Mentirinhas #490 - Mentirinhas

22 de agosto, 2013 Postado em: Mentirinhas

mentirinhas_482bSe quiser conhecer um homem, dê o anonimato a ele.

comentários

24 Comentários

  • Preto Pobre disse:

    Tá parecendo um caso que aconteceu aqui no trabalho…
    tem um infeliz que simplesmente postou no Facebook algo mais ou menos assim: “Já tá tarde, hora de ir dormir para amanhã chegar naquela merda de trabalho. Minha vontade é mandar meu chefe tomar no %$”
    O mais legal é que a empresa possui mais de 12000 funcionários (catadores de latinhas espalhados pelo Brasil – CLEB) e é claro que os conhecidos estão no Facebook… Logo, a mensagem do infeliz se espalhou e é claro chegou ao chefe.
    No outro dia o chefe, um gaúcho de quase 3 metros de altura com um bigode que parece um rabo de urso, chamou o funcionário e perguntou em alto e bom tom: O “fulano”, quero que vc me diga exatamente o que vc tem vontade de me dizer, sem precisar usar o Facebook. O engraçado é que o cara disse: Eu acho o senhor o melhor chefe do mundo… O que se posta no Facebook não conta. O mais legal foi ver a namorada dele levantar e falar: “Então quando vc posta que me ama é mentira seu filho duma égua?”
    Final das contas: Hoje ele trabalha na CPCSC (catadores de papelão concentrados em Santa Catarina, a namorada cansou de homens e namora com a recepcionista e o chefe contratou um cara que constantemente é monitorado pelo Facebook…
    Ah, e eu assisti tudo de camarote, comendo pipoca que esqueceram no microondas e usando óculos 3d que achei numa mesinha do shopping.

    • Mais um na multidão disse:

      Vc trabalha com oq realmente?

    • Preto Pobre disse:

      No que eu trabalho? Este é o tipo de informação que se eu te disser, terei que te matar logo depois…

      Brincadeira. Trabalho com prevenção de perdas, controle de fraudes, investigação de estelionato, identificação de falsificações de documentos… Esse tipo de coisa. Só não digo o nome da “empresa” para não me comprometer ok? Quando falei de 12000 funcionários, não foi brincadeira, temos muitos departamentos para todo tipo de coisa. Só pra constar, este caso ai em cima aconteceu realmente (claro que o final eu dei uma “pincelada” para ficar engraçado).

    • Mais um na multidão disse:

      Só queria saber mesmo no que vc trabalha, eu concordo que dizer o nome da empresa seria anti-ético dado o ramo de atuação.
      Na verdade verdadeira (dizendo puxando o “r” como bom paulista q sou), seria mais para aplicar em minha vida….pois me tornei um completo conformado onde trabalho porém eu quero sair mas tenho medo de sair…vendo você que trabalhava com humanas e foi para exatas fico pensando se eu conseguiria também, mas primeiro preciso me mudar…como diria “As revoluções começam em casa,porém a maioria delas ali também terminam”
      Preciso de um empurrão num carrinho de rolemã sem chinelo para frear

    • Preto Pobre disse:

      + 1 mixed in people… Vou te contar uma historinha (pega a pipoca) e posso afirmar que foi a mais importante da minha vida:

      Sou carioca. Trabalhei no IML e naquela época morava com a mãe… Não tinha compromissos financeiros e a grana sobrava. Mas por motivos psicológicos, cai fora de lá.
      Virei empresário. Tinha 3 Lojas, 3 escritórios e uma empresa de desenvolvimento de softwares (sou formado em sistemas de informação). Parece ótimo né? Acabar o mês e ter grana sobrando, morando em uma cobertura em Copacabana. Esse era eu. Nessa época era casado. Mas tinha um porém… Não era nada feliz. Problemas conjugais misturados a stress profissional… Isso me deixou doente. Tomei a a decisão mais drástica: Vendi as empresas e me divorciei. Não foi nada fássio… Mas estava começando a ficar em paz. Conheci a Gerusa e minha vida começou a melhorar muito. Enfim, te dou um conselho: Não avalie se vai dar certo ou não. Quem muito pesa, muito medo cria. Pense se vc é feliz e não tenha medo de resetar sua vida. Sempre acaba dando certo. Nunca se arrependa do que vc faz, sempre se arrependa do que você deixou de fazer. E se por acaso algo de errado, levante a cabeça e sorria. Só erra quem ousa tentar…

    • Fábio Coala disse:

      Ta virando chat, isso aqui?!

    • Preto Pobre disse:

      Coala,

      Devemos considerar sua pergunta afirmativa como uma bronca?

    • Vekao disse:

      Caraca, velho: que história!!!! Dá até um filme. Diga-se de passagem que seria melhor que “Viva voz”. Tá: qualquer filme é melhor que “Viva voz”, então isso nao indica nada…

    • Deko disse:

      cara ate entendo o “mais um”, ter a coragem pra “sair do trabalho” deve ser foda

      no meu caso trabalhei como “assistente de pratilheira” (que é a coisa mais próxima de “bonito” que eles conseguem chamar para o cara que repõem os produtos na prateleira do super mercado), depois virei professor de “Ingles” e em seguida de Informatica.

      Parece estupido mas se tem uma coisa que realmente ODIEI foi ter um dia virado professor. Não tenho a paciência nem vontade e muito menos o jeito de lecionar e achava melhor meu emprego no supermercado….MESMO GANHANDO MENOS. o fato de ter virado “Professor” corroía minha alma e me deixava furioso toda vez que acordava de manhã, a ponto de querer me perguntar por que não levei um tiro ainda. não podia culpar a ninguém pois quem aceitou o emprego fui eu. Fui dispensado por questões obvias e graças a Deus hoje trabalho com programação….meu objetivo é programar voltado para jogos…mas como gosto de programação estou me sentindo “temporariamente satisfeito” em um emprego onde consigo estudar, aprender e fazer mais daquilo que gosto.
      boa sorte “mais um”

      PS:Foi Mal Coala……

    • Eu disse:

      Alguém tem uma imaginação bem fértil… lol

    • Claudinei disse:

      Jura? até parece q vc inventou tudo isso.

  • Mais um na multidão disse:

    Ainda bem que eu uso a internet apaenas para ler as tirinhas de certo coala e jogar games infantis no trabalho 😉

  • Deko disse:

    a verdade em 4 quadrinhos….so faltou a “realidade” no ultimo encarando o cara………………….

  • Bruno disse:

    Bom, no caso o anonimato não mudou ele. Ele agiu da mesma forma, só que teve que aturar digamos, certas consequências.

  • Joker disse:

    Entre os males identificáveis da internet, esse sem dúvida é o maior. Liberdade de expressão + anonimato = vários idiotas escrevendo idiotices.

    Ainda assim, liberdade de expressão sempre! Anonimato, um direito que não dispenso… É só exercitar a paciência ou ignorar os trolls/haters/burros de plantão.

  • Fabricio Vianna disse:

    As pessoas às vezes se empolgam tanto pra demonstrar personalidade que não atentam ao fato de que sinceridade desmedida se chama groseria.

    • Preto Pobre disse:

      Lançado o desafio:

      Se uma mulher perguntar se ela está gorda naquele vestido novo você:

      a) Seja sincero e morra lentamente
      b) Minta e escute uma jararaca falando que vc esta falando isso só para agradar
      c) Tente dar uma de Edgar Alan Poe e faça um discurso meio sem pé nem cabeça e espere ela te esmurrar até os ossos quebrarem
      d) Fale que ela é bonita de qualquer forma e espere ela provar mais 2000 vestidos
      e) Finja que esta recebendo uma entidade e diga: “misinfia, vc tem que colocar esse vestido numa encruzilhada senão ele vai te engordar até vc virar um tender”
      f) Suicide-se

      Não dá pra ser sincero e educado em certas ocasiões. Este paradoxo só serve para te enterrar num psiquiatra!

    • Mais um na multidão disse:

      Penso diferente da opção C…. sendo EAP, discuta com ela o que vai ser fássio e comece a criar um ódio fatal por ela até que num momento de lucidez vc tira a vida dela e a enterra no porão depois para se livrar da culpa comece a beber desenfreadamente e num lampejo de brilhantismo vc descobre que a culpa é do seu gato que lhe influenciou a fazer tão ato, então num ato de desespero tranque o gato dentro da casa e coloque fogo nela…depois de ver toda a casa destruída vc percebe que a o que restou da residência foi somente a imagem do gato lhe encarando. Pronto! vc ganha um certificado de insanidade e nunca mais terá que responder essa pergunta!
      Não sei pq mas eu adoro este conto

    • Preto Pobre disse:

      Preto Pobre

      Arraste a barra de rolagem localizada na lateral direita de seu monitor até o topo da página. No Banner com os personagens criados pelo Coala, localize uma mentirinha verde, próxima a uma caixa cinza e um porquinho rosado. Logo abaixo da mentirinha, há a assinatura virtual do criador do site. Disfarçadamente, olhe para a esquerda da assinatura. O que vc vê é o sobrevivente deste conto de EAP. E vc não sobreviverá, pelo simples fato de tê-lo citado.

  • Andreus disse:

    Depende… se a pessoa te perguntar o que você acha da banda, aí óbvio que você irá responder com muita sinceridade “É inapropriada para o desenvolvimento intelectual humano” ou a música da tal banda “É voltada para mulheres mundanas e extraviadas da boa conduta e moral”… você não deve responder a menos que te perguntem essa é a dica e nunca apanhei por causa disso. 😛

  • Dani disse:

    novasérie:mundocom/seminternet – pelos comentários… vai fazer sucesso!! kkkkkkkkkkk

  • Luis disse:

    True story!

Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*