Imperdoável - Mentirinhas

11 de março, 2016 Postado em: Hq

imperdoavel

Uma das lições mais difíceis.

comentários

16 Comentários

  • Rodrigo Cabral Ponciano disse:

    O que fazer quando o lobo não pede perdão?…

    • Tiago "The Portal" Soares disse:

      Esse é o grande ponto que o Coala expôs aqui. Perdoar não é só tirar o fardo do ofensor, mas também do ofendido. É deixar para trás esses sentimentos de tristeza e raiva e ir viver sua vida. Perdoar também é se tornar livre…

    • Sayuri disse:

      Você perdoa, não porque a outra pessoa merece perdão, mas porque você merece paz.

    • Paulo disse:

      Perdoe…

  • Rômulo Tabox disse:

    Nossa…. que coisa linda! Que lição de vida!

    • maria disse:

      Verdade seperdoamos ficamos leves e com certeza Deus mais ainda ; porque Deus nos ensina a perdoar sempre sempre!!!!me desculpem a pressa me juntar as palavras rs rs rs !!!!!

  • Mandoti disse:

    Que historia linda! O perdão é mesmo uma coisa difícil, pois não é simplesmente da boca pra fora, tem que ser com paz no coração, porque assim como na historia, a amargura no coração nos traz velhos fantasmas, que dilaceram nossas almas….

  • Cleber L. Ferreira disse:

    Quando a dor causada é tão grande que o sofrimento consome a vítima e transforma até o ser mais dócil em um furioso propagador do ódio. Muito mais do que perdoar quem fez o mal, é preciso perdoar a si mesmo por não ter conseguido proteger quem ama.

    O lobo está certo, o carneiro será consumido pelo ódio e nunca encontrará paz até que o amor consiga quebrar essa casca de gelo em seu coração. Sendo o espírito do lobo a cuidar dele ou uma outra ovelha que consiga aquecer o frio na alma do carneiro, só o amor poderá salvá-lo do sofrimento eterno.

  • Roberto Luiz disse:

    Muito lindo!

  • André Luiz disse:

    (???)
    Às vezes te odeio Coala,, vc sabia disto!?

  • Vanessa Lampert disse:

    O que essa ovelha (e todas as outras que estiverem lendo) precisa entender é que ninguém sente vontade de perdoar. Se depender da nossa vontade, nos deixaremos consumir pelos piores sentimentos, sempre (e pelos melhores, também). O perdão não é um sentimento, o perdão é uma escolha. Uma decisão. Muitas vezes (MUITAS, mesmo) teremos que ir contra o que nosso coração pede e decidir perdoar. Porque o coração pede vingança, pede ódio, pede retaliação e mágoa, achando que isso vai ferir o agressor. Mas a cabeça pode muito bem nos salvar dessa armadilha. Em outras palavras, se quiser fazer as coisas certas, não siga o seu coração.

  • Welder Caetano disse:

    Perdoar, não é esquecer, é lembrar sem sofrer!

    Quem não perdoa, é como se tomasse um copo de veneno por dia, veneno que o mata lentamente…

  • Japa disse:

    Sr. Coala, muito obrigado pelas sabias palavras em um momento confuso na minha vida, sai de um relacionamento turbulento recentemente, sai destruído e completamente humilhado (comprei um buquê de flores para ela no dia que ela terminou), não nego que guardei muito rancor, mas sei lá, as palavras vieram no momento certo, eu só vou poder ser feliz de novo se deixar ir, se perdoar e não pensar mais nisso.
    A genialidade dos artistas vive em entender o outro muitas vezes mais do que ele mesmo.
    Obrigado pela sabedoria.

  • Eliane Prado disse:

    Verdade. Perdoar é muito difícil, e tem vezes que temos que fazer o exercício de perdão todo dia até conseguir realmente não ter mágoa. Como diria a Elsa: Let it go, let it go… É difícil, mas é o único jeito de seguir e ser uma pessoa melhor.
    Beijos!

  • marcelo disse:

    Infelizmente ainda estou na mesma fase do carneiro, no momento não consigo perdoar, mas sinto q aos poucos o fardo fica mais leve, acredito (e espero) que um dia eu venha a conseguir isso, mas nesse momento toda a dor e sofrimento que me foi causado ainda não me deixa com a mente sã o suficiente para conseguir realmente perdoar. ainda mais difícil qdo o lobo não se arrepende.
    E como já disse o amigo acima, Coala as vezes eu te odeio por sempre acertar no ponto…

Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*