teria que se mudar a Constituição. E quem é o responsável por fazer isso? Exatamente, os políticos atuais… 😀

      Catch 22…

  • ErvinhaVV disse:

    Votaria no Wolverine! Adoraria vê-lo fatiar aquele congresso…
    não…pera..

  • LAURA disse:

    Meu voto vai pro Alfred E Neuman!!!!

Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*