Dividir - Mentirinhas

04 de outubro, 2013 Postado em: Hq

dividir

comentários

50 Comentários

  • Thales disse:

    Malditas cebolas que se escondem debaixo do meu teclado!

    • Juliana disse:

      As tirinhas sao otimas e originais. Ja esses comentarios sobre “cebolas”… nao tem quem aguente mais.

  • Preto Pobre disse:

    Sempre tem um filho duma perebenta que critica né? Posso ser eu dessa vez?
    A história é sobre dois gêmeos que em certo momento da vida rolou uma doação de rins, certo? Bom… pela posição da incisão, posso concluir que o que rolou foi uma doação de apêndice… Pelo menos do de camisa rosa. Bom, desculpa a falta de sensibilidade, não resisti a ser tosco.

    Eu tinha um amigo lá na comunidade. Na verdade não era amigo… Era um colega. A gente chamava ele de Berimbau pq ele era muito alto e muito magrelo e andava envergado. O bixo era o capitão pidão. Tudo, absolutamente tudo, o desgramado pedia. Não adiantava negar. Se negasse ele te excomungava pra tudo quanto é demônio e vc acabava cedendo. Uma vez eu comprei um Bubaloo banana e ele teve a audácia de pedir a metade. Imagina eu dividindo um chiclete que custou 10 centavos (Sim, eu dividi. Não tinha grana pra outro).
    Esse abuso do berimbau chegou a um ponto que o Abel-nariz-de-caçapa resoveu se vingar. Tinha lá no RJ um refrigerante chamado Baré (ainda tem? nem faço idéia). Era uma garrafa de 600ml igual as de cerveja. Abel comprou um, bebeu tudo e juntou 600ml de mijo na garrafa. Colocou na geladeira e deixou ficar geladinha. De noite lá vem o Abel simulando degustar um Baré geladinho e é lógico, apareceu o Berimbau. Claro que Abel foi abordado e teve que dar o refri pro magrelão. Foi um fatality no fígado da galera. Morremos de rir. Ele bebeu umas 5 goladas antes de perceber o sabor de mijo chocô. Cuspiu, xingou, gritou, ameaçou matar a família de todo mundo e saiu amaldiçoando o Abel. Só sei que depois daquele dia o Berimbau nunca mais pediu refrigerante pra galera ( o resto ele pedia, mas fazer o que né…).

    Adendo ao comentário: Uma vez eu desmontei um Trakinas e raspei o miolo do recheio e coloquei pimenta no lugar. Dei pro Berimbau. ELe comeu e não sentiu nada.

    • Alexandre disse:

      Continuando a tosquice: que eu saiba, cicatrizes de cirurgias renais costumam ficar nas costas. Pode ter sido fígado (embora ele fique no lado direito e não faria sentido entrar pelo lado esquerdo), ou pâncreas (o inverso, fica do lado esquerdo).

    • Fábio Coala disse:

      Não me dê dinheiro, não me dê amor, só me dê a licença poética.

    • Preto Pobre disse:

      To aqui imaginando o Coala escrevendo esta frase e ao mesmo tempo me mandando – CENSURADO – a cada meio segundo…
      Ok, eu mereço =)

    • Ronaldo disse:

      Eu fico pensando na bobagem que é esses tipos de comentários que buscam mostrar “erros” nas tiras. Nesse sentido o Preto pobre sempre sempre faz algum comentário desses!

      Coala, gosto muito de seu trabalho, e sempre acho ofensivo mesmo que na brincadeira essa coisa de querer mostrar erros nas tiras.

    • Fex disse:

      Pois é, eu aqui pensando: “Foi isso que você viu nessa tira?”

  • Leilah disse:

    Coala, nenhuma tirinha tá aparecendo, só quando clico em cima e fica em forma de imagem porque no corpo do site não aparece… 🙁
    História linda e emocionante, como eu esperava para esta sexta…

    • Deko disse:

      clica com o botão direito em cima dessa “forma” e depois clica em “abrir em uma nova aba”

      comigo funcionou

    • [email protected] disse:

      Comigo só abriu no Internet Explorer. Mesmo limpando cache e chamando pai de santo.

    • Walquiria disse:

      Também não to conseguindo ver :/

  • Rodrigo disse:

    Não consigo visualizar as imagens.
    🙁

    • Deko disse:

      clica com o botão direito e depois clica em “abrir em uma nova aba” comigo funcionou ou então faça com o Preto Pobre e use o
      Internet explorer

    • Fábio Coala disse:

      O site tá com POBREMA, também não aparecem as imagens aqui. Esperando os Umpa Loompas acordarem pra resolver 🙁

  • Joker disse:

    Mano, eu achei que a conclusão seria ele dividir a esposa… daí lembrei que é sexta-feira.

    • Patricia disse:

      hahahahaha, eu também imaginei a mesma coisa.

    • Carlos V disse:

      hahahaha
      Pensei a mesma coisa no começo da história.
      E só me lembrei que é sexta quando chegou o final heheh
      Parabéns, Coala!!! Excelente história.

  • Fabricio Obregon disse:

    Porcaria, ficou bonitinho pra caramba, e olha que o traço nem é pra ser fofo xD (digo, pelo retrospecto é o traço do mentirinhas).

  • André Pena disse:

    Parabéns Coala pela tirinha que incentiva a doação de órgãos e aproveitando a deixa quem for do tipo sanguíneo O, e quiser doar seu rim para mim, eu ficaria muito grato
    Abraços

  • Fex disse:

    Porra, Coala, como você faz isso?

  • Camilo disse:

    Porra Coala, você é FODA!

  • Preto Pobre disse:

    Fábio….

    Lembrei de uma coisa….

    Ano passado vc tirou férias mais ou menos nesse período (cacete, esse preto pobre lembra até disso? Eita falta do que fazer com o cérebro). Esse ano tu vai sossegar em casa e continuar com a programação normal das tirinhas né? Diz que sim, vai…

    • Alexandre disse:

      Com a confusão de entregas das Graphic Novels do Monstro, ele só deve ter tempo de descansar perto do Natal.

    • Fábio Coala disse:

      Mas ano passado, quando tirei 10 dias de férias, as tirinhas continuaram ¬¬

    • Preto Pobre disse:

      Não me dê dinheiro (se quiser dar, to aceitando), não me dê amor, só me dê licença poética para expor que eu me lembro das paradas importantes!! Vai que tu esquece de tirar férias?! Preto Pobre tá aqui pra lembrar!!!

  • Marcos Almeida disse:

    E o Coala Ninja descascador de cebolas ataca novamente, mal pude ver seus movimentos…

  • Jane C. disse:

    Sem palavras…. Doar Orgãos essa é a ideia!!! Parabéns Coalito, vc é nota 1000

  • Alexandre disse:

    Grande tirinha, Coala, como de costume!

    Moral da história: “não deixe de ajudar seu amigo pidão: ele pode te doar um rim um dia”! hahahahahaha

  • Bruno De Marchi disse:

    Demais Coala!! Ta inspirado!!!

  • Cainã Reis Deleprane disse:

    monstro monstro sem nem usar uma palavra… bem n precisa dizer nada também, parabéns meu caro suas tiras alegram e emocionam a todos…

  • Alice disse:

    Lindo, Coala.

  • Danyelle disse:

    o Coala é o melhor \o/

  • Aislan Peloso disse:

    suor masculino vaza pelos canais oculares…….

  • Leonardo Luiz disse:

    Tirinhas ótimas, como sempre.

  • Julia Soares disse:

    Coala, parabéns pelo trabalho, terminei de ler o monstro, e adorei cada detalhe da história, ficou incrível. Mas só tenho uma dúvida, o livro não viria autografado? Pois eu peguei o pack de 45 reais, e fiquei pensando que viria, desculpa pelo comentário gigante, não estou reclamando nem nada, é só pra saber mesmo. Abraços.

  • Rui disse:

    É assim é que se vê do que são feitas as pessoas. Boa lição de vida!

  • RBM disse:

    Arre, tô devendo um organismo inteiro pro meu irmão! XD

    Excelente, Coala! 😉

  • Robson disse:

    Malditas Cebolas Cortadoras de Ninjas… Não! Espera…

  • Felipe disse:

    Adorei a historia como sempre só quero entender algo que não entendi , a doação foi do cabelo enrolado para o liso “retribuição” acredito ser mais provavel, ou do cabelo liso para o cabelo enrolado “sempre doar/dividir”? , ficou meio vago esta idéia no demais, se foi para ser ambiguo passou duas mensagens muito fortes dignas dos seus desenhos, desculpe-me se fui chato é que realmente não entendi de que lado foi feita a doação, adoro as suas tirinhas :p

    • cleber disse:

      O pidão doou para o generoso, felipe.
      Clássica moral de ajudar para ser ajudado.
      O inverso não ensinaria nada…

  • Bezanga disse:

    Maneiro hein, Coala! Mandou bem! Irmãos que se dão bem é sempre muito bom! Beijo pra minha que me enche o saco mas eu amo! =)

  • Lívia disse:

    Valeu por você existir, amigo. <3

  • OSTROGODO disse:

    Certas tirinhas do coala atiram ciscos enormes nos meus olhos…

Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*