Mentirinhas #579 - Mentirinhas

11 de fevereiro, 2014 Postado em: Mentirinhas

mentirinhas_570Segue o seco sem sacar que o caminho é seco…

 

comentários

27 Comentários

  • Paulo Junior disse:

    Fato!

  • Dayanne disse:

    Minha cidade virou o caos semana passada devido a um temporal. Muita gente perdeu muita coisa, e mais da metade dos funcionários públicos não estão indo trabalhar, porque não ter ar condicionado na prefeitura, porque o sol esta muito quente pra recolher o lixo… ninguém pensa no próximo, ninguém na verdade se importa!

  • Carlos V disse:

    Bah… bem isso mesmo, Coala!
    Enquanto a gente, aqui, reclama desse calor como se fosse o fim do mundo, o pessoal lá no sertão, provavelmente, deve estar bem mais tranquilo, pois já está acostumado com tais temperaturas quase absurdas e o sol inclemente.
    Mas, fico pensando se isso lá são “condições humanas” para alguém viver? nesse calorão? ainda mais eles lá, na seca, sem todas essas “mordomias”, facilidades e confortos que temos. Mas, no final, quem é, realmente, mais feliz: aquele que, com pouco, sorri mesmo diante das dificuldades e encara a vida, ou aquele que, mesmo tendo muito, reclama por qualquer transtorno a que submetido?
    Tirinha para infinitas reflexões.
    Parabéns, Coala.

  • Jane C. disse:

    Esse Coala sei não viu…. arrasa a cada tirinha! é pessoal quem tá reclamando do calor , nunca foi no sertão ver as condições precarias que o povo lá vive. Pessoas que reclamam de tudo temos em todos os lugares , mas posso garantir que as pessoas que não tem mordomias , sim são mais felizes , pois é com o pouco que eles sorriem. Parabéns Coala

    ps: kd o PP?

  • Raphael disse:

    Cara, nada a ver isso ai. É como pegar uma pessoa que viveu a vida toda no Canadá e jogar ele em Nova Iguaçu e pedir que ele não reclame porque os nordestinos convivem com isso numa boa.
    São costumes e culturas diferentes, os nordestinos estão acostumados com o calor e a falta d’água (ainda mais porque a transposição do São Francisco nunca irá acontecer né ¬¬)… Quando faz 22° no Sul todo mundo morre de calor, agora quando faz 22° no Rio todo mundo coloca casaco….Horrível sua comparação.

  • Kbça de trovão disse:

    suor e sangue no saara brasileiro, sonhando sempre, sem sussurar pragas, sempre a serviço, só força e esperança…

  • Dido disse:

    gente, kd o PP? ja são dois dias sem as historias dele, as tirinhas do coala e os comentários do PP já são um combo, não posso ver um sem o outro!!!

  • André disse:

    Pode estar o maior calorão aí no sul e sudeste, mas pelo menos aqui em Pernambuco esse começo de ano foi de muita chuva, inclusive no sertão.

    P.S.: Cadê o PP?

    • Marechal disse:

      Como disse Antônio Conselheiro: “O Sertão vai virar mar, e o mar vai virar sertão”.Daqui a pouco Santos e Guarujá estarão ligadas por uma passagem seca e árida: o antigo canal do porto.
      Ps.: Mataram o PP?

    • milagre disse:

      a tirinha é valida pois no sertão é comum eles conviverem com a seca mas como o pedro falou em pernabuco, não só pernabuco mas no nordeste todo é época de chuva o verão e faz até um pouquinho de frio

  • Marco André disse:

    Asno pra caramba esse Raphael Aracelli nos comentários do Facebook. “É cultura” kkkkk ele no Toddynho gelado e video game enquanto no norte de MG pessoas comem arroz misturado com as próprias fezes (caso verídico). Tá serto, não é desigualdade não, é “cultura”. kkkkkkkk

    • bruna disse:

      Muito educado você chamando o cara de asno! É a opinião dele e essa é a sua! Custa ouvir alguma coisa diferente do que você pensa sem crucificar a pessoa? Isso não significa que ele esteja certo nem que você esteja errado!

  • Vagner disse:

    Meu povo sertanejo é um povo feliz e sabe manter sua felicidade mesmo diante das adversidades do clima e da vida.

    • Marechal disse:

      Felicidade é um estado de espírito: minha esposa é depressiva, e, quando dava aulas na favela, sentia muita inveja da alegria deles, que tinham menos em casa por mês do que ela contava por dia. E viviam em festa.

  • Gigio disse:

    Felicidade é um estado de espírito sim, mas não acho que seja somente essa a mote da tirinha. De modo geral, sempre reclamamos da nossa rotina, e, quando quebrada, reclamamos por sair da rotina. Queremos o calor pra a praia e o frio para os demais dias. Esperamos que o clima (e tudo o mais) corresponda a nossa programação. Somos tão menores do que isso. No final das contas, nós é que devemos nos adaptar. Se a vida deu limões, faça uma limonada, mesmo que vc preferisse uma laranjada. Carpe dien.

  • Camila disse:

    Pena que são poucas pessoas que pensam dessa maneira, ninguém pensa nos sertanejos… =/

  • Marcos Almeida disse:

    O do sertão é conformado, é bem diferente de adaptado… passam por situações desumanas sem um mínimo de reação, ou seja, conformismo.

    • Jane C. disse:

      Conformismo… essa palavra é muito dura as vezes, acho que conformismo pode ser usado em ficar num emprego que não gosto , só para não procurar outro, ou ficar do lado de alguém por mais que ela seja insuportavel. mas, viver no sertão sem ter o que beber e por falta de água as vezes sem ter o que comer não se adequa a essa palavra. isso é a realidade vivida por milhares que não tem para onde ir e nem quem ajude, que nesse caso seria o nosso governo.

  • Thais Pires disse:

    É bem isso mesmo! Alguns amigos meus foram até a cidade de Betânia no Piauí, e constataram que, apesar dos habitantes de lá viverem em extrema pobreza, e apenas com uma água LARANJA e cheia de barro para beber, não tiram o sorriso do rosto.

    Quem se interessar, aqui tem um link de uma galera que tem um projeto muito bacana por lá: (Projeto Mais Água)
    https://www.facebook.com/promaisagua?fref=ts

  • Ana Cláudia Marques disse:

    Pois é…

    P.S.: PP, cadê você?

  • Roberto Nogueira disse:

    isso e o q gostam de pensar, assim não precisam fazer nada, sendo q isso não e condição de vida pra ninguem

  • LF disse:

    “Segue o Seco”. me ligo nesse esquema!!.!!!

Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*