Mentirinhas #283 - Mentirinhas

06 de junho, 2012 Postado em: Mentirinhas

Não sei se é pior ser tratado como cachorro ou tratado como gente.

comentários

38 Comentários

  • Depende do cachorro, Coala! Se fosse o de Eike Batista…

  • wagner a. r. disse:

    ai de quem explora um cachorro, mas criança pode.

    • Ana disse:

      Pode. Trabalho forma caráter xD

    • Karina disse:

      Trabalho forma caráter, mas exploração e humilhação não. E é isso que acontece com boa parte das crianças. Aliás, quem oferece trabalho realmente digno é prejudicado por conta de exploradores e aliciadores.

  • leonardo disse:

    Essa foi uma das tiras que eu mais ri!

  • Raiana Luz disse:

    Era para refletir, é?! Porque eu ri muito! “Au” hahahahahahahahahahahahahaa

  • Alessandro disse:

    É Coala, tem pessoas que tem se preocupando mais com os animais do que com gente! Só pelo Facebook dá para ver, pois até hoje não vi nada lá falando de exploração infantil, abuso de menores, pessoas com fome…

    • renata de toledo disse:

      Nossa, Alessandro, é verdade né, manda aí o seu Facebook então para a gente poder ver todas as suas propostas contra a exploração infantil, abuso de menores e pessoas com fome…

    • Alessandro disse:

      Quase não uso o Facebook, apenas o tenho para relacionamentos.
      Trabalho e cuido da família. E nos poucos tempos de sobra ainda tenho força para AGIR, e não reclamar e ficar só postando mensagens, pois atuo voluntariamente num templo em SP, e ajudo semanalmente pessoas com problemas familiares, financeiros e de saúde.
      Tenho muitas propostas e pensamentos a respeito desses problemas, mas são ações que não bastam vir só de uma pessoa… As demais precisam “acordar” e começar a se mobilizar… são muito poucas as que fazem isso.

  • Guilherme disse:

    Essa é boa pro pessoal que acha que os testes de medicamentos em animais têm que parar. O que eles querem? Testar em humanos?

    • Juju disse:

      Eu juro que prefiro. O ser humano pode dizer se dói, se arde, se incomoda. No bicho, eles vão até o final do procedimento e vêem no que vai dar pra depois matar o bichinho.

    • Guilherme disse:

      Juju (é assim? não tá aparecendo seu nome todo pra mim), os testes não podem parar quando dói, arde ou incomoda! Além disso, alguns testes são justamente para determinar, por exemplo, os efeitos de um tratamento na gestação — e nenhuma grávida se prestaria a pôr seu filho em risco pelo bem da ciência.

    • Fernando disse:

      O problema é que isso só faz sentido em uma lógica especista. A questão é justificar o especismo.

  • Vini disse:

    Acho que não precisa polarizar o assunto, todos tem direitos. Mas vale lembrar que as crianças estão amparadas pela lei maior (Constituição) e o EJA. Tem apenas que cumprir a lei. Os animais não.

  • TiagoB disse:

    Sinto que isso foi uma “resposta” a polêmica criada pela tirinha do chocolate pro cachorro.

  • Joker disse:

    A questão é que cresce o número de pessoas que consideram o ser humano lixo e transformam os animais em deuses. Isso se deve a alienação sofrida através da mídia mainstream e agora mídias sociais. Só vêem o lado ruim do ser humano e de alguma forma exteriorizam isso em apreço exacerbado aos animais. Os animais devem ser respeitados e bem tratados, porém, a partir do momento em que você deixa de se preocupar com a própria espécie, e seus inúmeros problemas, em detrimento de uma causa secundária, você deixa de exercer seu papel como indivíduo. A política do “foda-se a humanidade, pois é um lixo” é a demonstração maior de estupidez que alguém pode dar (bandidos, assassinos e estupradores tem esse mesmo tipo de mentalidade). Amemos os animais, mais acima de tudo, amemos uns aos outros. Se não, não merecemos o rótulo de seres racionais.

    • Fernando disse:

      E o que te faz pensar que alguém que combate a violência contra os animais estaria dizendo “foda-se a humanidade”?. Falácia da ladeira escorregadia aí.

  • Lhaiza disse:

    Complicado viu?? huahuah =x

  • Coala essa foi para alfinetar as várias pessoas que reclamaram que chocolate faz mal para o cachorro, ao invés de entender a tirinha? Muito boa! Os animais precisam sim de nossa ajuda, respeito e amor, porém as pessoas também… Adorei!

  • ROSEMERI disse:

    :aindaassimgostomaisdebichodoquedegente

  • kitsune154 disse:

    Não devemos esquecer também das crianças. Humanos, explorando pessoas e animais desde sempre.

  • Jennifer disse:

    aindaassimgostomaisdebichodoquedegente³…..
    Coala tá polêmico hein?!….o mais legal disso é ver o pessoal ”brigando” nos comentários, cada um querendo defender seu ponto de vista, é bom né?! o povo aprende a argumentar….hahaha
    Apesar da polêmica as suas tirinhas continuam sendo as melhores,então eu continuo começando meu dia com café e MENTIRINHAS.(não tem coisa melhor).Ah…comentário atrasado: eu dou chocolate para os meus dois cachorros, eles adoram e ainda estão bem vivos e bem faceiros.

  • Isabel disse:

    Não tenho mais paciência para essa história de que quem gosta de animais e os defende automaticamente odeia humanos e não está nem aí para a exploração do trabalho infantil…Uma coisa não exclui a outra, mas zoar quem gosta de animais é sempre mais fácil…Vamos respeitar todas as pessoas que fazem o bem, o que importa a quem fazem? É mais do que a maioria inútil…

    • Aline disse:

      Perfeito o seu comentário. Não faz o menor sentido este preconceito contra os que se importam com os animais, este antagonismo criado entre humanos e animais e esta suposta supervalorização do cachorro em detrimento da criança (como se isto fosse real). Cuidar de animais, crianças, idosos ou outros que necessitem, assim como occore com as profissões, além de estarem relacionadas a vocação e afinidades pessoais, são igualmente necessárias e dignas.

    • Igor disse:

      Você está considerando a crítica como uma generalização dos defensores dos animais. Não se trata disso, trata-se de várias pessoas (e não todas) que dizem abertamente preferir os animais e ainda se orgulham de dizer que o ser humano não presta. Já cansamos de ouvir esse discurso, especialmente em redes sociais. Mas há o outro lado, pessoas que presam a todos os seres vivos igualmente. Mas não é pra estas as críticas apresentadas nesta postagem, e sim para aquelas.

      E sério, eu não tenho mais paciência com pessoas que vestem a carapuça diante de uma crítica não direcionada.

  • Pedro Lemos disse:

    Eu também costumo gostar mais de bichos que de gente. Se eu vejo um mendigo na rua eu ignoro, mas se vejo um bichinho fico com vontade de levar pra casa e dar comida.
    A lógica deveria ser o contrário, não? Humanos deveriam valorizar mais sua própria espécie.
    Talvez a explicação pra isso venha do fato que os animais não têm consciência da sua miserabilidade e nem condições de reagir a ela por si só. Eu sempre me pergunto se os moradores de rua trabalhariam se alguém lhes desse condições de trabalho ou se prefeririam continuar vivendo de esmolas sem trabalhar… embora eu tenha consciência que esse assunto é mais complexo do que parece, eu sempre fico pensando que eles prefeririam a segunda opção… comodismo.
    E os humanos também costumam ser mais ingratos que os bichos. Se você levar um menino de rua pra sua casa é capaz dele te matar enquanto você dorme pra ficar com sua residência…

  • marcos medeiros disse:

    Para a maioria dos pedintes, não importa a forma com que isso ocorra, é preguiça do trabalho e querem ganhar dinheiro fácil.Alguns tem imaginação e usam o próprio filho para ficar “esmolando”, mas se vc oferecer trabalho, pulam fora.O certo é nunca darmos esmola e sim ajudarmos instituições beneficentes serias.

  • Ricardão disse:

    penso eu que o coala critica gente que prefere os animais que o ser humano. quantos de vocês não sentem dó de 1 cachorro de rua, mas tem nojo de mendigo? quem diz que a pessoa é mendigo pq quer, está sendo mmeio estúpido. ninguém mora na rua pq quer, ninguém fica na merda pq quer. temos que valorizar mais o ser humano. por mais que um cachorro seja fiel, tu prefere conversar com 1 cachorro que vc tem há 10 anos, ou com um amigo que tu tem há 10 anos?

    • Ana Cláudia Marques disse:

      É, mas lembre-se que tem gente que vive nessas condições e rejeita a ajuda que lhe oferece por não ser do seu gosto. Uma conhecida de minha mãe foi abordada na rua por uma dessas moradoras de rua pedindo ajuda, e ela respondeu que precisava de alguém para uma faxina. Pergunte se a mulher topou?
      Detalhe: a dona estava esperando filho, e tempos depois essa conhecida encontrou a moradora esmolando no mesmo lugar, com a criança dentro de um daqueles caixotes de maçã…

  • o sincero disse:

    a coisa que realmente não entendo e tratar animais como humanos!!!!!!!!
    eles falam tanto que o ser humano não presta e blablabla
    mas terminam tratando os animais como tal!!!!
    CACHORRO É PRA FICAR NO CHÃO E CRIANÇA NO COLO!
    NÃO O CONTRÁRIO!!!!!!!
    respeitem seu bichos de estimação e tratem os mesmos como bicho! não vá contra a natureza do mesmo!

    excelente tirinha coala!!!!!!
    e pros que não entenderam a tira anterior só lamento…

  • Sophia disse:

    Mania chata do pessoal achar que quem gosta de animais obrigatoriamente não gosta de pessoas! Eu tenho pena e lamento a situação dos dois (e de toda pessoa inocente que sofre). Eu adoto cão de rua mas não adoto criança, por uma razão bem simples: tenho 24 anos e nenhuma maturidade para ser mãe, mas dou conta de um animal. E aí, só porque não posso ter uma criança não devo ter um animal?
    Ajude quem você puder e não fique incomodando quem está fazendo a sua parte, seja por animais, crianças ou presidiários. Já é difícil largar o comodismo e fazer alguma coisa, ter que ouvir os outros achando que podem decidir por nós quem devemos ajudar é o cúmulo!

  • Remedios disse:

    Hahahahahahahaha excelente!

Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*