Divasca Feelings - Mentirinhas

26 de junho, 2012 Postado em: ilustrinha

São Divasca me dê paciência!

comentários

55 Comentários

  • Gustavo disse:

    “marshmallow flor do arco-íris” em Coala. tenho um irmão ilustrador tbm e vejo que isso acontece com todos vcs… com certeza ja ouviu o famoso “vc assina no final” hahaha…
    boa sorte ai
    abraço

  • mt disse:

    caramba coala que historia!!!

  • Ju Lins disse:

    É coalinha…bem vindo ao mundo dos phudidos fofinhos…
    Minha irmã faz o mesmo comigo nas edições de fotos e elaborações de etiqueta pro blog/empresa dela.
    Sorte dela que estou a estados de distância (ela em PE e eu em SP)

  • Vini disse:

    Bá, Coala. A gente precisa saber dizer não algumas vezes. O mundo tá cheio de marshmallow flor de arco-íris em forma de gente que se aproveita da boa índole dos outros. É melhor sair desta situação (embora tu fique com o e-mail da ameaça bem guardado, just in case e não tenha receio de usar esta prova, se precisar). Estou solidário nesta…;o))))

    • Fábio Coala disse:

      Pois é, normalmente faço um contrato com todos os detalhes, mas acabamos fazendo “amizade” nessa tal de internet e amenizamos para as coisas irem mais rápido. Problema de trabalho ir e voltar para alterações é normal, faz parte do trabalho de ilustrador, agora ser ameaçado… Pensei que ao sair da Polícia Militar essas coisas acabariam, rs

  • Mariane disse:

    Se eu fosse vc iria ate a delegacia e faria uma ocorrência, afinal de contas ameça e um crime grave.

  • Creeedo, a coisa está ficando triste de ver. A pessoa oferece a mão, o outro quer o braço, o ombro, o pescoço, as pernas e ainda ameaça se não dá.
    Está tudo errado nesse mundo.

  • Lucas disse:

    Gente, coalas dormem 14 horas por dia, nosso querido Fábio dormiu “só 10” por causa desse trabalho e ficou bravo, é isso, kuakuaukakuauk Zua…

    Design tem clientes clientes chatos (e muitos) desde o primeiro desenho riscado na era Jurassica, nas primeiras cavernas, pergunta pro Olavinho…

  • Lucas disse:

    outra coisa cada vez mais necessária é fazer tudo por contrato assinado e reconhecido em cartório, tipo

    Cláusula 43.3.1 – Após a apresentação do primeiro desenho, o contratante poderá solicitar até 2 ajustes…

    Cláusula 43.2.4 – A apresentação dos desenhos para apreciação do contratante será feita via correio eletrônico que os receberá primariamente pelo endereço [email protected]

    Cláusula 43.2.5 – E em caso do não recebimento por motivos de cheia ou não leitura pelo contratante não acarretará em prejuízo a contratada.

    Cláusula 78.1 – A quebra de contrato acarretará em devolução do pagamento efetuado e comprovado da seguinte maneira:

    – Na fase inicial (conforme cláusula 38.2) devolução de 95% do valor investido.
    – Na fase de elaboração (conforme cláusula 38.3) devolução de 75% do valor investido.
    – Na fase de apresentação de propostas artísticas (conforme cláusula 38.4) devolução de 45% do valor investido.
    – Na fase de apresentação de ajustes (conforme cláusula 38.5) devolução de 10% do valor investido.
    – Na fase de apresentação final (conforme cláusula 38.6) não há reembolso.

    etc etc….

    • Fex disse:

      Vixe, mas tem que fazer um contrato de setenta e tantas cláusulas a cada desenho?

      Esse aí você é colado de algum padrão?

    • lucas disse:

      o correto é fazer esse um contrato assim porque ai não tem problema na justiça nem nada

    • Lucas disse:

      o numero de clausulas assim como o e-mail é zueira, mas o conteudo não! acho que um contrato com no máximo 2 paginas deve bastar, talvez em uma só resolva, sabe o divasca tb deveria começar a fazer mais isso dá um pouco mais de trabalho mas é uma garantia pra não ser refem de um cliente chato via telefone e/ou outro meio de comunicação, mas é uma faca de dois gumes, te obriga ao comprometimento, é bom uma clausula sobre “em caso de doença” pra adiar prazos… etc…

    • Lucas disse:

      agora que vi, o fábio já faz contrato pra essas coisas, coala esperto esse marsupial!

  • Fex disse:

    Os clientes do Di Vasca (e os seus, pelo jeito), os usuários do André_Suporte e o meu chefe têm todos a mesma origem: o inferno.

    Já falei: põe o nome do cara na roda. A gente o acha e tatua uma borboleta a la Qual É a Música na face dele.

    • Fex disse:

      Quando é assim, nem deixa começar a abusar. O primeiro favorzinho você faz. O segundo, você dificulta, diz que vai atrasar pra entregar. O terceiro você nega.

      E devolver o dinheiro, só parte. Um mínimo pelo tempo que você perdeu você poderia ter pego.

  • Felipe disse:

    Tenso Coala… mas a vida é assim… vc tem duas escolha… burocratiza tudo, faz contrato pra cada alteração que vc puder fazer, perde alguns clientes por causa da burocracia, mas fica sem perder dinheiro/tempo por causa dos Gérsons, ou, passa um dia conversando com o general botinhas de algodão e com o aureolos pra se tornar um pouco mais rigido quanto aos serviços prestados… valorizar o seu trabalho é um dos primeiros passos para ter o reconhecimento merecido… tanto por você mesmo quanto pelos outros! Sou seu fã cara, não deixe mais Gérsons se aproveitarem assim de vc! :)

    Mas qqer coisa, bota o nome do cara na roda que o pessoal aproveita e ajuda a tatuar borboletinhas e coisas do gênero nele…
    Eu já preparei meu exército de hamsters bebedores de sangue e comedores de olhos para uma ocasião desse tipo! ^.^

    Abraços e boa sorte, adoro seu blog! xD

  • Agronopolos disse:

    Podemos usar então os desenhos como mascote dos nosso blogs?

  • Luciano disse:

    É isso aí Coala, se precisar de ajuda de alguém forte, bom de briga e com alto grau de conhecimento ninja, me fala… que te ajudo a procurar, porque também não conheço!
    Falando sério, agiu bem. Partiu pra ameaça, perdeu a educação ou tentou sacanear, perdeu qualquer razão.
    E, além disso, você é um coala fofinho!

  • Rogerio disse:

    só sei que hoje em dia não se fazem mais profissionais como antigamente…todos preguiçosos!

  • Ronaldo disse:

    Quando eu diagramava jornais e criava anúncios para os mesmos, era assim: primeira alteração era na hora, a segunda, no dia seguinte, a terceira só depois que fechasse e próxima edição, a quarta, nem queira saber pra quando.
    E não tinha choro; é pra ontem? Então trousesse na semana passada. Precisa para amanhã às 6h? Eu respondia com uma risada. Tá caro? Que pena. Pagar quando? Dinheiro numa mão, trabalho na outra. Quer desc\onto porque vai me encher de trabalho? Ótima, quando você trouxer o segundo trabalho ganhará seu desconto. Se você ebaixar muito pro cliente, ele monta nas suas costas, isso é uma raça do inferno. Já quebrei CD na frente do cliente porque na hora que dei o orçamento ele aceitou e quando o trabalho estava pronto ele quis pagar menos. E como eu não sou baixo nem magra, nenhum teve arroubos de valentia.
    Compartilho da sua dor.

  • Allan disse:

    Sacanagem do cara…

  • matheus disse:

    *caham*
    Programador também sofre disso aí.
    E MAIS, o cliente nunca sabe de verdade o que ele quer no soft, é sempre “só uma coisa simples, cadastro com login, senha, e outras coisinhas”.
    É nesse “outras coisinhas” que ficam as coisas cabeludas.
    Eles acham que acrescentar uma função é simples, ou que a gente pode “só” mudar o layout do programa para algo mais “bonitinho” em 20 minutos, no máximo.
    Ai, ai…

  • Luiz disse:

    Pô! Cade o logotipo na coleira?? Rs

  • Danielly disse:

    Coala, vc ainda foi muito paciente. Como tem marshmallow flor de arco-íris de gente que acha que “amizade” cobre tudo. Mas continue assim fofinho, porém “burro” é mãe né?? E chame o General Botinhas de algodão p/ dar uma sugesta no “amigo”.

  • Alexandre disse:

    Tenho um cliente assim, também. Me traz um equipamento pra montagem na segunda, diz que tenho uns dias pra montar com calma e quando chega no escritório manda a secretária, a recepcionista, o sobrinho, o porteiro, todo mundo me ligar pra saber como está o andamento do serviço. Aí, depois de toda a correria pra deixar pronto, ele próprio liga e avisa que, por motivos diversos, não vai precisar do equipamento naquele dia e eu posso fazer os testes com calma e postergar a entrega (sim, ele usou “postergar” em uma frase, o que me fez visualizar o sacrifício de algumas centenas de neurônios dele).

  • Preto disse:

    Olha…
    Programadores (sim, sou), arquitetos (esposa), desenhistas e toda raça de gente que tem clientes e cai na besteira de “atender” a qualquer hora (até pq é legal ganhar grana a qualquer hora, mesmo que te custe meio lobo cerebral) está sujeito a isso.
    Já recebi ligação de um infeliz as 3 da manhã dizendo que o computador não ligava. Eu dizia que eu era programador de software, que se a máquina não ligava, o programa instalado não tinha culpa. O cara não queria saber! falou que se eu não resolvesse, cancelaria o contrato. Lá fui eu 3 da manhã prum lugar 60 kilometros estrada a dentro. O problema: O dijuntor estava desligado. O bestão agradeceu e eu claro, falei: Não precisa agradecer, são 80 reias. O cara reclamou mais do que bode sem pelo no frio, pagou e não cancelou o contrato. Cliente não é ser humano. É refugo do inferno banhado naquela coisa “flor do arco iris” que vcs falam ai!

  • Bia disse:

    Vou ligar pra Sociedade de Proteção aos Coalas

  • Fernanda Zmb disse:

    E como vc é um COALA FOFINHO, compartilhou conosco este caso que sempre acontece com quem é FOFINHO…
    Povo abusado …

  • Jeh disse:

    Não tem como não lembrar do Divasca num momento desses =/.
    Espero que não aconteça muitas vezes, Coala.

  • Laís disse:

    É horrível quando exigem demais da gente!

  • Douglas disse:

    Sou programador e passo pela mesma coisa, mas hoje eu peço 30% do valor no ato, antes de começar a produção de qualquer coisa, sem devolução, com isso diminui meus prejuízos.

  • Marcelo disse:

    Libera o arquivo em vetor, já que ele não vai usar, vamos usar assim caso o cliente mude de ideia não terá nada exclusivo, rs…

  • Camilla disse:

    pior q vida d desenhista é assim msm…eu e meu namorado somos e trabalhamos com livros infantis…
    é um absurdo msm…nunca ninguem chegou ao ponto d nos ameaçar….mas sempre vem cliente q se acha dono da razão e vem te ofendendo

  • WILIAM ROMANECCHI disse:

    Caro Coala,

    Já que o fanfarrão foi tão cheio de empáfia para te ameaça, coloque-o em seu lugar, faça um boletim de ocorrência em qualquer delegacia com as vastas provas que têm. Deus lhe proteja sempre, o Sr.º e a Sr.ª Coala.

  • Digo Freitas disse:

    Pra quem achava que as histórias do Di Vasca eram impossíveis…

  • Credo! Não sabia que a profissão de Ilustrador fosse tão perigosa…. :(

  • Thalita disse:

    O melhor é ‘PENSA COM CARINHO NA PROPOSTA’
    ou então ‘é rapidinho,eu sei que não vai demorar’
    ah tá !

  • Andreia Santiago disse:

    O que? Ele disse q ia chamar a MÃE dele? O.o
    “Morfar em Turdo. Poder Turbo. Raio Vermelho.” Vamos Rangers!!!

  • Mariana Sorc disse:

    Vc atolado de trabalho, E eu procurando unzinho só. Para de esnobar Coala

  • Nina disse:

    RÁ, pois é Coala, meu anjo. O DiVasca tem q ser canonizado pra olhar por nós, pke, afinal, não tá fássio.

  • Bruno disse:

    Legal você expor isso porque o infeliz dito cujo só deve agir assim porque com algumas pessoas esse tipo de pressão/ameaça deve funcionar.

    E maneiro ter exposto os mascotes porque agora ele não vai ter coragem de usá-los.

    Estamos de olhos !!!!

  • Demetrio disse:

    vamos compartilhar esse post, se esse zé ruela resolver usar a imagem pelo menos agente ja vai saber quem é =)

  • Deia disse:

    Incrível como profissionais como vocês são desrespeitados neste país. Tenho certeza que se um cliente dele (pelo que observo das figuras é um comerciante de alimentos), fizesse inúmeros pedidos e no fim saísse sem pagar, e quando o sujeito fosse interrogá-lo, o cliente diria que chamaria o advogado, ele não ficaria nem um pouco feliz. Acredito que esse tipo de “transação” deveria ser regulamentada…

  • Ana Bia disse:

    Um tio muito querido me ensinou essa que eu levo como lição de vida: a gente só monta em quem está de quatro.
    Então, nunca fiquei de quatro. Não dá, não pode, não quer, não tem tempo, não deixe nem a chance pro “por favor, vai ser rapidinho…” 😉

  • ana disse:

    Os desenhos ficaram lindos coala, e além do mas quem ele pensa que é pra sair te ameaçando?! Mas infelizmente temos que aprender a lidar com essas pessoas doentes. Concordo com a Deia.

  • Andreson disse:

    Cara, eu passei muito por isso, mas felizmente tomei a mesma atitude que você embora depois de apanhar uma ou outra vez, levar um calote daqueles. O NÃO, MUITO OBRIGADO e o PAGUE ADIANTADO, estão bem na ponta da lingua. Expor isso é importante, vamos a luta!

  • Hwei Chow disse:

    *Orra Coala! Compartilho o seu sentimento…

    Já passei por coisas que vão de mostrar o rascunho do desenho para a pessoa e ela sumir dando calote à pessoa pedir para refazer depois de pronto…
    Faço ilustrações À MÃO. Agora imagine que você faz todo o desenho, mostrando passo a passo para a pessoa, perguntando se tá ok ou se quer que mude algo e, depois do desenho PRONTO, quando você não tem mais como alterar nada, porque fez à mão, coloriu com marcadores e tal, o infeliz diz que não gostou de certas coisas e se você pode mudar… Que vontade de se matar cortando os pulsos com bolacha Maria que isso dá!

    As coisas que eu aprendi nessa nossa vidinha de bichinhos fofinhos sem nenhuma necessidade fisíológica (comer, dormir e ir no banheiro) foram:
    -Pagamento ANTECIPADO. Se desistir depois de eu mostrar o rascunho, a devolução NÃO SERÁ INTEGRAL, pois perdi tempo pensando e rascunhando a ideia. E nada me garante que você não irá passar minha ideia para outra pessoa.
    -Apresentada a ideia e os rascunhos, diga TUDO o que você quer que mude…
    -Durante a produção é a hora de pedir para alterar os detalhes.
    -NO MOMENTO QUE EU FIZER A ARTE-FINAL EM UM DESENHO, NENHUM DETALHE SERÁ ACRESCENTADO, ALTERADO OU REMOVIDO.
    -Se quer que o desenho tenha cores específicas ou algum direcionamento nesse sentido, diga ANTES de eu começar a colorir.
    -Depois de pronto, eu não altero absolutamente nada.
    -E desculpe, não faço uma linha se o contrato não estiver assinado.

    E Coala, amigos são amigos e negócios são aparte… :/

  • dureza, seu Coala!! Agora imagina a situação quando se é médico…

  • Robson disse:

    Não sei o que gosto mais no coala, se são seus desenhos ou se é o jeito que ele escreve, kkkkkkkkkkkk… Cara, tu é muito ilário!!!

  • Thiago disse:

    Isso parece história do http://clientsfromhell.net/ . . .

  • Dário Nunes disse:

    O mascote deveria ser um ladrão/bandido/assasino ou então um mafioso !

  • Fificat disse:

    Eh, lelê… já passei por essas também… mas não chegou nas ameças… ainda…

    Peguei um trampo pra uma escola famosa aqui da cidade, onde além de pagarem meses depois e exigirem o trabalho para o outro dia, me fizeram alterar uma tabela 10 vezes… queriam que um zilhão de informações coubessem num espacinho ridículo…

    E tem gente que fala que as histórias do Divasca são inventadas…

  • Ricardo disse:

    se acontecer de novo me da um toque…as leis de direito autoral são bem legais pra trabalhar e eu adoro esses valentões…são os que choram na sala de audiencia…e como tu é amigo… das antigas…ex-rapper (kkkk),….ja to pegando raiva do cabra!!!

Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*