Auréolos #101 - Mentirinhas

09 de novembro, 2011 Postado em: Auréolos

aureolos_103

Clique aqui para —> CURTIR o Mentirinhas.

comentários

172 Comentários

  • Vini disse:

    Che Guevara Danoninho…essa foi muito boa. Ri muito.

  • Wagner disse:

    Perfeito …

    CHE GUEVARA DANONINHO FOI A MELHOR EXPRESSÃO QUE VI PARA CLASSIFICAR ESSE POVO SEM NOÇÃO !!!

  • larissajp disse:

    Clap, clap, clap, clap!!!!

    GENIAL!!!

  • Eduardo disse:

    Adorei, pura verdade esses vagabundos, filhinhos de papai, que tiveram tudo na vida vão arrebentar a casa deles, não a universidade que é sustentada pelo dinheiro dos impostos que nós pagamos. Como já dizia o Ultraje a Rigor…Rebeldes sem Causa.

  • _treeeee disse:

    óóóóóótiiimo o/

  • Ju disse:

    Hahaha! Muito boa! Parabéns mais uma vez, “Che Guevara Danoninho” realmente é o melhor termo para definir esses idiotas alucinados.

  • @cintialais disse:

    ADOREEEEEEEEEIIII!!!!!!!!!

    che guevara danoninho pensa que tá acima da lei! ¬¬

    como diria o capitão nascimento: “É você que financia essa merda!”

  • Virginia disse:

    mentirinha triste essa não? ò.0
    decepcionada ¬¬
    pensei que vc seria mais esperto em relação a mentirinhas…

  • Ta me zuando? disse:

    Parabéns Coala,genial como sempre.
    “Che Guevara Danoninho” foi quase um marshmallow flor do arco-iris…
    uhsauhsauhsauhsauhsauh

  • Samuel disse:

    Realmente uma Mentirinha!
    Bem tendenciosa alias…

  • Caio Fontana disse:

    É só uma dúvida
    No blusão dele tem “GAP”, mas quando ele fica de frente para o anjo aparece “GAI”
    Pergunta: ler-se Gay?

  • Soraya disse:

    Perfeitoooo!
    “Che Guevara Danoninho” foi ótimo!

  • Guil disse:

    Perfeito! Os estudantes de hoje acham que qualquer besteira é motivo de bagunça. Mereciam muito mais que um puxão de orelha.

  • Joseph Swaiger disse:

    a blusa da GAP foi pra matar a pau… haeuhaehuaehueahueahue

  • Rosana disse:

    Em SP os maconheiros revoltadinhos achando que repressão ao crime é “vetar liberdade de expressão”… e em Brasília os maconheiros ingênuos achando que aquele povo que tá empacando obra num setor novo da cidade realmente são índios… há!
    Daqui a 10 anos, são dois grupos que vão ter muita vergonha do passado deles =P

  • Victor Negrão disse:

    Alguém notou que tem uns “Che Guevara Danoninhos” comentando aí em cima?

  • ow foi mal, mas num gostei muito não!
    nada haver com a realidade

  • Su Faria disse:

    O MÁXIMO!!! TÔ POSTANDO NO MEU FACEBOOK!!!

  • Victor disse:

    Acho que ninguém entende o que acontece de verdade. Não que eu esteja defendendo a ocupação, mas também não estou condenando, fato é que a polícia é a mão armada da elite, quem não entende isto é porque nunca foi contra o interesse da polícia. Eu pessoalmente já vi a polícia aracajuana espancar uma criança, apenas por apoiar o MPL, e vi também 1 batalhão da choque bater em estudantes desarmados e sentados com as mãos para cima, (logicamente que antes eles retiraram a mídia). Não sei se vocês acompanharam as reportagens sobre o assunto, mas fato é que a maconha continua comendo solta (como sempre foi), então a questão é, se todo mundo continua fumando maconha em plena luz do dia, o que levou a polícia a pegar justamente aqueles três?
    Então é muito fácil criticar, ou chamar de bando de idiotas, mas nós não sabemos o que realmente se passa. A USP historicamente é berço das cabeças pensantes anti-elite, então o debate por si, deveria ser qual a influência da ameaça representada pela polícia, frente as cabeças pensantes! Logicamente que a maconha, foi utilizada apenas como desculpa e logicamente que os caras não foram muito sagazes ao fumar na frente da polícia, assim como hoje existem dezenas de outros estudantes que continuam fazendo o mesmo. Eles mantiveram antigos hábitos que servem como desculpa para o sistema simplesmente prender o corpo deles, calando suas vozes. Enfim quando não tivermos uma noção dos impactos da polícia sobre a formação sócio-política nos estudantes da USP, não temos como ter uma opinião pró, ou contra.

    Atenciosamente,

    Victor

  • Angelica Tutty disse:

    Isso me lembrou que no show do Ultraje aqui em Curitiba, ele anunciou que cantaria uma musica em homenagem aos estudantes da USP… e Cantou Rebelde sem Causa… e bem no meio da música ainda substituiu o lalala por mimimi… xD

    Muito boa a tirinha!!

  • Amy disse:

    tendenciosa (diria até que foi infeliz nessa)
    adoro suas tirinhas e seu blog é um dos meus favoritos, mas dessa vez me decepcionou

    concordo com o Victor,e também não defendo nem ataco o M.E.
    mas 400 policiais armados, 2 helicópteros, 25 viaturas e mais a tropa de choque contra 150 estudantes?
    vamo lá, né Coalinha, ir pelo que tá escrito na VEJA e o que passa na GLOBO não dá haha

    recomendo:
    https://www.facebook.com/notes/shayene-metri/desabafo-de-quem-tava-l%C3%A1-reintegra%C3%A7%C3%A3o-de-posse/233831886679892

    http://blog.thiagorodrigo.com.br/index.php/ocupacao_da_reitoria_da_usp_entenda_a_pa?blog=2

    https://www.facebook.com/photo.php?fbid=2048238177945&set=a.1773394067014.2082677.1604185441&type=1&theater

    Do mais, suas tiras são geniais ;D

    COALA RESPONDE: Eu não criei as leis, mas elas devem ser pra todos. O que é crime pra mim deve ser crime pra você também. O que é crime para o pobre, deve ser crime para o rico. Sim, eu fui da Polícia Militar de São Paulo por 5 anos (do Corpo de Bombeiros) e participei de algumas situações como essa. Nenhum policial gosta de tirar famílias pobres que invadiram uma área para morar, mas o trabalho deve ser feito, pois eles infringiram a lei. Usar drogas ilícitas, invasão, depredação de próprios públicos… É crime. Está na lei. Ontem passei horas lendo várias matérias e tentando entender a “ideologia” desses jovens. Não há ideologia, há estupidez e politicagem de ambas as partes. Mas só uma delas infringiu a lei (as leis, no caso). Não há nem vaga comparação a qualquer outro movimento estudantil legítimo acontecido na história do país. É uma vergonha pra UNE. Rebeldes sem causa. Cresci na favela e tive razões reais pra odiar a polícia, a política, o sistema… Fiz muita coisa estúpida e conheço bem os dois lados da moeda. Essa molecada só fez molecagem. Atitude típica da geração “posso tudo”, sempre achando que o “sabe que é meu pai” vai passar a mãozinha na cabeça. Não me julgue. Antes de ser um coala já fui um diabo-da-tazmania, rs

  • Clayton disse:

    Q lindo, mais um a criticar os alunos da USP sem saber direito o que está acontecendo. Esse linchamento público está ficando cada vez melhor. A revista Veja deve estar adorando.

  • Talita Bardese disse:

    Adorei realmente a tirinha…Não só pelo desenho, mas também pela mensagem.
    Acho um absurdo as pessoas se reunirem para querer que a polícia saia da Usp, sendo que pessoas já morrem ali pela falta de segurança…Esses “Che Guevara Danoninhos” não tem o que fazer, e pegam uma causa totalmente errada, pq não vou lutar para baixar o preço do transporte público? Ahh esqueci..filinho de papai não usa transporte público, vai de carro….
    E o pior ainda, é saber que tudo q eles quebraram lá dentro será arrumado com o dinheiro de contribuintes que as vezes não podem frequentar uma faculdade daquela ou até mesmo tem filhos q poderiam estar realmente estudando…

    E como disseram aí em cima, tem mtos “Che Guevara Danoninhos” comentando ai hein…rsrs

  • rosemeri disse:

    Adorei as tags: DizemqueajuventudeéacomodadaMexenamaconhadelespravocêver: mamãecadêminhalancheiradocheguevara?
    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  • Vini disse:

    Meu deus, um coala da tazmânia. Fujam para as colinas…;o)

  • Yuuki disse:

    Eu sou estudante universitária, odeio a Veja, não assisto a Globo e continuo achando que estou pagando impostos para esses che guevara danoninho usar um campus de conhecimento, estudo e crescimento pessoal e profissional para serem os lixos da sociedade. Vc que quer usar de argumento que a polícia foi contra só três, deveria ficar grato por terem enfim se mexido contra algum desses parasitas, q financiam o lixo e se acham Os Intocáveis!

    Antes de pensar na porcentagem de aluninhos revolts pq querem jogar dinheiro público fora, enquanto falam mal do governo com seus olhos vermelhos, eu fico com pena dos alunos bons de lá, que são obrigados a ficar sem aula por essa vergonha!

    Igual aqui em Curitiba, que a Federal tá praticamente sempre em greve, e os alunos BURROS ficam felizes, achando q ainda tem idade pra curtir férias, quando deveriam ser produtivos pra sociedade!

    Nunca comentei antes no seu blog, imagino, mas eu sempre adorei seu blog e adoro vc, Coala, ainda mais como pessoa, depois dessa tirinha e da resposta dada ao comentário! Parabéns por se mostrar como alguém que foi atrás antes da informação, saber reconhecer os dois lados e não se omitir o/

  • @cintialais disse:

    ADOREI O “COALA RESPONDE”!!!!
    o que mais me entristece na situação da reitoria, além dos alunos, é ver que tem professor da usp apoiando essa situação, e que, como sempre, partidos políticos estão infiltrados ajudando a piorar toda essa merda. Quem vai pra universidade cumprir com o que foi proposto (ensinar e estudar) não tem porque temer a polícia. Agora, se quer fumar maconha, se quer depredar prédio público, tem mais é que arcar com as consequências que a nossa constituição estabelece para esses crimes, e sem historinha de ditadura.
    e por mais que a polícia militar possa apresentar problemas (qualquer instituição humana está sujeita a isso), eles são muito mais patriotas e honram muito mais a bandeira brasileira do que esses “estudantes”.

  • Jackie disse:

    Sr. Coala sua tirinha não é mentirinha é verdadinha, kkk, vergonhoso ainda é o advogado de uma dessas criaturas querer comparar eles com presos políticos, porque não lutam contra Corrupção? Porque não vão fazer protesto contra violência, agora fazer protesto pra usar drogas dentro do Campus, ahh isso vamos fazer…Poupe-me desses Che Guevaras danoninhos!!

  • Amy disse:

    não te julgo. nem a você, nem à polícia
    muito menos defendo o movimento, como já disse.

    só não dá pra generalizar, chamar tudos os estudantes universitários de vagabundo e maconheiro,
    é isso. Quem tá julgando quem?

    A mídia é parcial, disso todo mundo sabe. Cada um acredita no que acha mais certo: eu acho que foi exagero.

  • Yuuki disse:

    só não dá pra generalizar, chamar tudos os estudantes universitários de vagabundo e maconheiro,
    é isso. Quem tá julgando quem?

    ngm está generalizando os universitários, está se generalizando quem está depredando e surtando em local público, pago por todos os brasileiros a fim de que dali saiam cidadãos que contribuam para o seu país de forma positiva. Pq eu duvido que ali no meio estejam os estudantes q ñ precisam temer a polícia e q entendem a utilidade e finalidade de se estar em uma faculdade.

  • Amy disse:

    ” Marcadores: […] DizemqueajuventudeéacomodadaMexenamaconhadelespravocêver”

    ;D

  • Hugo Sikeira disse:

    Auréolos.. *–*

  • Alline Silva disse:

    Disse tudo… Eita povinho sem noção aqueles!
    Adorei a polícia colocando eles no eixo! Vá tomar vergonha na cara!
    Aqui na minha cidade, nós estudantes, estamos lutando p ter melhores condições no transporte, q é uma causa justa, e os “bonequinhos”, filhinhos de mamãe, querendo fumar bagulho!
    Aff… Mereciam umas cacetetadas das boas, isso sim!

  • Bia disse:

    Ótima tirinha!
    Acho que esses estudantes estão com um tédio tão grande da vida que resolveram fazer baderna disfarçada de “luta pelos seus direitos”. O pior é que existem outros motivos bem mais relevantes para se manifestar, e vão protestar por não ter direito a fumar droga ilícita, proibida por lei. Isso pra mim é coisa de gente mimada que acha que pode tudo.
    Lembrando que a GRANDE maioria não compactua com essa manifestação e são os REAIS ESTUDANTES da USP. Esses aí, são uns desocupados, filhinhos de papai, que não tem o que fazer. Deveriam ser expulsos.

  • Adorei a expressão “Che Guevara Danoninho” vou começar a usar.
    Abraço

  • Helvecio disse:

    Che guevara danoninho hahahahahahaha

  • Samuel Gibran disse:

    Grande marsupial! Porra cara, depois da reposta que você deu a Amy eu passei a te admirar ainda mais! Também fui criado no marshmallow flor do arco iris, num dos bairros mais violentos de Sampa, também tenho muito mais motivos para odiar a policia. Me formei na área de humanas e não faço parte da defesa dos revoltosos.

    A moeda tem dois lados, sempre tem. Todos sabem. Mas o que mais me incomoda nesses Che Guevaras Danoninhos (melhor definição ever!!!) é a arrogância intelectual, “cabeças pensantes”…tsc,tsc, o que os outros são então? as ovelhas e cavalos do livro de George Orwell?
    Eles se consideram a vanguarda intelectual,tratam com desprezo pensamentos contrários, se você os questiona você é reacionário, massa de manobra, ignorante…
    Revoluções verdadeiras partem do povo. Esses revoltosos lutam apenas por seus pequenos interesses, não defendem os interesses do povo porque não são o povo.
    São apenas um pequena fatia burguesa em contradição com o próprio estado burguês.

  • Kelly disse:

    Eu acompanho o blog diariamente…e é triste essa tira.
    Sou aluna da USP e não sou a favor do comportamento dos ‘revoltosos’ MAS só quem freqüenta a universidade entende o que realmente está se passando e quais são os motivos para a polícia causar tanta tensão.
    A questão da polícia no campus vai muito além permitir que uma minoria de maconheiros fumem despreocupadamente.
    Lembrem-se o grupo de alunos que invadiu a reitoria é menos de 0,1% dos alunos da universidade, e cabe a você, Coala, a não sair falando tanta merda que nem fazem as redes sociais sensacionalistas.

    COALA RESPONDE: Querida Kelly, em primeiro lugar, não usamos o termo “merda” aqui no Mentirinhas. Usamos “marshmallow flor do arco-íris”. Em segundo lugar, fui bem específico na tira, ou é a maioria do alunos que usa roupas e jóias caras. Tenho colegas na USP, gente que ralou pra estar lá e que é contra essa palhaçada, na verdade, a maioria dos alunos é contra.

  • KTR disse:

    Concordo com alguns que disseram que a tirinha decepcionou…
    Acredito que a questão está além de presença da PM no campus ou não e muito além de drogas (coisa que nao sou a favor nem dentro, nem fora).
    Primeiro, quanto a questão das drogas, sem querer generalizar, mas já generalizando, os filhinhos de papai que estão em universidades particulares são tao ou mais, pela condição, drogados do que estes “revolucionários”. E a mamae paga para isso e acha bonito.
    Não concordo com idéias extremas também por parte dos estudantes, mas a conversa e debate é saudável.
    Quanto a PM, não só pensar na questão da presença dela no campus ou não, mas no papel que ela tem na sociedade como um todo, e lembrar, como alguns já citaram, que a PM foi criada na ditadura, em um contexto ditatorial e se mantém até hoje, querendo ou nao, como um braço, uma força de interesse de alguns poucos. Quanto aos PMs em si, profissionais, concordo que estão apenas fazendo o seu dever, cumprindo ordens, assim como o coala da tazmania devia fazer quando era integrante deste grupo. Essa questão está além deles, como individuos.
    Por fim, transformar estes estudantes em marginais e compará-los com drogados, de maneira geral, é uma posição de quem não reflete um pouco e se deixa levar. Olhando para a história, já vimos episódios em que pessoas que lutavam por uma sociedade melhor e mais digna foram consideradas bandidos, marginais, drogados e sem o que fazer. E a história se repete, e os erros são os mesmos.

  • Marcelo disse:

    E os maconheiros de plantão acham que estão lavando a alma nos comentários…

  • Raphael disse:

    É Coala… dessa vez você mexeu um vespeiro… rs.
    Como você já citou, a lei é pra todos, e antes da questão policial, da questão política, da questão blá, blá, blá, blá… eles infringiram a lei, e a lei deve ser cumprida, seja rico ou pobre, estudante, fazendeiro, deputado, empresário ou camelô.

    Parabéns pela tirinha, e pelo senso crítico!

    Abraço!

  • Fred disse:

    Che Quevara Danoninho! Disse tudo!!!
    Tanta coisa para protestar, e os pseudo-revolucionário protestam pelo direito de usar maconha dentro da faculdade…
    A marcha da maconha até que vai, organizada, pacífica, defendendo uma ideia. Mas quebrar tudo e pedir para a polícia cair fora para poder fumar em paz, faça-me um favor.

    Quer fumar fume, mas não fiquem dando uma de revolucionário danoninho que pega mal…

  • Mariana Sorc disse:

    Excelente tira, excelente crítica (e excelente resposta aí em cima). Podem chamar do que quiserem esses acontecimentos na USP, eu chamo de pirraça de criança, e falta do que fazer.
    Claro que existem policiais folgados, pq são pessoas, mas a maioria está fazendo o seu trabalho, e devem ser respeitados. Essa criançada tem que aprender a cumprir a lei, mesmo que os pais deles tenham dinheiro.

  • Gustavo disse:

    Pra provar que nem todo cartunista sabe fazer crítica social. Ainda mais quando ele ainda não se livrou das mentiras que aprendeu nas FA.

    Última forma ou seu Coala, olhar altivo e se fizer algo errado, já deixa 20.

    Primeira tira que desagradou desde o começo do site.

    COALA RESPONDE: HAUHUAHUAAHUAHUAUauHAUHuhauhuhahua Mentiras que aprendeu nas FA… Ai, ai!

  • Ronaldo disse:

    Pensei que a incidência de maconheiros-vagabundos-FDP-filhinhos de papai-Revolucionários de Shopping Center aqui defendendo seus colegas de fumaça seria maior. É claro, sempre tem aqueles que se acham muito espertos só porque falam mal da Veja e da Globo e são os únicos que sabem o que “realmente está acontecendo”.
    Mas deixa estar, os alunos que vão pra faculdade estudar, daqui a dez anos estarão atrás de uma mesa dando ordens, e os que vão lá pra beber e fumar maconha estarão na 25 de Março vendendo DVD pirata. É a seleção natural.

  • Zed disse:

    ah! tá certo! jênio! todo aluno da usp agora é filhinho de papai!! parabéns!! jênio!! vamos generalizar legal!! é isso aí!!

  • Matheus disse:

    Noss o que virou a USP antes tinha gente que lutava pelos direitos do povo agora tem o que um bando de play boy maconheiro.

  • Bezanga disse:

    É Coala… essa tirinha rendeu, hein! rs
    Mas menino, você tá absurdamente de parabéns! Amei a tirinha, amei a expressão che-guevara-danoninho (até anotei pra não esquecer) e fiquei até emocionada/orgulhosa com a resposta que você deu lá em cima.
    Ás vezes eu tenho a sensação de que só eu vejo certas coisas, por mais absurdas que sejam, e ao ver que outras pessoas compartilham desse pensamento dá um certo acalento no coração… rs
    Enfim… parabéns! =)

  • s i l disse:

    Adorei a Resposta do Coala!

    Conheço a fundo a FFLCH. E posso dizer q desde o primeiro dia, desde o trote, começam as “revoltas”, o aliciamento para partidos políticos de extrema esquerda, etc. O tempo todo, em sala de aula, neguinho articula palavras e expressões da década de 60, pensamentos completamente ultrapassados, teorias q já foram derrubadas. Toda semana tem ameaça de revolta, greve, passeata, etc etc. Eles estudam? Estudam…as teorias ultrapassadas, tudo fomentado por alguns alunos que, pelas contas, já estão no 10º ano de faculdade. A grande maioria dos professores não apoia atitudes radicais, é tudo coisa de alguns alunos mais velhos (põe velho nisso!) q aproveitam o tédio e ócio dos mais novos, pra dar continuidade ao projeto “1968 Pra Sempre”.
    Lutar contra a corrupção ATUAL? Beleza. Lutar por melhores condições na Educação Primária DE HOJE? Tá certo. Agora, quebrar tudo pq não posso infringir a lei (querendo ou não, concordando ou não, fumar maconha É proibido) Me poUpe. ;/

  • s i l disse:

    Ah, esqueci de um detalhe: Somente 1% da FFLCH é Che Guevara Danoninho… Os outros 99% querem mesmo é estudar!

  • Sansa disse:

    Che Guevara Danoninho é a melhooooooooooor definição que eu já ouvi!!!! Fantástico!

  • Rafael disse:

    Muitos antes de expressar sua opinião contrária ao Coala, citou os nomes da Veja ou Globo. Vamos lá né gente, não quer ser descriminado então não me descrimine. Não tenho lados, não gosto da Veja, mas se é contra lei fumar maconha, é o trabalho da polícia atuar, fichar ou sei lá mais o quê, eles são pagos por isto.
    A questão é, pegaram 3 para cristo e vieram um mundo de alunos protestar contra o cumprimento da lei. Isto não é e nunca foi motivo para quebrar, pichar ou invadir.
    Acho que tinha é que dar é trabalho em vez de maconha para estes alunos.
    Parabéns Coala

  • lksbck disse:

    incrível mesmo é que a tira nem cita o caso da USP, nego já toma a dor pra si :S

  • wagner andré reginato disse:

    kkkkkkkk!!!!!!!, che guevara danoninho é muito bom, essa tirinha ta mais pra verdadinha que pra mentirinha!!!!!!!!
    boa coala!!!!!!!

  • Danielle disse:

    Pqp!!!!!!!!!! “Che guevara danoninho”… muito bom! acho que a tirinha + sua resposta a colega acima já disse tudo. Lei é lei e ponto final. Ela deveria servir para todos igualmente, mas as vezes só atinge alguns. O que acontece é que quando esses “alguns” são os que não estão acostumados com a lei atingi-los, dá nisso aí. Congrats, mais uma vez!!! Muito Foda, sempre!!! 😉

  • Rick disse:

    Infelizmente ainda há pessoas que pensam pequeno.
    Pra mim, que trabalhei a vida toda e nunca tive a oportunidade de entrar numa faculdade federal (enquanto os Che Guevara Danoninho estavam em cursinho, eu tava carregando lata de concreto) é revoltante ver essas atitudes. Quem não deve, não teme!
    Com muito esforço, passando anos sem uma boa noite de sono, pois tinha que estudar, hoje sou formado e sei o quanto sofri para conquistar isso. E ver esses delinquentes, que na grande maioria tem condições de pagar uma boa faculdade, fazendo baderna e destruindo o sonho de muitos brasileiros?
    Outra coisa, pergunta a opinião de quem já foi assaltado, da familia do estudante morto no campus. É muito fácil falar mal da policia, mas quando a coisa aperta, esses Che Guevara Danoninho são os primeiros a apelar para ela. Se com esse “tratamento” que a policia dá aos infratores a coisa está como está, imagina se eles pegarem leve. O que me deixa mais desanimado, é saber que essas pessoas votam e ajudam a escrever o “futuro” do nosso país! Que o mundo acabe em 2012!

  • Bruno disse:

    O que acho mais bizarro no pessoal a favor dos estudantes, não só no mentirinhas, é que falam da “manipulação midiática”, que não prestam as reais informações. Mas sempre que vão argumentar, ou passam algum link supostamente livre do chamado “PIG” (partido da imprensa golpista), eles falam exatamente a mesma coisa que a imprensa falou. Acho que ainda não se tocaram o quão toscos são… todo mundo entendeu sim oq estava acontecendo lá, e ainda sim são contras…

  • wagner andre reginato disse:

    oia eu de novo!!!! realmente a tira foi perfeita, so descordo do apelido (por mais que seja engraçado e caiu até bem) CHE GUEVARA; esse sim tinha um ideal!!!! e nao era fica fazendo zuera, em nem brigando por que mexeram na erva dele!!!! flow coala abraços, so teu fã!!!!!!

  • elias disse:

    CHE GUEVARA DANONINHO ownou

  • Kelly disse:

    Olha eu, aparecendo para pertubar de novo. \o/

    Desculpe-me pelo termo mal utilizado, tenho problemas em usar expressões fofas igual “marshmallow flor do arco-íris”.
    Quanto às roupas caras, digamos que uma parcela muuuuuuuito mais que 0,1% é elitizada aqui na USP. Sério. =/

    Quanto ao que eu escrevi ontem, falta de pontuação e português em geral são defeitos meus, queria dizer que eu não acho que o que você disse na tira foi uma ‘coisamuitofeia’, assim como muitos falaram e ainda estão falando….todos nós rimos com o ‘Che Guevara daninonho’ e admito (principalmente depois de ler os comentários acima) que é a visão da maioria. Só me pareceu uma idéia ainda distante do que está acontecendo.

  • LUCIANA disse:

    “COALA RESPONDE: Eu não criei as leis, mas elas devem ser pra todos. O que é crime pra mim deve ser crime pra você também. O que é crime para o pobre, deve ser crime para o rico. Sim, eu fui da Polícia Militar de São Paulo por 5 anos (do Corpo de Bombeiros) e participei de algumas situações como essa. Nenhum policial gosta de tirar famílias pobres que invadiram uma área para morar, mas o trabalho deve ser feito, pois eles infringiram a lei. Usar drogas ilícitas, invasão, depredação de próprios públicos… É crime. Está na lei. Ontem passei horas lendo várias matérias e tentando entender a “ideologia” desses jovens. Não há ideologia, há estupidez e politicagem de ambas as partes. Mas só uma delas infringiu a lei (as leis, no caso). Não há nem vaga comparação a qualquer outro movimento estudantil legítimo acontecido na história do país. É uma vergonha pra UNE. Rebeldes sem causa. Cresci na favela e tive razões reais pra odiar a polícia, a política, o sistema… Fiz muita coisa estúpida e conheço bem os dois lados da moeda. Essa molecada só fez molecagem. Atitude típica da geração “posso tudo”, sempre achando que o “sabe que é meu pai” vai passar a mãozinha na cabeça. Não me julgue. Antes de ser um coala já fui um diabo-da-tazmania, rs”

    APLAUSOS DE PÉ!!!

    Fabio Coala, se já era sua fã, passei a ser ainda mais! #FATO

    Viva o Mentirinhas que contam a verdade pra nós todos os dias!! o/

  • Kelly disse:

    E aos que reclamaram sobre eu falar mal das mídias, vou contar um segredinho: Dezenas de assembléias de alunos tem ocorrido nessas últimas semanas, principalmente nessa depois da invasão, para decidir qual a postura de cada institudo quanto a presença de PM’s no campus e….. PASMEM…..maconha nem está na pauta, então, o que há de errado com a informação que vocês tem recebido?

  • Ana disse:

    SENSACIONAL A TIRINHA !!! — > Olha, eu sou super a favor do protesto, da união, da Luta conjunta por uma causa, da iniciativa de estudantes de mudarem o país !!! Temos corrupção, péssima distribuição de renda, saúde pública deficitária, ensino público deficitário, pouco contigente de segurança … E vem a (verdade que minoria) ‘elite pensante’ do país, universitários de uma universidade de renome brigando pelo direito de fumar maconha no campus, querendo expulsar a polícia (depois de crimes pesados ocorridos por lá) pra poder fumar maconha livremente ? SE A CAUSA é tão válida assim, vai fumar maconha no seu quarto, seja revolucionário ante papai e mamãe, aí eu quero ver !!

  • Zambi disse:

    Achei sensacional, Coala! Gosto da forma como você se expressa no mentirinhas, sem deixar de ser divertido e sobretudo humano. Desta vez, tiraste muita gente da sua “zoninha de conforto” para se manisfestarem (isso sempre separa o joio do trigo).
    Sabe, é tão triste ver tanto jovem com potencial para tornar-se um lenda na história humana perdendo seu tempo e sua saúde com as drogas. Porém, não é problema meu se pessoas curtem isso (ou mentem pra si mesmos dizendo que curtem, apenas pra autonegação de sua dependência química), mas até a avó do Badanha sabe que drogadição não trouxe benefícios pra ninguém a não ser o traficante que enche o traseiro de dinheiro. Também sabemos que o baseadinho de fim de semana do Che-danoninho financiou a arma do craquento(viciado em crack, para os leigos) que vai invadir a casa dele pra roubar e sustentar seu vício.
    Pior é que esse episódio só confirmou o que a ciência médica já avisou e vive avisando: maconha emburrece! Claro, porque essa atitude condiz mais com o período da Pedra Lascada, creio eu…
    Ah, eu supramencionei autonegação?(com as novas regras ortográficas, esqueci se essas levam hífen) Pois é, estão clamando por discriminação e desrespeito, justo aqueles que desrespeitam quem quer se formar com seriedade, e discriminam o “cara-limpa”, com termos como careta, trouxa, ou até facistinha (sério, por eu nunca ter usado drogas e ter dito que era contra o uso delas, me chamaram de facistinha). Estes que hipocritamente se dizem injustiçados estão se esquecendo de avaliar COMO isso tudo começou, QUEM começou e o PORQUE. Nunca consideraram que quem se beneficiaria, caso o que queriam fosse atendido, seria o crime organizado e o desorganizado? Os assaltantes, os estupradores, os traficantes… Aqueles que fariam a farra nos campus à noite sem policiamento? Que seria algum político demagogo que apresentará uma medida, lei ou outra coisa pra se promover na próxima eleição que se beneficiria? Que algum malandro líder estudantil quer fabricar um perfil de revolucionário pra entrar na políticagem?
    Vou dar a dica, crianças: quando coisas grandes assim acontecem, façcam-se a pergunta “QUEM sairia ganhando com isso?” Avaliem as possibilidades, se acontecesse A ou B, QUEM sai lucrando?

    Ah, o que seriam desses “Jênios” se não fosse pessoas de visão diferente.

  • Essa tinha acaba de ganhar o selo “MAMILOS” de polemicidade!!!

  • Sávio disse:

    “Che Guevara Danoninho” foi a melhor expressão que ouvi nos últimos tempos! Ri demais! xD

  • Rodrigo disse:

    Já sigo o Mentirinhas há muito tempo, mas adorei ver a tira no blog do Reinaldo Azevedo hoje. Os “danoninhos” reclamando da tira aí nos comentários são do mesmo tipo de mané que confunde (por ignorância ou, mais provável, por malícia) aplicação da lei com opressão. Quando a polícia estiver prendendo alunos por ESTUDAR ao invés de prender por INFRINGIR A LEI talvez esses bocós passem a ter razão.

    Que vão perguntar ao aluno morto no campus pelos bandidos que esses manés apoiam o que ele acha sobre a presença da PM… Opa, não dá, ELE ESTÁ MORTO, e provavelmente estaria VIVO se a PM estivesse patrulhando o campus na época. Esses danoninhos são tão responsáveis por sua morte quanto quem puxou o gatilho; por mim eram todos presos por HOMICÍDIO mesmo.

  • Maria disse:

    Gostei muito da tirinha! Aos que criticam, o problema não é a USP, a tira não agride aos alunos da USP, apenas ao grupo rebelde!
    Fala sério, hoje em dia é proibido fumar cigarro em locais públicos e fechados, quanto mais maconha! Se acham tão normal fumar maconha, fuma em casa com o pai e com a mãe! Agora depredar o patrimônio público, ser rebelde sem causa, um bando de filhinhos de papai baderneiros, que é o que eles são.. ninguém merece! E na USP a maioria é filhinho de papai sim, já que pra entrar na melhor Universidade do país e da América Latina é preciso ter muita grana pra pagar cursinho caro, pobre só entra se for nas cotas, que eu nem sei se lá tem isso!

  • Jefferson disse:

    Todo mundo sabe que o problema desses baderneiros não é a maconha. Aliás, não é *só* a maconha. O danado é que todo mundo evita mencionar os verdadeiros motivos (inclusive quem os defende – percebam que se esquivam o tempo todo) porque eles são muito mais assustadores!

  • Amy disse:

    “PASMEM…..maconha nem está na pauta” (Kelly)
    foi isso que eu quis dizer qdo mandei os links
    mas no fim fiquei de maconheira revolucionária de sofá – eu. euzinha, a mais careta ever!!!! hhahahah

    melhor ficar assim, já tão levando pro lado pessoal…

    – vou continuar frequentando o blog, como faço tds os dias desde sempre; vou continuar rindo e divulgando as tirinhas boas e querendo desenhar que nem o Coala qdo eu crescer

  • sergiovisk disse:

    Opa, fala Coala. Fantástica a tira

    Na tira está muito claro que o evento esta ocorrendo DO LADO DE DENTRO da Reitoria INVADIDA, ou seja a crítica é clara ao informar que não são todos os alunos da USP, e sim os invasores-delinquentes-revolucionarios-danoninho.

    Mas tem sempre um zé mané reclamão que, ou não entendeu, ou finge que não entendeu: “só não dá pra generalizar, chamar tudos os estudantes universitários de vagabundo e maconheiro”.

    Sugestão: Coloque um balão na tira dizendo “Enquanto isso, dentro de uma reitoria invadida qualquer…”, assim não tem como zé mané insinuar que você generalizou…

    abraço

    Suas tiras são demais.

  • Perceptor disse:

    Não sei se somente eu percebe isso, mas todos os que se manifestaram aqui, TODOS, a favor dos “che guevara danoninho”, dizem que é algo muito maior, que o motivo não é o entorpecente, se esquivam falando da mídia, ou da polícia, mas não dizem O REAL MOTIVO da ocupação… Vamos lá, a polícia está no campus… E daí??? Ela está na cidade toda (ou deveria estar), por isso você vai ocupar a cidade toda? Qual o motivo dessa insurreição contra a Polícia Militar? E não me venha com argumentos fracos, sem baldrame, de que a Polícia foi criada no período militar… Faça-me um favor… Não sabe o mínimo de história não se manifeste!!! Eu ainda tento entender, de modo imparcial, qual o motivo da ocupação… Mas todas as manifestações de pessoas favoráveis a ela aqui no Blog não determinou um motivo plausível! Aww… Quer falar que a PM no campus tem que abordar com educação? Meu amigo, ela tem que fazer isso em todo lugar, todo cidadão tem direito de ser tratado com respeito perante qualquer servidor público, mas todo direito repercute também um dever, tendo o cidadão que aceitar livremente o atuar do servidor público no exercício de sua função. Quer reclamar dessa falta de preparo na abordagem?? Perfeito!! Reúna seu grupinho e vá fazer uma manifestação em frente a Secretaria de Segurança Pública do Estado, é mais efetivo e não atrapalha a vida acadêmica… Mas esse argumento nem chegou a ser levando… A PM estava desempenhando o mister dela, é fato, e, por algum motivo que até agora não consegui identificar (além de querer se entorpecer em paz) um grupinho se revoltou, atrapalhando toda a rotina de conhecimento, ensinar e aprender, no campus. Esse movimento envergonha a nação, envergonha o povo que clama por um carro da polícia rondando em seu bairro, enquanto esses o desdenha, envergonha a classe estudantil, que em nada se assemelha com essa arruaça… Enfim… Espero que alguém que seja pro-danoninho se manifeste dizendo o real motivo, explicando, sem utilizar de subterfúgios como “a questão é muito maior”, “olhe nesse site”, “não é só a maconha”, “é uma generalização midiática”, “é uma manobra midiática”… Esse tipo de argumento chulo que só nos faz acreditar ainda mais que está vindo de alguém com os olhos profundamente vermelhos (antes que alguém se machuque com o que eu falo, não menciono isso me referindo a ninguém que já tenha se manifestado)… Não precisa me indicar site, me indicar nada, precisa fazes simplesmente como estou aqui a fazer, simplesmente descrever, explicar… Pode estar certo que tenho imparcialidade suficiente para ler um bom argumento, uma boa exposição de motivos e perceber sua plausibilidade… Enfim! Sei que ninguém vai ler isso mesmo, assim como muitos, nunca havia me manifestado aqui, mesmo acompanhando diariamente o Blog… Mas precisei desabafar! Quero finalizar simplesmente parabenizando o Sr. Coala, pode estar certo que ganhou muito respeito de muitas pessoas, não só com a tirinha, mas, principalmente, com suas respostas que nos fizeram perceber ainda mais a grande pessoa humana que és! Parabéns!

  • Palloma disse:

    Adorei a tira, adorei sua resposta. E pra mim, quanto mais uma pessoa estuda, mas ela deve ter noção das coisas. Alguns estudantes, tentam revolucionar fazendo merda e não é bem assim que funciona. Parabéns, pra ti.

  • Roberta disse:

    Adorei conhecer seu trabalho. Inteligência, talento e sensibilidade = Você.

  • Eduardo Elias disse:

    Bem, li todos os comentarios, me considero ‘imparcial’ como o perceptor e, infelizmente, não consegui achar em lugar NENHUM NA INTERNET, um ‘bom motivo’ sequer pra AUSENCIA da polícia na USP.

    Por acaso os alunos se julgam ‘impermeáveis’ à lei? Ou há, na USP um poder diferente do ESTADO para aplicar a lei? A situação que vejo é: Nossos jovens foram acostumados à vidinhas ‘ilimitadas’ … agora, ascendendo à um mundo ‘exterior’ aos seus lares permissivos, da nisso.

    É papel da juventude ser revoltada sim. Cláro. Mas este entorpecente veio cegando, diminuindo nossa capacidade. Esses meninos, CRIANÇAS MIMADAS, deveriam estar protestando contra a apatia do governo na negociação da petrobras, protestando contra a corrupção, contra os altos salários … mas, nada disso importa pra eles.

    Importante? Eu. Limites? Nenhum. O mundo é minha casa e meu pai é dono (juiz, delegado, importante, traficante), e eu faço o que eu quiser. Assim enxergo nossos vinte e poucos.

  • lock disse:

    Morei em casa de estudante e conheço a bagunça que é esses ME, a pauta dos caras é só uma, eles no poder e ponto final.Se tava tendo exageros , perseguições ou coisa do gênero pela policia dentro do campus por que então não se fez uma coletânea de filmagem dos atos ilegais da policia? nesses tempos em que os novos revolucionários tem 2 celulares com certeza tem uma câmera nesses celulares, juntava o grupelho de ches da vida e fazia lá as filmagens escondidas para denunciar o estado policial que vive a usp, mas claro que isso não vai acontecer não é???

  • Jack disse:

    Adoro quando esses playboyzinhos maconheiros FDPs se ferram! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  • lock disse:

    Tenho uma proposta revolucionaria para o pessoal do ME, juntem seus camaradas ao redor do do brasil, convoquem todos para uma batalha realmente desgastante e que exige empenho, tempo e dedicação: formem grupos para fiscalizar as contas do governo, seja federal, estadual e municipal, imaginem a revolução que isso seria, universidades grandes como a usp pegaria as contas da união, do estado e do município, outras universidades poderiam pedir as contas de cidades perto que não tenham universidades, os campis do interior cuidariam das contas do municípios ao redor, vão lá , investiguem façam contas, vejam se as obras estão sendo feitas, veja se o dinheiro é bem aplicado em escolas, na saúde e na segurança, arregacem as mangas e façam isso. Mas isso é só um sonho, esse pessoal ta se lixando pro povo , é só uma desculpa pra que eles e suas ideologia revolucionária chegue ao poder correto? como era que troskti dizia? – a moral burguesa era um entrave para revolução – ora que moral então eles têm?

  • Eduardo Figueiredo disse:

    Fal$o$ revolu¢ionários me deprimem… Pelo que me lembro, a Pm está lá pra coibir os inúmeros assaltos ocorridos no decorrer do anteriormente. A tirinha nada mais foi um espelho do que acontecia (tirando o anjinho puxando o revolução danone pela orelha) e. pelo visto, os comentários também estão refletindo isso. Não sei como foi criada a PM de SP, mas a PMERJ foi criada pra caçar escravos fugitivos… E quer dizer que tem-se que fazer “vista grossa” pra “crimes menores”?! Senta lá… Catuca mais na ferida, pequeno grande Coala

  • Yuuki disse:

    Quem dera ter segurança na minha faculdade, viu. Isso que eu sou do ProUni e pago metade da mensalidade, que é um absurdo. E do lado de fora dela, nem mesmo um agente de trânsito pra evitar acidentes como têm sempre :/

  • MaLoKs disse:

    LOL ISSO DEU POLEMICA E D ONDE VC TIROU “CHE GUEVARA DANONINHO”

  • alam disse:

    Coala, de Diabo-da-tasmania pra diabo-da-tasmania, mt ruim a ideologia da tirinha e mais ainda sua resposta pra Amy, vc acredita mesmo nesse legalismo bobo e imediato que diz que se algo é lei logo dever ser cumprido doa a quem doer independente de contexto e situações? Mermão, as leis existem pra nós e não o inverso, de acordo com a legislação da Líbia, todos os opositores do Kadafi eram criminosos perversos, e ele, o paladino da justiça. Essa tira vai contra a essencia do seu bom e fino humor e abraça facimente a ideologia reacionária da direita hipócrita brasileira (vc n é tfp, diz q n!). Se vc passou várias horas lendo matérias, tente ler coisas melhores (eu apelo pro nassif ou pro observatório da imprensa qd desconfio de um julgamento sumário da mídia, ms escolha os seus). Os jovens não tem ideologia? todo mundo tem, as ideologias em várias acepções filosóficas, são pressuposto de qualquer discurso ou prática, de direita, de esquerda ou de centro, portanto, eles, vc e eu temos, n da pra fugir. Eles tem argumentos prontos e plena consciencia dela? mas nem eu nem vc temos das idelogias que abraçamos.E na boa, a Amy postou uma explicação do outro lado da história que vc ignorou completamente na sua resposta. E observe, essa história de demonizar causas estudantis é o mesmo que faziam nossos avós sobre os “baderneiros que exigiam diretas já”, na época era tão óbvio pra geração deles que os estudantes estavam vacilando (e deveriam estar estudando e trabalhando) como é óbvio hj que essa disputa na USP é só baderna: na cabeça da velharada não tem movimento estudantil legítimo, isso só se faz a posteriori qd a história é recontada. N te julgar? querendo ou n vc ta tomando partido, favorecendo segmentos sociais e midiaticos, fazendo coro e campanha, vc ta no meio da disputa ideológica sobre quem é vilão e bandido nessa história (e está do lado mais suspeito, o hegemônico, o global, vejista, bolsonarista, silasmalafaísta). Falo tb da favela, trabalho tb e ainda em órgão de segurança, mas nem por isso justifico minha adesão ideológica com essas características. E na boa, vc é mt engraçado pra enveredar por esse rumo… Abraços, alam

  • Thamiris disse:

    A tal da Amy deveria (tem até nome de paty) foi dar lição de moral e levou o melhor fora da historia (podia ter dormido sem essa) kkkk

    Kelly, é boca-suja e sem noção.

    O tal do Zed, escreve “jenio” com Jota mesmo, e acha q pode criticar alguém?! Vai ler um dicionário!

    Gostei de saber mais sobre o Coala, e claro q adorei a tirinha. Quem ralou pra estar na USP dá vlr a universidade e ao próprio cérebro, então ñ deve ficar fumando maconha por ai. Tem q ter + segurança sim, e a policia tem q fazer o trabalho dela: prender usuários de drogas (e traficantes, pois se um mauricinho leva pros coleguinhas ele tbm é traficante).

    Coala, obrigada pelo seu trabalho! Vc é um ótimo cartunista e melhor critico q aquele Jabor da globo!! =D

    Mexe na maconha dos CHE GUEVARA DANONINHO pra vc ver!!! kkkkk

  • Eduardo Elias disse:

    Coala, a mais piada de todas é: “E na boa, vc é mt engraçado pra enveredar por esse rumo… ” … então quem faz comédia no Brasil não pode fazer protesto, não pode ter opinião, ja viu isso??

    Te acusa de ser ‘legalista’ mas, preconceito tudo bem né?!

    Denovo, Coala, parabens. São de opiniões q se forma uma democracia. Com a sua, eu partidarizo!!!! 😀

  • David Barbosa disse:

    Genial! Ri muito! Faça mais!

  • Perceptor disse:

    Legal Alam… Beleza… Falou o que pensa, e, por mais que eu não concorde, defenderei sempre o seu direito de expor, respeito isso (“Eu posso não concordar com o que você diz, mas defenderei até a morte o direito de dizê-las” Voltaire). Gostaria muito, entretanto, como pessoa que parece estar inteirada do ponto de vista criticado na tirinha, que você me explicasse qual é a motivação dos alunos da USP… Só isso que eu quero saber. Aguardo sua resposta! Sem rodeios, sem culpar os vários “-istas” que você mencionou… Um arrazoado explicativo de fatos e motivos…

  • alam disse:

    como fui mencionado (é minha opinião antes de mais nada, n a verdade absoluta, como os “críticos” do movimento estudantil acham que a deles é – que mt vezes nem é deles mesmo), vou comentar o que disse o Eduardo Elias.
    Eduardo, eu acho que o humor do coala é contrário ao espírito que acredito ter visto na tirinha (o espírito do brasileiro de classe média conservador, hipócrita, pseudo-informado, que hj fala em democracia e em opinião mas no passado a gente sabe mt bem de que lado estava – espírito que hj se aprensenta nas vozes de bolsonaros e silasmalafaias da vida e que vc parece abraçar, salvo engano).
    acho que se pode fazer comédia com tudo, mas acho triste quando o humor se presta a manutenção do status quo (ideológico, político, midiático, não importa).
    Quando falo de legalismo falo da atitude (que considero acrítica) de tomar o legal como o moral, o legal como o natural, o legal como o ideal. Acredito que há uma confusão de planos nesse caso, além de que se perde de vista a constituição política do legal (como, quem, quando e por que razões o legal se constituiu num determinado lugar? como o alcool e o cigarro gozam de legalidade e propaganda na mídia e a maconha é demonizada? como se gasta fortunas pra coibir, cria-se um aparato policial violento, um tráfico clandestino pra vender o que mt gente quer comprar? e só pra evitar um ad hominem rasteiro, não sou usuário).Onde vc vê preconceito nessa argumentação, homem de deus? Pelo contrário, eu vejo descontextualização e seleção de minha fala e suspeito até que vc nem entendeu, se entendeu se esforce pra mostrar que entendeu, senão fica parecendo um esperneio infantil de alguém que sentiu sua opiniãozinha ser questionada e ao invés de explicá-la melhor, parte pro achincalhe. Cordialmente, alam

  • alam disse:

    entrei de gaiato no navio meu caro perceptor, falo de longe do movimento, falo de bsb, mas disseram a mesma coisa aqui qd os estudantes bateram o pé até ajudar a tirar o reitor da lixeira de ouro da unb. Na mídia saía outras coisas. Acredito que no post da Amy havia tb um post com as pautas de reivindicações que já se arrastam desde o tempo do Serra (quando uma coisa se precipita é pq tem antecendentes, o caso da maconha foi só o estopim de um movimento que já tem uma história de revindicações). No jornal e na tv (se tem alguem que ainda acredite no jornal e na tv…) não sai nada, alias, sai mas tudo de uma forma tão inverosímel q beira a provocação. Mas o que mais me incomoda é como o facista, o reaça, o preconceituoso que existe em cada um de nós, foi só isso acontecer ressuscitarem até aqueles papos de capitão nascimento (cujo personagem e discurso é ironicamente desmontado nos dois filmes, mas mt gente não entende).

    Aqui resposto o post da Amy, que se não diz tudo do movimento n faz coro do da mídia oficial: http://blog.thiagorodrigo.com.br/index.php/ocupacao_da_reitoria_da_usp_entenda_a_pa?blog=2

    abraços, alam

  • alam disse:

    corrigindo: o reaça, o facista, o preconceituoso que existe em cada um de nós se apresenta nessas situações. foi só isso acontecer ressuscitarem até aqueles papos de capitão nascimento (cujo personagem e discurso é ironicamente desmontado nos dois filmes, mas mt gente não entende).

    Aqui resposto o post da Amy, que se não diz tudo do movimento n faz coro do da mídia oficial: http://blog.thiagorodrigo.com.br/index.php/ocupacao_da_reitoria_da_usp_entenda_a_pa?blog=2

    abraços, alam

  • WILIAM ROMANECCHI disse:

    Estimado Fábio Coala,

    Sempre admirei seu trabalho, só que esta tirinha foi brilhante: em apenas quatro quadrinhos você sintetizou tudo que uma população que trabalha 10 horas por dia, pega ônibus espremida e ganha um miserê pensa.

    Vivemos uma corrupção estrutural e institucional, gente que aplaude Fidel Castro mas critica a ditadura brasileira, sempre dois pesos e duas medidas. Não são revolucionários, são aristocráticos que querem seus direitos acima e sobre os outros, como a nova classe que os críticos do socialismo sempre comentaram. Orwell sintentizou muito bem: alguns são mais iguais que os outros.

    Outra comédia foi o pai de um militante trotkista que disse que o seu filho – dirigente da UNE – sumiu na desocupação da reitoria, acionou parlamantares do PT e a imprensa para clamar sobre seu rebento e onde estava o Che Guevara Danoninho? Na casa da mamãe, enquanto seus comandados eram presos na reitoria!

    Abraços, parabéns novamente.

  • Perceptor disse:

    Caro Alam… Não entendo como podes abraçar a defesa de algo que nem sabes ao certo a motivação, mas, de igual modo a minha manifestação anterior, respeito seu direito de assim agir. O caso dos estudantes da UNB foi totalmente diferente e você mesmo mostrou a diferença: O MOTIVO, um reitor sabidamente inidôneo ao seu cargo, com escândalos de corrupção… Você muito falou meu caro colega, como um cético que vê no sistema sempre o erro, e, nem sempre, ele está errado. Não vou entrar no mérito do legalismo pois não acho essa a questão. A lei é feita pelo povo, o sistema é esse, a representação existe… Se não concordam com a representação política, com a situação atual, perfeito, mas não é inviabilizando a vida acadêmica, o estudo de pessoas que batalham ali pelo engrandecimento profissional que se vai conseguir mudar isso… Você citou anteriormente os caras pintadas… Eles também são totalmente diferentes dos estudantes das USP, pois o próprio movimento deles deixava claro qual o motivo: DIRETAS JÁ… Há um motivo… E, até agora, ainda não consegui ver o motivo… Você conjecturou alguns prováveis motivos, mas se o movimento se pretende sério, idôneo, DEVE deixar claro qual o seu motivo. Qualquer movimento revolucionário, assim como o próprio movimento liderado pelo original Che, havia uma exposição de motivos… É só isso que quero saber, quais os motivos… Alguém, que esteja aqui defendendo eles, que saiba o motivo deles… Posto que, até onde sei, quem defende algo ou alguém que não sabe exatamente o que é, é praticamente a definição do termo “alienado”. Novamente, falo tudo isso o mais imparcial possível, pois sou acadêmico, estou em minha segunda graduação, na primeira graduação também tenho pós, então minha vida é a academia, é o contato estudantil, já fui presidente de CA, e quero muito entender esse movimento, mas, por enquanto, ele apenas me causa ojeriza.

  • Amy disse:

    falei que não ia mais falar nada, mas não consigo:
    eu queria acrescentar, que não estamos defendendo a ocupação, digo novamente (eu também estou acompanhando de longe)
    eu, assim como disse o Alam, só tava querendo falar que não dá pra olhar só por um lado.
    A menina que escreveu a nota que eu indiquei é, inclusive, contra a ocupação. mas acho que poucos leram até o fim, infelizmente.
    Eu sei o que é estar do lado fraco da briga, aqui na minha facul a gente fez um movimento pra reivindicar o corte de 38% da verba da universidade e resumiram nosso ato ao cardápio do RU… entendem? é complicado lutar contra os meios de comunicação de massa.
    aqui, ao contrário do que aconteceu na USP, tinha ronda do próprio pessoal da ocupação para evitar qq tipo de droga ilícita, álcool e depredação à reitoria e foi eficiente, mas mesmo assim falaram que o pessoal quebrou td e tava se drogando lá dentro. e eu sei que é mentira.
    só por isso postei aqui. é legal tentar se informar de ambas as partes, pq a porcentagem dos p*rr@ louca querendo causar é mto pequena. Melhorar o ensino do país é uma causa justa, ao meu ver.
    a resposta que ele me deu, na verdade eu levei mais como se tivesse sido pro comentário do Victor, pq não respondeu qse nada do que eu disse.
    e eu disse: “mas 400 policiais armados, 2 helicópteros, 25 viaturas e mais a tropa de choque contra 150 estudantes?”
    isso foi um exagero, não precisava de tanta polícia, tanta arma, tanta bomba. Precisava repreender quem tava fazendo coisa errada, isso sim. Tocar terror, não.
    mas me entenderam errado, distorceram o que eu disse e levaram pro pessoal… eu não quero mudar opinião de ninguém, só tava pedindo pra olhar a situação de cima, sem politicagem e lição de moral.
    Eu não fumo, não sou revolucionária,eu não sou da favela, eu não sou riquinha:
    sou estudante humanas,sim. E meu nome é Amanda, independente se isso é nome de Paty, de cachorro ou de gato, e se ele agrada ou não, meu nome não é meu caráter.
    sem ofender ninguém, meus exclarecimentos

  • Jefferson disse:

    Eu comecei a ler o que Alam dizia, mas desisti quando ele começou a comparar a democracia brasileira com o regime ditatorial da líbia, insinuando que as leis de lá são equivalentes às daqui.

    Não cola, Alam. Não cola, Amy.

  • Amy disse:

    ah, sim
    esqueci…
    qdo falei sobre generalização, me referia aos marcadores, não á tirinha.
    e sim, entendi a tirinha.

    e novamente pequei na digitação na hora da emoção hahaha
    corrijo: esclarecimentos

  • Jefferson disse:

    E quanto ao grande aparato policial mobilizado, de 400 policiais, helicópteros, etc. Foi inteligente e eficaz. O que acontece quando *uma* pessoa tenta conter *uma* outra? Uma delas se machuca. Talvez até as duas.

    Quanto mais agentes da lei de um lado, maiores as chances de que os baderneiros se entreguem pacificamente e, mesmo que não se entreguem, que possam ser contidos sem violência.

    Quanto aos helicópteros, sabe-se que até o MST tem presença dentro da universidade. A polícia queria ter certeza de não ser apanhada de surpresa em uma emboscada. Quem controla o “high ground” tem controle sobre a situação.

  • Daniel disse:

    Não conheço as motivações dos estudantes que ocupavam a reitoria, mas isso da polícia vigiar as universidades é tema muito mais sério (e antigo) que esse papo de se “fumar maconha”.

    Já na Idade Média, as Universidades recebiam autonomia especial para que não fossem asfixiadas pelas autoridades civis da cidade em que se situavam. Para se ter uma idéia, os universitários não podiam ser julgados pela justiça comum do local, (pois havia um sistema especial só para eles).

    Portanto, a Universidade já recebia proteção especial contra eventuais arbítrios de autoridades locais muito antes de existir Che Guevara e Danoninho.

    Sabem quem foi uma das maiores promotoras dessa independência universitária? Não, não era nenhuma associação paleo-marxista, mas a IGREJA CATÓLICA. Vocês acham mesmo que a Igreja Medieval defendia a autonomia universitária para proteger o uso da maconha?

    Me aprofundar mais deixaria isso aqui muito longo, mas o tema é bem complexo. Note-se que nem entrei no tópico da ditadura e etc… De qualquer forma, posso garantir que quem acha que esse tema é só “coisa de maconheiro” está, na verdade, acreditando em mais uma das “mentirinhas” que se contam por aí.

  • KTR disse:

    Sem dúvidas, uma das mais polemicas tirinhas….
    Mas extremos de maneira alguma são bons. Achar que o que defendem é apenas o uso de drogas é pra quem não procura informação e, do mesmo modo, dizer que não le isso ou não ve aquilo. Negocio é buscar informação e decidir o que acha que está mais coerente com a verdade.
    Generalizar curso de humanas dessa maneira é ridículo, porque se pararem para olhar são esses cursos que formam os cidadãos, e sem apoio algum fica dificil essa tarefa. E nao falo isso porque faço parte desse grupo, muito pelo contrário, sou da USP e de curso visto como sério e de futuro, mas discordo da maioria dessas opiniões superficiais.
    Deveriam dar valor a quem luta pelo melhor, ainda que alguns sejam extremistas e acabam dando motivo para idiotas maldizerem a causa.
    E para aqueles que falaram mal da FFLCH, procurem um pouco e saibam que é o instituto da USP que mais contribuiu para sua colocação como melhor universidade de america latina. Parabens para esse pessoal.
    Nao deixem que a universidade seja só uma fábrica de mao de obra para grandes empresas, não é esse o objetivo dela.

  • Daniel disse:

    Complementando minha mensagem anterior (sobre a Idade Média e tal…) quero deixar claro que curto bastante o mentirinhas.

    Outra coisa, relendo meu comentário notei que o final dele pode fazer alguns acharem que estou acusando o Sr. Coala inventar mentirinhas, ou sei lá… Não foi essa minha intenção.

    Abraços.

  • alam disse:

    Jeferson, repito pra vc o que disse pro outro, n descontextualize e selecione passagens do discurso alheio, se vc desiste de ler uma mensagem na íntegra qd discorda de parte dela (ou supõe que entendeu o q está de fato discordando), isso só prova que vc não sabe ler, criatura! omnis comparatio claudicat: quando comparei, comparei, não igualei, essa é a função da comparação: propor análise a partir das semelhanças, mas já pressupondo a diferença (tenho que desenhar?). E na boa, vc acredita nessa farsa de produtos de marketing que se apresenta como democracia brasileira? é preciso desconstruir esses ídolos na hora de falar, essas falas edificantes do cidadão de bem que fala em nome dos nobres valores não tem nenhuma graça fora do palco (ou vc ta aproveitando pra se lançar candidato tb? francamente…)

  • Jefferson disse:

    Blá-blá-blá… Continua não colando, Alam.

  • alam disse:

    jeferson, não precisa colar, eu estou argumentando, não disputando mercado com a super bonder.

  • Rodrigo disse:

    Ok, li o link milhares de vezes publicados, mas vem cá, e essas exigencias no mínimo, como posso dizer, exigentes?


    13. Exigimos a total autonomia dos espaços ocupados e geridos pelos estudantes, ou seja, a liberdade de manifestação política (panfletagem, colagem de cartazes, etc.) e cultural (festas, festivais, etc.).

    14. Retirada de todos os processos de sindicância administrativos e judiciais movidos ou em andamento contra os estudantes e funcionários da USP.

    16. Retirada da polícia do interior do campus.

    17. Reabertura do campus para todos, 24h por dia, tornando o espaço legitimamente público.

    Ou seja, querem fazer o que quiserem no campus, 24 horas por dia, sem presença policial e querem que todos os processos (que em muitos casos possivelmente são legitimos) sejam retirados?

    Esqueceram de acrescentar uma exigencia na lista

    18.Queremos danoninho!

  • Só vou comentar pra ver se chega nos 101 comentários, o msm número do “Aurélios”…

    O próximo terá esse prazer…

  • KERBEROS disse:

    AMY

    Seus links não provam ABSOLUTAMENTE NADA.

    SOMENTE ILUSTRAÇÕES E DISCURSOS DE QUEM “DEFENDE” O MOVIMENTO.
    VOCÊ FOI ABSOLUTAMENTE PARCIAL. . .

    MUITOS DOS FICHADOS NA POLÍCIA NEM ERAM PESSOAS QUE TINHAM LIGAÇÕES COM A USP. ERAM MILITANTES DO PSTU.

    Você reclama dos policiais que exageraram, MAS PORQUE OS ESTUDANTES NÃO SAÍRAM PACIFICAMENTE??? TIVERAM PRAZOS PARA SAIR, TIVERAM O PRAZO PARA A DESOCUPAÇÃO PRORROGADO E A DECISÃO DE EXPULSÁ-LOS DA REITORIA FOI DA JUSTIÇA. PODIAM TER SAÍDO EM PAZ, MAS PEDIRAM BRIGA.

    Se não saiam pacificamente então o que fazer??? USAR A FORÇA, A LEI VALE PARA TODOS, PARA MIM E PARA VOCÊ. NÃO QUEIRA JUSTIFICAR O “”INJUSTIFICÁVEL””. VOCÊ DEFENDEU OS CARAS E A MACONHA. PONTO!!!!

    E VOCÊ ESTÁ ERRADA. MACONHA É “”ILEGAL””, ENTÃO A REBELDIA DELES “”NÃO SE JUSTIFICA””.

    E O MOTIVO DESTA GUERRA TODA FOI POR CAUSA DA POLÍCIA TER PEGO “TRÊS MACONHEIROS” EM UM CARRO. É CONTRA LEI “”E PONTO””. LEI É PARA SER CUMPRIDA.
    ENTÃO, A REBELDIA DELES NÃO SE JUSTIFICA. E NEM A SUA. . . MACONHEIRA. . .

    E não pense que a polícia só age com os maconheiros DENTRO DA USP. AGEM EM QUALQUER LUGAR DE SP OU DO BRASIL.

    E outra, você fala que a mídia é manipuladora, mas vai dizer também que quando os “”sem terra”” invadiram os laboratórios da Aracruz destruindo pesquisas DE VINTE ANOS e quando invadiram uma fazenda destruindo os laranjais COM TRATORES QUE TAMBÉM ERA MANIPULAÇÃO DA IMPRENSA GOLPISTA??? FOI TUDO FILMADO QUERIDA.

    TENHA SANTA PACIÊNCIA NÉ??? PEDIR PARA RETIRAR A POLÍCIA DO CAMPUS É REIVINDICAÇÃO??? LIBERDADE PARA FUMAR MACONHA É REIVINDICAÇÃO???

    E A AGRESSIVIDADE QUE ESSES ESTUDANTES MACONHEIROS TIVERAM COM A IMPRENSA???
    VOCÊ FALA DA AGRESSIVIDADE DOS POLICIAIS, ENTÃO PORQUE VOCÊ NÃO FALA DA AGRESSIVIDADE DOS MACONHEIROS CONTRA A IMPRENSA E QUEM ERA CONTRA O MOVIMENTO DELES???

    Esses esquerdistas SÃO ABSOLUTAMENTE MINORIA, BADERNEIROS E BARULHENTOS.
    Essa galerinha não vai lá para estudar, vai SOMENTE PARA BADERNAR. Agora você acha que os ESTUDANTES DE VERDADE OS APOIAM???

    De uma olhada nesse link queridinha, MESMO OS REBELDES PEDINDO PARA FAZER GREVE, FORAM IGNORADOS PELA MAIORIA DOS ESTUDANTES E A MAIORIA FOI VER AS AULAS MESMO ASSIM. OS ALUNOS DE BEM NÃO APOIAM OS MACONHEIROS, COMO PROVA O VÍDEO ABAIXO.
    http://www.youtube.com/watch?v=p7VSkHcV4jQ&feature=player_embedded

    ISSO É PROVA. ILUSTRAÇÕES E OPINIÕES DE MACONHEIROS QUE VOCÊ POSTOU NÃO PROVAM “ABSOLUTAMENTE NADA” NA SUA DEFESA AOS MACONHEIROS.

    Países evoluídos NÃO TEM ESQUERDISTAS COMO VOCÊ. E ENQUANTO ESQUERDISTAS COMO VOCÊ EXISTIREM, ESSE PAÍS JAMAIS SERÁ EVOLUÍDO.

    Só quero ver o que você vai responder agora!!! FALSA MORALISTAS DEFENSORA DA MACONHA E DOS VAGABUNDOS DESOCUPADOS.

  • KERBEROS disse:

    KTR disse: . Achar que o que defendem é apenas o uso de drogas é pra quem não procura informação e, do mesmo modo, dizer que não le isso ou não ve aquilo. Negocio é buscar informação e decidir o que acha que está mais coerente com a verdade.
    Generalizar curso de humanas dessa maneira é ridículo, porque se pararem para olhar são esses cursos que formam os cidadãos, e sem apoio algum fica dificil essa tarefa. E nao falo isso porque faço parte desse grupo, muito pelo contrário, sou da USP e de curso visto como sério e de futuro, mas discordo da maioria dessas opiniões superficiais.

    ENTÃO PORQUE VOCÊ NÃO PROVA A INOCÊNCIA DOS CARAS??

    CADÊ AS INFORMAÇÕES QUE PROVAM A INOCÊNCIAS DOS CARAS OU QUE ESTAVAM DEFENDENDO ALGO SÉRIO??? TIRAR POLÍCIA DA USP É REIVINDICAÇÃO???

    VOCÊ NÃO DIGITOU NADA RELEVANTE, SE NÓS NÃO PROCURAMOS INFORMAÇÕES “”MOSTRE-AS PARA NÓS MEU CARO INFORMADO.

    Por um acaso TUDO COMEÇOU POR CAUSA DE MACONHEIROS EM UM CARRO.
    NÃO QUEIRA TAPAR O SOL COM A PENEIRA MEU CARO ESQUERDISTA.

    LAMENTO PELOS CIDADÃOS QUE SERÃO FORMADOS POR ESSES CARAS. IGUAL PELOS PACIENTES QUE SERÃO TRATADOS PELO “CEARÁ” QUE APRONTOU BARBARIDADES NA USP.

    OU POR AQUELES INOCENTES ESTUDANTES QUE INCENDIARAM UM LABORATÓRIO DE QUÍMICA NA USP. . .

    VOCÊ FALOU MUITO E NÃO DISSE NADA. AS INFORMAÇÕES DA MAIORIA TEM PELO MENOS BASE EM ALGUMA COISA, AS SUAS PALAVRAS SÃO PARCIAIS E SUPERFICIAIS.

    DÊ ARGUMENTOS LÓGICOS QUE PROVE QUE TODO MUNDO ESTÁ ERRADO. Mas esperar isso de um ESQUERDISTA como você. . . SERIA PEDIR DEMAIS. . .

    MACONHEIROS ESQUERDISTAS COMO VOCÊ SÃO “”RIDÍCULOS””. NÃO TEM ARGUMENTOS E SE AGARRAM EM MITÔMANOS PARA JUSTIFICAR O INJUSTIFICÁVEL.

  • Daniel disse:

    @KERBEROS

    Independente de qual seja a motivação do pessoal que ocupou a reitoria, é importante ressaltar que tirar a polícia do campus universitário é REIVINDICAÇÃO SÉRIA, sim.

    Nada a ver com maconha! Essa reivindicação está ligada à história das universidades e à autonomia que há séculos se reconhece que elas devem ter.

    Leia meu post acima, sobre a Idade Média. Já naquela época as universidades tinham uma série de proteções contra possíveis desmandos das autoridades. Essas proteções eram, inclusive, apoiadas pela Igreja medieval, que nada tinha de “maconheira” ou “esquerdista”.

    @Rodrigo

    Geralmente o pessoal reivindica bastante coisa, para depois ter o que “cortar” durante as negociações. De qualquer forma, como já expliquei acima, querer a polícia fora do campus não é nada demais!

  • Rick disse:

    “Rodrigo disse:
    Nov 11, 2011 às 3:23 am
    Ok, li o link milhares de vezes publicados, mas vem cá, e essas exigencias no mínimo, como posso dizer, exigentes?


    13. Exigimos a total autonomia dos espaços ocupados e geridos pelos estudantes, ou seja, a liberdade de manifestação política (panfletagem, colagem de cartazes, etc.) e cultural (festas, festivais, etc.).

    14. Retirada de todos os processos de sindicância administrativos e judiciais movidos ou em andamento contra os estudantes e funcionários da USP.

    16. Retirada da polícia do interior do campus.

    17. Reabertura do campus para todos, 24h por dia, tornando o espaço legitimamente público.

    Ou seja, querem fazer o que quiserem no campus, 24 horas por dia, sem presença policial e querem que todos os processos (que em muitos casos possivelmente são legitimos) sejam retirados?

    Esqueceram de acrescentar uma exigencia na lista

    18.Queremos danoninho!”

    Caramba Oo

    Estão querendo proclamar a independência da USP. Transforma ela em uma nova república. E aproveita e “extradita” pra lá todos os corruptos do Brasil.

    Brincadeiras a parte, a única coisa que me deixa mais tranquilo é saber que isso é coisa de uma minoria dos “estudantes”. Quanta gente séria não sonha com uma vaga em “qualquer faculdade”, e esse “revolucionários” de vida ganha fazendo essas palhaçadas.

  • WILIAM ROMANECCHI disse:

    Os Che Guevaras danoninhos estão confundido autonomia universitária com liberdade sem limites, os espaços públicos não são independentes, estão sujeitos as leis e convenções. Nem nosso corpo, se eu chegar no meio da rua, começar a me flagelar, o Estado – através da PM, Polícia Civil e Guarda Municpal e – vai tentar me impedir.

    Que se saiba, nem os manifestantes falam isso, que a PM no Campi nunca impediu as manifestações e reuniões estudantis.

    Quer dize que também querem liberdade sem nenhuma disciplina porque querem que os processos administrativos sejam invalidados, aqueles processos que indiciam os estudantes e funcionários por vandalismo. Podem quebrar que o Estado burguês paga e perdoa …

  • Bárbara disse:

    gostei demais da tirinha, Sr. Coala… e de sua resposta.
    digo apenas uma coisa: passamos de um extremo ao outro.

  • Rodrigo disse:

    @Daniel: Peraí, tirar a polícia do campus é reivindicação séria? VAI FALAR ISSO PRA QUEM É ASSASSINADO PELOS BANDIDOS NO CAMPUS! Opa, peraí, eles já estão mortos! A grande maioria dos estudantes quer SEGURANÇA pra poder estudar em paz, que a única instituição capaz de prover isso é a Polícia – que, diga-se de passagem, tem autoridade para aplicar a lei em todo o território nacional garantida pela constituição, e a USP NÃO É DIFERENTE! Reivindicação séria um marshmallow flor do arco-íris! É reivindicação de bandidos que não querem nada além de ter liberdade para descumprir a lei com impunidade! São todos responsáveis por cada crime que ocorre no campus enquanto a polícia não está lá, e deveriam ser presos por homicídio, e não pela invasão!

    Poste provas de que a polícia prende quem está apenas fazendo o que deve ser feito numa universidade – estudando, ensinando ou pesquisando – ou admita que seu argumento é totalmente furado!

  • Daniel disse:

    @Rodrigo
    Segurança no campus e polícia no campus são coisas muito diferentes. Ninguém está pedindo menos segurança e há vários meios de se obter um campus mais seguro. Acho que isso devia ser óbvio.

    Repito: não sei bem o que queria o grupo que estava na reitoria… e nunca foi esse meu ponto. Mas quero deixar claro que defender independência para as universidades em relação aos poderes locais é algo importante por vários motivos que não têm nada a ver com esse papo de maconha. (Tanto que, como já mencionei, a Igreja medieval defendia tal independência…)

    E a preocupação não é necessariamente com o que a polícia está ou não fazendo agora, mas com o que ela pode vir a fazer se vigiar os estudantes virar rotina. Esse medo _não_ vem de hoje: vem de eventos lamentáveis que já ocorreram na história do Brasil e do mundo.

  • Drê disse:

    Os erros de português que vi em diversas críticas à tira só comprovam ainda mais a teoria de que a maconha queima os neurônios e deixa as pessoas menos inteligentes…

  • Jefferson disse:

    @Rodrigo

    Para essa gente, os bandidos que traficam, assaltam, traficam e estupram no campus são as “vítimas” do sistema capitalista opressor. As pessoas que eles assaltam, matam e estupram são… nada!

    Como eles tem essa “simpatia” pela criminalidade e são facilmente reconhecíveis até pelo jeito que se vestem, para *eles* o campus é perfeitamente seguro.

  • Eduardo Elias disse:

    Só pq fui citado, novamente, acho mto saudável a discussão e, apesar de ja me sentir respondido pelo Sr Preceptor, aqui vão minhas palavras, estimado Alam:

    Sempre fui de movimento estudantil. Minha, hoje esposa, foi – ainda namorada – açoitada aqui em Juiz de Fora, em uma manifestação contra o aumento da passagem de ônibus (manifestação estudantil em prol da comunidade como um todo) e sou recorrentemente vítima dos excessos da polícia militar.

    Mas, observando os dois lados da moeda, a polícia faz o que é mandada. São ‘braços’ e não cabeças dos acontecimentos.

    Sobre o pre-conceito, eu reafirmo. Me sinto mto feliz por termos essa conversa, nós dois, neste blog e por poder faze-la. É sua OPINIÃO dizer que o Coala não pode, como humorista, discursar, usando sua própria definição, em uníssono com o discusso midiático. Pq ‘sempre foi papel do humor questionar’!? Ah, para! Eu acho que, pra qualquer ser inteligente, deve-se questionar O ERRADO.

    Tem gente q critica o sistema pq o sistema é o sistema. Mesmo quando ele tem razão.

    Tem gente q questiona a direita, só pq é direita, mesmo quando é o melhor pra todos – ou para a maioria.

    Isso é a definição classica de FUNDAMENTALISMO. Então, meu caro Alam, cláro q o Sr Coala deve expor sua opinião, sempre, sempre que possível, houver opotunidade e nos fizer rir ou discutir tanto com ela.

    Denovo, agradeço a ele a oportunidade de debater com vc. Gostaria de um contato seu para, talvez, discutirmos mais sobre este assunto. É engrandecedor o debate.

  • Elias disse:

    Che Guevara Danoninho foi o melhor!!! *7: )

  • Rodrigo disse:

    @Daniel: Explique-me, exatamente, por que você acha que a Constituição da República Federativa do Brasil não deve ser aplicada à USP. Qual o motivo do “privilégio” que você defende à universidade? A polícia é, sim, a única entidade responsável pela manutenção da segurança pública no Brasil, e o Brasil inclui a USP. Qual a interferência da polícia nas atividades legítimas da universidade? Fumar maconha não é atividade legítima; é, na verdade, CRIME, e deve ser punido como tal. Mais uma vez, demonstre que a polícia está prendendo quem está apenas estudando, ensinando ou pesquisando ou admita o absurdo de seu argumento.

    Defender “independência da universidade” na forma de violações da lei e da Consituição é uma idiotice sem tamanho. Tal independência deve ser no âmbito da ação da universidade – que é o ensino e a pesquisa! – e nada mais, e tal independência JÁ EXISTE. Você não apresentou argumento algum em favor de sua posição, apenas repetiu platitudes inúteis. Além do mais, que “independência” é essa onde um grupelho de aloprados quer impedir a imensa maioria de fazer o que estão na USP pra fazer – estudar?

    É uma grande palhaçada, com um bando de palhaços sem argumentos a defendendo, e mais nada.

  • Vanessa disse:

    Nooossa, que decepção hein Sr Coala!

    Suas tirinhas são as minhas preferidas, mas dessa vez vc mandou muito mal!! Tem saido muita informação lixo a respeito desse assunto, mas é possível achar coisa decente viu?

    Da uma olhadinha, quem sabe nao te esclarece um pouco melhor as coisas??

    http://noticias.uol.com.br/educacao/2011/11/10/nota-do-facebook-esclarecendo-o-caso-usp-pra-quem-ve-de-fora.jhtm

    https://temalguemaifora.wordpress.com/

    http://blogdojuca.uol.com.br/2011/11/usp-autonomia-seletiva/

    http://noticias.uol.com.br/educacao/2011/11/10/nota-do-facebook-desabafo-de-quem-tava-la-reintegracao-de-posse.jhtm

    Ou entao, vem dar uma voltinha aqui pela USP pra saber o que se passa…

    COALA RESPONDE: Bom, Vanessa, desculpe se eu te decepcionei, mas não aguento mais ler matérias (desabafo de facebook, agora é matéria também) sobre o acontecido. Nada que eu li mudou minha opinião. Até agora ninguém me deu uma explicação plausível para os crimes cometidos. Não aguento mais ler alguns comentários onde as pessoas escrevem, escrevem, escrevem e não “dizem” nada. Sim, o estopim foi a maconha (como seu colega escreveu no facebook), vários crimes foram cometidos sem razão, a polícia foi “usada”, mas os alunos foram manipulados, as reivindicações são infundadas… Quer saber, acho melhor você juntar essa turminha e vir dar uma volta no mundo real.

  • Yuuki disse:

    AI MEU DEUS, alguém que quer de usar de Idade Média para explicar autonomia da faculdade até perante a “justiça comum” !!!

    Então por que não justificamos que deveríamos ter pena de morte porque ela já foi usada no Brasil Império?

    Então por que não voltam os ordálios, porque ainda existem pessoas católicas?

    Por que não retiramos a polícia e a justiça de TODOS os estudantes e suas respectivas famílias, inclusive das ruas e de qualquer lugar?

    Cresçam antes de entrarem pra universidade, por favor ! Cada vez mais me envergonho de quem está postando esse tipo de argumento fútil, tosco, mal-criado, baseado em ideologias e crenças antigas, ultrapassadas e que se mantém persistentes na cabeça dos fracos de raciocínio !

    Se eu achava exagero a quantidade de polícia, acredito agora que deveria ter mais, para prender quem propaga essa idéia aos demais! Repito: essas pessoas com a boca cheia, com policiais na porta para proteção que reclamam, que fiquem sem! Pois se um menino com carro BLINDADO e todo o resto de segurança particular possíveis de e obter, morreu, QUE DIRÁ DOS QUE NÃO TEM CONDIÇÃO E SOFREM PRA ENTRAR NA USP!

    Cada vez mais fico feliz pela minha universidade particular!

  • Yuuki disse:

    E obrigada por me fazerem sentir vergonha de me matar para estudar Direito, quando há quem acredite que PELA IGREJA CATÓLICA APOIAR, VCS DEVERIAM ESTAR ACIMA DA JUSTIÇA !

    Sério, vocês mostram como minha geração é quem vai piorar a educação, a justiça e a política desse país!

  • Elias disse:

    USP —> Do Estado
    PM —> Do Estado
    Não tem que ter “acordo” pra PM estar na USP, eles TEM que estar na USP.
    A USP é sustentada pelos NOSSOS impostos não tem que ter segurança diferenciada do que eu tenho na minha casa. Quer algo especial, PAGUE por algo especial, ou então peça pro seu pai pagar pra você.
    Esses Che Gevaras Danoninhos crescem com ideologias distorcidas e depois se tornam esses “Direitos Humanos” que vão passar a mão na cabeça de bandidos, defendendo os “coitadinhos” maltratados por esses “policiais brutos”.
    Entra na favela lá com eles as 3 da madrugada totalmente desarmado e educadamente diga: “Boa Noite Sr. Traficante. O sr. poderia, por gentileza, não vender mais drogas por aqui, não roubar mais, não matar mais, não aterrorizar e barbarizar mais essa população que é obrigada a viver aqui do seu lado? A gente pede encarecidamente pela compreenção do sr. Obrigado” vira as costas e vai embora.
    Esse pessoal dos Direitos Humanos nunca sofreram sequestros relâmpagos, nunca tiveram uma filha estuprada, assim como esses Che Guevaras Danoninos que só viram isso na NET.
    Fizeram baderna à toa? Borracha neles!!!
    E “Direitos Humanos para Humanos Direitos” não para bandidos!

  • Daniel disse:

    @Rodrigo

    Não sei bem qual posição você _acha_ que eu tenho sobre esse caso da reitoria. Preste atenção no que estou (ou não) defendendo. Releia o que escrevi e veja que nem sequer afirmei que a polícia precisaria “sair do campus”. Também não botei minha mão no fogo pelas motivações pessoais dos que ocuparam a reitoria.

    Agora, o que digo e repito é que há motivos reais para alguém defender a restrição da atuação policial em universidades. E que esses motivos vão muito além desse papinho de “isso é coisa de maconheiro”.

  • Daniel disse:

    @Yuuki

    Você deveria se esforçar mais para entender o que o outro escreve antes de criticar. Minha resposta para o Rodrigo pode, quem sabe, te ajudar a corrigir os erros de interpretação que você cometeu. Boa sorte.

  • Eduardo Elias disse:

    A ação da polícia deve ser revista em TODA a sociedade. Assim como a dos políticos, professores, fiscais e todos os cargos publicos do país.

    Agora, sejamos diretos: Essa moçada ta sofrendo de uma terrível ‘falta de coro’. Bem, estavam né?! … agora a PM ta fazendo o serviço de PAI.

    Se o PAI não quer bater, a policia DEVE. Prefiro apanhar de policial (quando merecer) do que morrer na mão de um marshmallow-flor-do-arco-iris desses.

  • Tau disse:

    http://mariafro.com.br/wordpress/2011/11/06/a-gente-nao-quer-a-policia-fora-do-campus-a-gente-quer-a-policia-fora-do-mundo/

    Não tenho opinião formada sobre a manifestação ainda… mas não compartilho essa visão unilateral noticiada pela veja e transformada em quadrinho pelo coala… Alam para vc que busca o motivo do movimento será uma boa leitura ( ah… claro q tinha gente pela baderna e pela maconha como tinha até no movimento a favor da diretas já, sempre existem che guevaras danoninhos…)

  • Marcos Dias disse:

    A polícia está lá para coibir os assaltos,estupros e assassinatos,e não para prender meia duzia de maconheiros.Conheço lugares que possuem assaltos diariamente e há muitos “nóias” fumando crack(cracolândia velha e nova),e não vejo a ação da polícia nesses lugares.Caso fosse estudante da USP,apoiaria o convênio da PM com a USP,mas caso acontecesse qualquer delito grave cometido lá, entraria imediatamente com uma ação no MP dizendo que a ação da PM é totalmente ineficaz e que não pago impostos para ter uma ronda de brincadeira.

  • Plinio disse:

    Não ligue para a patrulha e os órfãos do Che Guevara… Dê Danoninho pra eles que param de chorar!!!
    Excelente. Nota MIL!!!
    Parabéns.

  • KTR disse:

    @Kerberos,

    Não sou esquerdista, muito menos drogado.

    Também não vou ficar colando links que poderiam ler para se manterem informados, cada um deve procurar saber o que está acontecendo, se tiver interesse. E se não tiver interesse, não adianta quere discutir usando apenas o argumento “maconheiros” e “vagabundos”. Fonte de informação é o que não falta.

    Não acho que toda as atitudes tomadas pelos estudantes estão corretas. Mesmo porque também acredito que tenham radicais dentro do grupo que acabam exagerando e realmente não tem ideias legais. Mas não acho que isso seja a maioria.

    E se você não leu meu post anterior, sou contra maconha seja dentro ou fora da faculdade.

    SEMPRE vai existir pessoas idiotas, isso não necessariamente acontece só na USP, mas sim em qualquer outra universidade e fora delas também.

    E se acha que o que escrevi não tem conteúdo, quanto a isso não posso fazer nada. É minha visão e conclusão do que li a respeito do caso, tanto de um lado quanto do outro.

  • KERBEROS disse:

    DANIEL

    Você FALOU, FALOU. . . E não disse ABSOLUTAMENTE NADA. . .

    JOGOU PALAVRAS AO VENTO COMO UMA CRIANCINHA BIRRENTA. . .

    VOCÊ NÃO DEU UMA JUSTIFICATIVA “PLAUSÍVEL E JUSTA” PARA QUE ESSA REIVINDICAÇÃO DA LIBERAÇÃO DA MACONHA SEJA “”JUSTA””.

    É a coisa MAIS ABSURDA comparar SÉCULO XV com SÉCULO XXI.

    NÃO ENTRA NO CONTEXTO MANÉ. . .

    Porque a retirada da polícia DO CAMPUS É UMA REIVINDICAÇÃO LEGÍTIMA??? VOCÊ SÓ FALOU QUE É LEGITIMA. . .

    “”MAS NÃO DISSE DO PORQUE SER LEGÍTIMA””, OU SEJA. . .

    “”VOCÊ NÃO TEM ARGUMENTOS PARA DEFENDER SUA AFIRMAÇÃO INSANA””.

    SEU ESQUERDISTA MACONHEIRO. . .

    Me diga então, se os maconheiros tinham uma reivindicação JUSTA, porque não falaram com a IMPRENSA sobre SUAS REIVINDICAÇÕES???

    Quando a imprensa foi lá no campus cobrir a situação O QUE OS ESTUDANTES FIZERAM???

    DERAM PORRADA EM TODOS OS REPÓRTERES E “CAMERAMEN” QUE TINHA PELA FRENTE. FORAM AGRESSIVOS E NÃO SE PERMITIAM SEREM FILMADOS, BOTARAM A MÃO NA CÂMERA. Antigamente quando havia reivindicações FALAVAM QUAL ERAM ELAS. . . COISAS QUE ESSES MACONHEIROS NÃO FIZERAM. . .

    Ou seja, O QUE A IMPRENSA FEZ PARA MERECER TANTA AGRESSIVIDADE??? FORAM LÁ DAR A PALAVRA A ELES E COMO NÃO TINHAM NADA DE JUSTO PARA FALAR. . . DERAM PORRADA. . .

    PROVA DE QUE OS MACONHEIROS NÃO QUERIAM NADA ALÉM DE BAGUNÇAR. . .

    E depois que são PRESOS, ainda esses maconheiros esquerdistas VEM CHAMAR A IMPRENSA DE PIG (Partidária Imprensa Golpista). ISSO QUE É O MAIS ABSURDO AINDA.

    ALÉM DE DEPREDAREM O INTERIOR DA REITORIA, PICHARAM E BAGUNÇARAM O PRÉDIO E O PREJUÍZO QUEM VAI PAGAR “”SOMOS NÓS”” COM O DINHEIRO PÚBLICO.

    E não venha me dizer QUE FOI A POLÍCIA QUE FEZ ISSO como dizem os maconheiros.

    A POLÍCIA AGIU “”DENTRO DA LEI”” MEU CARO. O QUE OS MACONHEIROS FIZERAM “”É ILEGAL”” E PONTO. NÃO PODE FUMAR MACONHA. É UMA DROGA “”ILÍCITA”” E A POLÍCIA APLICOU A LEI. PONTO.

    A justiça DEU PRAZO PARA ELES SAÍREM, A USP PRORROGOU ESSE PRAZO E COMO OS MACONHEIROS NÃO COLABORARAM, NÃO RESTOU OUTRA SAÍDA SENÃO USAR A FORÇA.

    Moro perto da USP e já CANSEI DE VER A POLÍCIA AGINDO NOS ARREDORES CONTRA OS USUÁRIOS DE DROGAS ILEGAIS, NO MEU BAIRRO, EM ESCOLAS DE ENSINO MÉDIO. “”EU VI””.

    ENTÃO OS ALUNOS DA USP, “”NÃO SÃO EXCEÇÕES A REGRA””.

    Lembra dos VÁRIOS ASSALTOS QUE TEVE NA USP??? DA MORTE DE UM ESTUDANTE RECENTEMENTE NO ESTACIONAMENTO DO CAMPUS??? DISSO VOCÊ NÃO LEMBRA NÉ O MACONHEIRO???

    E você ainda VEM ME FALAR QUE OS ESTUDANTES ESTÃO CERTOS EM QUERER BARRAR A POLÍCIA NA USP???

    VAI CHORAR NO CAIXÃO DOS QUE SE FORAM SEU BABACA, LÁ DENTRO A NOITE “”ERA BARRA””, ASSALTOS A TODO MOMENTO, NOS SEMÁFOROS OU NOS ESTACIONAMENTOS. DESDE CRIANÇA EU FREQUENTO A USP. MORO PRATICAMENTE DO LADO.

    Então meu caro defensor de MACONHEIRO ESQUERDISTA (VULGO PSTU), SUAS PALAVRAS NÃO JUSTIFICARAM ABSOLUTAMENTE NADA. DÊ ALGUM ARGUMENTO JUSTO AO INVÉS DE FICAR FAZENDO “BIRRINHA INFANTIL” PARA DEFENDER SEUS COLEGAS MACONHEIROS ESQUERDISTAS.

    Esquerdista como você SEMPRE DEFENDEM O INJUSTIFICÁVEL COM ARGUMENTOS MAIS INJUSTIFICÁVEIS AINDA.

    Lamento Daniel, MAS VOCÊ PERDEU ESSA ANTES DE COMEÇAR A DIGITAR.
    FAZER BIRRINHAS COMIGO PARA SER “”DO CONTRA”” NÃO VÃO LHE DAR RAZÃO.

    DANIEL, VÁ VIVER DA SUA ILUSÃO REVOLUCIONÁRIA COMUNISTA CHE GUEVARISTA EM CUBA. E FUME MUITA MACONHA TAMBÉM, JÁ QUE DEFENDE OS ESQUERDISTAS MACONHEIROS.

    E mais uma vez repito: O BRASIL SÓ VAI PROGREDIR QUANDO A ESQUERDA “”ACABAR””, POIS EM PAÍSES DESENVOLVIDOS “”NÃO EXISTE ESQUERDA””. QUE SOFRAM O INFERNO ESSES MACONHEIROS DO PSTU QUE SÃO A MAIS “”ABSOLUTA MINORIA”” QUE SÓ FAZEM BARULHO E NADA MAIS.

  • KERBEROS disse:

    KTR

    HAUHAUHAUAUHAUHAUHAUHAUHAUHAUHAUHAUHAUAHUHAUHAUA

    Ah! Tá. . . SENTA LÁ CLÁUDIA. . .

    Não é maconheiro e esquerdista MAS DEFENDE OS MACONHEIROS DO PSTU???
    CONTRADIÇÃO ABSOLUTA.

    “KTR Says: Também não vou ficar colando links que poderiam ler para se manterem informados, cada um deve procurar saber o que está acontecendo, se tiver interesse.”

    BELA RESPOSTA PARA QUEM NÃO TEM ARGUMENTOS. HAUHAUHAUHAUHAUHAUAH

    ESQUERDISTA MACONHEIRO COMO VOCÊ QUANDO NÃO TEM ARGUMENTOS, SEMPRE APELAM PARA COISAS SEM NEXO E PALAVRAS AO VENTO.

    Você é outro que FALOU E NÃO DISSE ABSOLUTAMENTE NADA. SÓ JOGOU UM MONTE DE PALAVRAS SEM SENTIDO.

    Bom, você não coloca links por um simples motivo. NÃO EXISTE INFORMAÇÕES QUE SUSTENTEM AS SUAS AFIRMAÇÕES FANTASIOSAS E MENTIROSAS DE MACONHEIRO ESQUERDISTA. Se você tivesse um pouco de inteligência, veria que SOU UMA PESSOA BEM INFORMADA.

    TANTO QUE MASSACREI SEUS ARGUMENTOS RIDÍCULOS E PATÉTICOS.

    LEIO MUITO COISA E NÃO HÁ NADA, ABSOLUTAMENTE “”NADA”” QUE JUSTIFIQUE A POSTURA DOS ESTUDANTES MACONHEIROS DO PSTU. E SE VOCÊ ESTÁ DEFENDENDO OS MACONHEIROS, ENTÃO “”VOCÊ É A FAVOR DA POSTURA DOS CARAS””. ESQUERDISTA MACONHEIRO.

    Não adianta falar QUE É CONTRA E DEFENDER A POSIÇÃO “MACONHEIRA” DOS CARAS. Você falou que envolve outras questões mas não PROVOU NADA E SEQUER POSTOU ALGO PLAUSÍVEL. E VOU MASSACRAR SEUS ARGUMENTOS FACILMENTE SE MACONHEIRO BABACA.

    Você não é A FAVOR DOS MACONHEIROS mas OS DEFENDE. QUANTA CONTRADIÇÃO.

    Bom vamos ao MASSACRE:

    1) Se eles tinham uma causa ALÉM DA MACONHA, porque esses estudantes NÃO FALARAM DE SUAS REIVINDICAÇÕES NA IMPRENSA???
    Não foram esses MESMOS MACONHEIROS QUE RECEBERAM A IMPRENSA NA PORRADA??? TAMPARAM A LENTE DAS CÂMERAS, AGREDIRAM TODA A IMPRENSA. . . TUDO FILMADO POR “TODOS OS CANAIS”. . .

    2) O estopim desta revolta de maconheiros, NÃO FOI JUSTAMENTE POR TRÊS DELES TEREM SIDOS ABORDADOS PELA POLÍCIA POR ESTAREM FUMANDO MACONHA??? ESTAVAM FORA DA LEI, POR TANTO A POLÍCIA “AGIU CONFORME A LEI”.

    3) E as pichações??? E dos depredamentos da reitoria??? VAI DIZER QUE FOI A POLÍCIA QUE FEZ???

    4) OS MACONHEIROS TIVERAM PRAZOS PARA SAIR DA REITORIA DADO PELA JUSTIÇA E TIVERAM O PRAZO DE SAÍDA PRORROGADO “”PELA PRÓPRIA REITORIA””. ENTÃO COMO ELES NÃO COLABORARAM, A JUSTIÇA NÃO TEVE OUTRO CAMINHO E MANDOU UTILIZAR A TROPA DE CHOQUE DA POLÍCIA MILITAR PARA RETIRARA OS MACONHEIROS SEM CAUSA. QUE RESISTIRAM E ENFRENTARAM A POLÍCIA.

    5) Nunca afirmei que os maconheiros ERAM MAIORIA, EM NENHUM POST. SEMPRE AFIRMEI QUE ERAM UMA “MINORIA BARULHENTA”. Os maconheiros do PSTU não são nada mais que uma minoria BARULHENTA E SÓ. Revolucionários de fim de semana.

    6) E o que você escreveu TEM CONTEÚDO??? Me chama de DESINFORMADO sem mostrar NENHUM FATO QUE MOSTRE O CONTRÁRIO. O QUE EU LEIO E ASSISTO POR TODOS OS CANTOS É JUSTAMENTE O MASSACRE MORAL DESSES ESTUDANTES. SÓ ELES MESMO SE DEFENDEM. E OS PAIS DESSES MACONHEIROS ESQUERDISTAS CLARO.

    7) O único desinformado aqui É VOCÊ. VEJA TV EM “”TODOS OS CANAIS”” E ACESSE OS PRINCIPAIS PORTAIS DO PAIS (UOL, TERRA, IG, GLOBO, ESTADÃO, FOLHA, ETC.) PARA VER SE TEM ALGUÉM NA IMPRENSA DEFENDENDO OS MACONHEIROS. E ainda vem querer falar que a maioria É DESINFORMADA??? SEM VOCÊ CONSEGUIR PROVAR OU MOSTRAR UM MOTIVO, RAZÃO E CIRCUNSTÂNCIA QUE PROVE QUE OS MACONHEIROS ESTÃO COM A RAZÃO??? NUNCA VI UM CARA TÃO DESINFORMADO COMO VOCÊ QUE AINDA QUER PAGAR DE INTELECTUAL.

    EU MOSTREI E “”PROVEI”” QUE A POLÍCIA AGIU DENTRO DA LEI. E NÃO ME VENHA FALAR DE “”DITADURA”” POIS EM UM CAMPUS MONSTRUOSO ONDE OCORREM “”VÁRIOS CRIMES”” SEGUIDOS DE MORTE, NÃO HÁ JUSTIFICATIVA “”NENHUMA”” PARA O POLICIAMENTO SER “MODERADO”. QUANDO ESTAVA MODERADO ERA UMA BAGUNÇA.

    EU MORO MUITO PERTO DA USP E CONHEÇO O CAMPUS “”DESDE CRIANÇA””. A NOITE LÁ “É BARRA” E É NECESSÁRIO “”SIM”” POLICIAMENTO NO LOCAL.

    OS MACONHEIROS ESTÃO ERRADOS E PONTO. E A POLÍCIA ATÉ QUE ALGUÉM PROVE AO CONTRÁRIO “”AGIU DENTRO DA LEI E DA RAZÃO””. Não há excessos por parte da polícia meu caro, NÃO HÁ E PONTO.

    USE UM ARGUMENTO “DECENTE” PARA PROTEGER SEUS QUERIDOS MACONHEIROS DE ESQUERDA.

    E VOCÊ NÃO TEM A “”COMPETÊNCIA”” PARA MOSTRAR “”UM LINK”” OU POSTAR “”UMA INFORMAÇÃO””, RAZÃO, MOTIVO OU CIRCUNSTÂNCIA QUE MOSTRE QUE OS MACONHEIROS ESTÃO COM A RAZÃO E A POLÍCIA ERRADA, então pode-se chegar facilmente a conclusão QUE O DESINFORMADO E ILUDIDO AQUI É VOCÊ KTR.

    NÃO ADIANTA DIGITAR E NÃO PROVAR NADA MEU CARO. Então quem pagou de DESINFORMADO AQUI É VOCÊ, por simplesmente FALAR E NÃO CHEGAR A LUGAR NENHUM.

    NÃO IMPORTA O QUE DIGA, VOCÊ “”ESTÁ ERRADO”” E TU É SIM DEFENSOR DA MACONHA E DOS BADERNEIROS COM SUA POSTURA. POIS NÃO TEVE “”UM MÍSERO”” ARGUMENTO PARA JUSTIFICAR OU APROVAR A ATITUDE DELES. E NENHUM PARA JUSTIFICAR OS “EXCESSOS” DA POLÍCIA.

    ENTÃO, MENOS MACONHEIRO. . . MUUUUUUUUUUITO MENOS. . .

  • Chicão disse:

    Ridendo castigat mores (i.e. rindo, critique os costumes).

  • Bortz disse:

    Olha eu já vi o coala criticar de tudo. Porém os dois grupos mais tem frescuras são religiosos e agora essa molecada revoltada por nada. Muitas vezes me senti meio zoado com tirinhas do coala em relação a gamers, porém tive capacidade de rir de mim mesmo. Mas vocês são “a nata da humanidade” então não podem ser tocados.
    Mas o que me deixa mais puto do mundo é sabe que da trinta anos eles vão ser chefes autoritários que não vão estar dando a minima para os empregados do negócio do “papi” e esquecendo seus amigos que apoiavam as causas porém não tiveram berço para herdar. Porém para provar isso é preciso de tempo. Ai viram nos filhos papai dizendo são diferentes.

  • Matheus disse:

    MENOS MACONHEIRO. . . MUUUUUUUUUUITO MENOS. . . ²

  • Ana disse:

    Vamos resumir essa palhaçada? Então, coleguinha aluno de humanas que não está lá porque quer fumar maconha no campus sem polícia para encher o saco: ESSE POST NÃO É SOBRE VOCÊ.
    Agora para de reclamar sobre generalização, porque todo mundo sabe que não são todos os estudantes da USP que são filhinhos de papai drogados.

    Eu mesma sou aluna de Ciência Políticas na UNB. Nunca defenderia um movimento tão absurdo quanto esse. E eu sei que muitos dos meus colegas de classe são “Che Guevaras Danoninho”. Muito espertos para decorar um livro e passar no vest e nas provas, extremamente estúpidos para raciocinarem em cima do que leram e aplicarem isso na vida real.

    E francamente alunos da USP que concordam com essas exigências: eu esperava mais de vocês. Alguém de fato leu antes de oficializarem isso? E vocês ainda se perguntam por que foram refutados? Não dá, né gente.
    Favor lembrar que vocês estão usando dinheiro público e que vocês não têm direito a autonomia nenhuma simplesmente por serem incapazes de sustentar a faculdade sem esse dinheiro.

  • Daniel disse:

    Tenho insistido que o desejo de autonomia para as universidades é antigo e tem razões que vão muito além da ideologia de quem quer que tenha ocupado a reitoria e dessa suposição de que seriam “todos maconheiros”.

    Por outro lado, não tenho tratando do caso concreto, mesmo porque não estou suficientemente por dentro do que está acontecendo na USP. (Parece que muita gente não se tocou disso. E olha que várias vezes já mencionei a distinção! Chega a ser engraçado ler algumas réplicas.)

    De qualquer forma, achei interessante o relato recém divulgado por um grupo de pesquisadores da USP. Eles estão atribuindo a crise recente ao “ranço de ditadura militar” que persiste naquela universidade.

    Não sei se o relato corresponde bem ao que está acontecendo, mas ele meio que responde a um questionamento que o Rodrigo fez nos postas acima…

    ( Link: http://www.advivo.com.br/node/675479 )

    TRECHO INTERESSANTE:

    “Ao contrário do que tem sido propagandeado pela grande mídia, a crise da USP, que culminou com essa brutal ocupação militar, não tem relação direta com a defesa ou proibição do uso de drogas no campus.

    Na verdade, o que está em jogo é a incapacidade das autoritárias estruturas de poder da universidade de admitir conflitos e permitir a efetiva participação da comunidade acadêmica nas decisões fundamentais da instituição. Essas estruturas revelam a permanência na USP de dispositivos de poder forjados pela ditadura militar, entre os quais: a inexistência de eleições representativas para Reitor, a ingerência do Governo estadual nesse processo de escolha e a não-revogação do anacrônico regimento disciplinar de 1972.

    Valendo-se desta estrutura, o atual reitor, não por acaso laureado pela ditadura militar, João Grandino Rodas, nos diversos cargos que ocupou, tem adotado medidas violentas: processos administrativos contra estudantes e funcionários, revistas policiais infundadas e recorrentes nos corredores das unidades e centros acadêmicos, vigilância sobre participantes de manifestações e intimidação generalizada.”

  • KTR disse:

    Kerberos:

    Não, não sou defensor da maconha e não, não sou esquerdista. E não sou partidario algum, e os estudantes que tomam algum partido também não acho certo.

    Você se acha o dono da verdade, que em todos os seus comentários está detonando alguem. Se toca cara, o unico sem noção aqui é você.

    Só para pegar um dos seus portais que não falam nada defendendo a postura:

    http://ultimosegundo.ig.com.br/colunistas/mateusprado/conflitos-na-usp-vao-alem-da-presenca-da-policia-no-campus/c1597362040642.html

    E aprende a ser gente, deixa de julgar as pessoas dessa maneira.

  • Jackes disse:

    “brutal ocupação militar”

    Quem escreveu isso deve ter se baseado no vídeo da “Maconheira de Blair” no Youtube. Aquela mesmo que disse que estava sendo “agredida” e “violentada” mas não soltava a câmera.

    http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=LSwrqEiVOv4

    Para essa gente, se um PM disser “Bom dia, cidadão” já está sendo truculento.

    Me poupem…

  • Daniel disse:

    @KRT
    Acho que não é produtivo ficar respondendo diretamente ao Kerberos. O rapaz demonstrou ontem que ainda tem muito o que amadurecer antes de debater com gente grande. (Ou então ele está “trolando” de propósito, o que dá no mesmo.)

    De qualquer forma, bem esclarecedor esse seu link.

    Parece, então, que o problema real foi uma gestão trapalhõna e truculenta do reitor. Reitor que assumiu o comando da UPS mesmo sem ter sido o mais votado.

  • KTR disse:

    @Daniel:

    Pois é, uma vez até dá para tentar responder, duas ainda é tolerável, mas nesse ponto já é mais que suficiente pra ver que o cara não quer nada com nada…

    Sim, é um texto interessante. E outro, do mesmo autor que você havia postado, não sei se já viu, é esse:

    http://www.advivo.com.br/blog/luisnassif/vagabundos-baderneiros-maconheiros-irresponsaveis-incompetentes

  • Daniel disse:

    @KRT

    A idéia central desse novo artigo, (de que é um erro tentar impedir a participação política dos acadêmicos), faz todo o sentido.

    Curioso como os cursos supostamente “mais rebeldes” da USP têm nota tão alta nos ranks internacionais…

    Queria só observar que os artigos do blog no Nassif podem vir de diversos autores. O Nassif costuma selecionar textos interessantes de vários lugares e os coloca no blog para discussão, (dando o crédito, claro).

  • KTR disse:

    Verdade!
    Não conhecia o blog, mas são textos de outros autores, além dele!

  • Daniela Pinho disse:

    Visito sempre o site, raramente comento mas hj…
    TIRINHA GENIAL COALA, UMA DAS MELHORES QUE EU JÁ VI AQUI!
    Parabéns!

  • Douglas Teixeira disse:

    Já que meu primeiro comentário que não ofendia ninguem e só defendia os alunos da USP não foi aceito…não sei porque.
    Coloco um vídeo para que uma aluna fale por mim.

    http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=PX3_c4KgNgQ#!

    ela fala tudo o que eu disse. então, por favor, deixe que mostrem os dois lados por favor moderação do blog. gosto muito do blog e não gostaria de ficar tão decepcionado…

  • KERBEROS disse:

    Daniel. . .

    Esqueci de mencionar no meu último post direcionado a você. . .

    Mais outro fato que prova QUE VOCÊ NÃO TEM ARGUMENTOS. . .

    Você NÃO RESPONDEU ao questionamento do Jackes em Nov 12, 2011 às 5:42 pm.

    Maconheiro velhinho. FICAR BATENDO TECLA NA MESMA MENTIRA NÃO VAI LHE DAR RAZÃO. Mas pode postar a vontade POIS EU VOU ADORAR CONTINUAR DESMORALIZANDO E ANIQUILANDO SEUS COMENTÁRIOS COM MEUS ARGUMENTOS, ALIÁS VOCÊ E O KTR. . .

    HAUHAUHAUHAUAUHAUHUAHAUHAUHAUHAUAHUHAU

  • KERBEROS disse:

    Douglas Teixeira

    O que prova o depoimento dessa garota??? Ficou lá se queixando que ficou “”dodói”” por causa da ação da tropa de choque???

    ISSO NÃO JUSTIFICA O QUE OS MACONHEIROS ESQUERDISTAS FIZERAM.

    E AS DEPREDAÇÕES E PICHAÇÕES QUE O GRUPINHO DESSA GAROTA FEZ???

    E AS AGRESSÕES INJUSTIFICADAS CONTRA A IMPRENSA QUE COBRIA “EM PAZ” A BADERNA QUE VOCÊS MACONHEIROS ESQUERDISTAS FIZERAM???

    A justiça deu PRAZO para os maconheiros revolucionários de esquerda SAÍREM EM PAZ. A REITORIA PEDIU PARA A JUSTIÇA PRORROGAR ESSE PRAZO EM MAIS DOIS DIAS. . .

    Essa menina no vídeo e seus “companheiros” NÃO SÃO BURROS. SABIAM DAS CONSEQUÊNCIAS QUE ACARRETARIAM SE FICASSEM BATENDO DE FRENTE COM A JUSTIÇA.

    O JUIZ NÃO TEVE OUTRA ESCOLHA, TIVERAM PRAZO PARA SAÍREM EM PAZ, MAS COMO “”NÃO SAÍRAM”” ENTÃO TOMARAM “”PORRADA”” COMO MERECIAM.

    ELA E VOCÊ QUE SE QUEIXE PARA O BISPO AGORA.

    Além de defender a MACONHA LIVRE NA USP vem querer se fazer de VÍTIMA??? SE VOCÊ ERA UM DOS ESTUDANTES DA USP QUE APANHARAM, BEM FEITO MACONHEIRO.

    Se você está na USP apenas para se DROGAR de oportunidade PARA OUTRO QUE PRECISA E QUER ESTUDAR DE VERDADE.

    QUALQUER CRÍTICA A POLÍCIA É INVÁLIDA POIS APENAS CUMPRIRAM ORDENS DA JUSTIÇA E SE OS MACONHEIROS REVOLUCIONÁRIOS DE ESQUERDA TIVESSEM SAÍDO EM PAZ QUANDO TIVERAM OPORTUNIDADE, NÃO TERIAM SOFRIDO COM A AÇÃO DA TROPA DE CHOQUE.

    E visto a maneira EDUCADA que trataram a imprensa como um todo que esta EM PAZ cobrindo a situação, a tropa de choque NÃO IRIA PAGAR PARA VER SE SERIAM BEM RECEBIDOS.

    Portanto, NÃO ME VENHA COM CHURUMELAS. . .

  • ErvinhaVV disse:

    Voltando p essência do comentário….
    Posr muito bem elaborado..coalinha..
    muito divertido…
    muito rico em detalhes…
    em tempo:
    O bordão “Noé me salva !”(pertence a outra tirinha..eu sei..eu sei)
    já faz parte do meu vocabulário!

  • Daniel disse:

    Esbarrei com mais um artigo que vale a pena ler. Esse entra diretamente no ponto de porque muitos entendem que presença física de policiais em um campus universitário pode ser problemática.

    O texto foi publicado na no jornal “Folha de S. Paulo” e reproduzido no link:
    http://educarparaomundo.wordpress.com/2011/11/11/a-policia-militar-na-usp-artigo-de-paulo-arantes-marcus-orione-e-jorge-luiz-souto-maior/

    UM TRECHO:

    “A presença constante de qualquer agente com potencialidade repressiva, e que possa ser acionado por um poder central, certamente é elemento inibidor da gestação de ideias e, por consequência, da força motriz da universidade e de sua relevância para a sociedade.

    O limite é tênue entre o crime comum e o político; entre a criminalização de condutas e a de ideias.

    Um agente como a Polícia Militar certamente não está, mesmo por não ser essa a sua função no Estado de Direito, habilitado a fazer essa distinção. Somente se põe a executar a ordem superior. A reitoria pode, sob a alegação de suposto interesse público, de ofício, acionar tais meios repressivos.

    Pode fazê-lo também se a PM estiver fora do campus universitário? Óbvio que sim. Mas, com certeza, mantendo-se no local um corpo militar, há a presença física que sempre se coloca, não somente de forma simbólica, à disposição para eventual repressão de atos ligados à livre expressão de ideias.”

    MEU COMENTÁRIO:

    Vale ressaltar que o texto NÃO defende que a USP vire território sem lei e, inclusive, discute como sempre garantir a punição de crimes que eventualmente ocorram lá.

    Pessoalmente, não sei se os riscos apresentados no artigo justificam a ausência da polícia… Pelo que tenho lido, me parece que a USP precisa, na verdade, é de um reitor menos tosco.

    De qualquer forma, o artigo acima é mais uma demonstração de como evitar a PM no campus não é simplesmente “coisa de estudante revoltadinho”. Pelo contrário: é um tipo de reivindicação que está intimamente ligado à história das universidades, desde quando elas surgiram. (Comentei rapidamente sobre essa parte histórica nos meus primeiros posts).

  • ErvinhaVV disse:

    textos longos…
    textos muito longos….
    vamos comentar da luta da madruga? ->_(droga nao consegui guardar ainda como se faz as carinhas q o coala ensinou)
    Até 08 linhas os olhinhos conseguem acompanhar..depois…
    textos longos..
    textos muito longos..

  • Daniel disse:

    @ErvinhaVV
    Ha ha ha. Eu te entendo. Só consegue ter paciência para ler quem estiver realmente interessado no tema. Mas o tema é complexo, então precisa de textos mais longos mesmo…
    Um problema aqui é que o pessoal nem entende o que o outro está dizendo antes de responder… e acaba respondendo a coisas que você nem disse…
    OPA! Limite de oito linhas atingido! 😛

  • Daniel disse:

    Humm… na caixa de escrever estava dando oito linhas… mas quando foi para o blog só ficaram seis… Parece que desperdicei duas linhas. :(

    Outra coisa: acabei de prestar mais atenção no seu username. Brincalhona, você, heim? :)

  • Jefferson disse:

    “A presença constante de qualquer agente com potencialidade repressiva, e que possa ser acionado por um poder central, certamente é elemento inibidor da gestação de ideias e, por consequência, da força motriz da universidade e de sua relevância para a sociedade.”

    Conversa fiada. É elemento inibidor da desordem, da marginalidade, da bandalheira, da farsa. Façam uma manifestação pacífica e gravem em vídeo. Se a PM “reprimir” vocês coloquem no Youtube. Todo mundo vai ficar do seu lado.

    “O limite é tênue entre o crime comum e o político; entre a criminalização de condutas e a de ideias.”

    Crime político?? Em pleno regime democrático?? Essa gente se perdeu na década de 60 e não conseguiu encontrar o caminho para o século 21.

  • Douglas Teixeira disse:

    Não sou maconheiro. e as reivindicações da invasão da reitoria não tava nem falando mais de maconheiros…e vocês teimam em achar que tudo que eles querem é maconha livre na USP…nem se fala disso lá mais gente…pelo amor de deus.

    Vai dar um passeio lá na USP…Não tem um poste de iluminação, pediram isso em 2007 e adivinha…plantaram coqueiros. não tem uma condução que leve eles da USP até o metro… o reitor é corrupto e é escolhido pelo governador…mano…é corrrupção demais… sou contra a maconha completamente, mas a favor do verdadeiro protesto que eles estavam fazendo que a mídia não mostrou. A polícia invadiu o CRUSP e bateu em gente que não tinha nada a ver, eles impediram essa gente que não tinha nada a ver de ir trabalhar.
    Tinha uma aluna da UNESP que estaav lá e não tinha nada a ver com o movimento, ela estava fotografando a ação de todo mundo, sabe o que os policiais fizeram com ela? bateram nela tomaram a camera, a levaram para dentro e a prenderam szinha em uma sala da reitoria. Os alunos da USP tem vídeos da polícia quebrando a reitoria, esses molotovs mano…foi plantado os alunos não estavam com isso la dentro, e adivinha pq ngm ta vendo isso? porque o povo só se importa com o que a mídia passa….

    pelo amor de Deus…é por isso que movimento nenhum mais vai pra frente, pq todo mundo aceita o que a mídia impõe e diz que são arruaceiros, parem de se acomodar com o que o governo sujo ipocrita e corrupto impões para vocês.

  • Daniel disse:

    @Jefferson
    Cara, é bem capaz de você ter razão. Afinal, o Brasil de hoje é muito diferente. Por outro lado, veja esse relato, (linkado acima), de um grupo de pesquisadores da USP:

    “(…) o atual reitor, não por acaso laureado pela ditadura militar, João Grandino Rodas, nos diversos cargos que ocupou, tem adotado medidas violentas: processos administrativos contra estudantes e funcionários, revistas policiais infundadas e recorrentes nos corredores das unidades e centros acadêmicos, vigilância sobre participantes de manifestações e intimidação generalizada. (…)”

    Será que o relato corresponde à verdade?

    Se for verdade, então o recente convênio que o reitor fez para inserir a Polícia Militar no campus pode ser entendido como mais um meio de “tocar terror” entre seus opositores…

  • Douglas Teixeira disse:

    Muito bem Kerberus…
    não bata de frente com a in”justiça” ja que você acredita tanto assim na boa fé e na honestidade do governo.
    Não faça nada, fique ai sentado assistindo a televisão e não faça nada para mudar o país…
    Sou totalmente contra as drogas e contra a corrupção também, o reitor da USP não é honesto nem aqui nem na lua!

    E agora se é pra lutar dessa maneira ai…pq eles não invadem a kracolandia? porque assim…muito fácil levar um bando de politiquinhos dentro de um onibus blindado pra eles ficarem impressionados e não fazerem NADA…se você quer acabar com as drogas vá em cima de quem fornece. a Kracolandia é um inferno, ali na 24 do lado da galeria do rock também é outro lugar que é uma puta boca. tem que combater a fonte primeiro. não sou a favor das drogas OK?!?!?!?!?

    Agora que tem muita coisa errada na administração da USP…isso tem, e vocês não querem enxergar…só querem ver o que a míia passa para vocês!

  • Jefferson disse:

    @Daniel,

    “tem adotado medidas violentas: processos administrativos contra estudantes e funcionários, revistas policiais infundadas

    Desde quando isso é “violento”? O vocabulário dessa gente é, no mínimo, estranho.

    Se existem processos administrativos contra estudantes e funcionário, algum motivo existe para tal. O reitor não pode “inventar” isso. E afinal, é um *processo*, do quel você pode ser julgado inocente ou culpado.

    Li na lista de reivindicações que essa gente quer a anulação de todos os processos administrativos e *judiciais*

    Eu repito: processos *judiciais*

    Boa coisa esta gente não anda fazendo, para em vez de se defender na justiça, querer fugir da justiça.

    E quanto a revistas policiais infundadas, será mesmo? Se é mesmo infundada a polícia só está perdendo tempo, não é mesmo?

  • Daniel disse:

    @Jefferson

    Pessoas poderosas podem inventar muita coisa. Ontem mesmo vi mais um caso deprimente de gente inesrupulosa usando processos para contranger e infernizar a vida de pessoas inocentes.

    Link: http://www.advivo.com.br/node/675206
    (Vale a pena ler os artigos, independentemente dessa discussão.)

    Além desse caso, há muitos outros exemplos. Esse tipo de coisa acontece todo dia.

    A acusação contra o reitor parece ser precisamente a de, (entre outras falcatruas), ele estar usando indevidamente os processos para atacar adversários. Se isso é verdade no caso específico, não sei. Mas sei que esse tipo de coisa pode ocorrer facilmente quando a pessoa errada está no comando.

  • ErvinhaVV disse:

    Santo eucalipto encantado coala!
    to sentindo falta da nova tirinha dos auréolos#102

  • Jefferson disse:

    @daniel,

    O poder judiciário existe para isso. Se as “vítimas” do reitor não conseguem a simpatia da justiça e precisam apelar para meios altamente questionáveis para se livrar dos processos, existe algo muito errado aí. É muito, mas muito mais provável mesmo que não sejam “vítimas” coisa nenhuma.

    E eu insisto: eles querem também a anulação de processos *judiciais*.

    Vivemos em um Estado de Direito. Quem tem razão não precisa disso.

  • Thamiris disse:

    e ainda tem mais uma moral q a minha mãe reparou (sim, ela tbm acompanha o Mentirinhas *.* ): o Anjo cuidou do menino sim! ele entregou o che guevara danoninho pra policia pra ele aprender uma lição e se tornar uma pessoa de bem e dar vlr ao fato de estudar na melhor facul do país! #prontofalei! rs

  • Daniel disse:

    @Jefferson

    Não tenho tempo agora para responder a contento… Mas acho que você está misturando grupos diferentes. Acho muito difícil que as pessoas sendo processadas sejam as mesmas da ocupação da reitoria.

    Se os manifestantes exigiram o fim dos processos, isso provavemente se deu porque esse era um dos motivos gerais de insatisfação com o reitor.

    (Aliás, vale lembrar, o grupo de pessoas insatisfeitas com a reitoria parece ser muitíssimo maior do que o das pessoas que estavam na reitoria…)

  • xiii disse:

    o brinquinho da tifanny do chucky ou de outra??

  • Evy disse:

    Não duvido estes alunos da USP tenham boas idéias, não duvido que eles tenham potencial para mudar o mundo se é o que realmente querem. Gostaria que eles tivessem agido melhor e não perdido a razão. Gostaria que não tivessem agido como filhinhos de papai para não serem tratados como tal. Mas agiram, não souberam apresentar suas reivindicações, não foram tão inteligentes quanto se consideram e quando tiveram espaço para falar na mídia que tanto os critica, não se deram o trabalho: “Justificar pra quem? Pra essas mentes pouco evoluídas que não conseguem entender as grandes causas pelas quais lutamos?” É assim que esses estudantes trataram a sociedade e por isso é um movimento fadado ao fracasso. Não há revolução que não conte com a sociedade. E de todo modo penso que se eles lutam por alguma causa (e eu acredito que lutem pq tenho fé nas pessoas) eles teriam duas opções:
    – Ou lutam dentro das regras do jogo. (E há formas, não me venha com essa de impossível)
    – Ou conseguem o apoio da população pra fazer tudo fora da lei. (Porque a lei é ou deveria ser, a vontade do povo)

    Sem isso, é soco em ponta de faca. Autopiedade disfarçada de piedade dos outros…

    Sabe aquela história de que “Humildade Teórica é pior que soberba explícita”? Pois é, Pra mim justiceiros teóricos são piores do que alienados por escolha…
    Por tudo isso não fiquei indignada. Só triste mesmo.

  • Daniel disse:

    @Jefferson,
    (Complementando meu post anterior)

    Se o reitor ficou famoso por usar processos indevidamente contra seus adversários, nada mais natural que esse problema acabar contemplado na lista de exigências de qualquer manifestação contra atos desse reitor. Foi o que aconteceu.

    Por outro lado, é quase impossível que as pessoas que ocuparam a reitoria sejam as mesmas que estão sofrendo processos. Note que qualquer envolvimento real teria sido abordado nas reportagens. (Já estou até imaginando as manchetes: “Grupo invade reitoria para se livrar de processos”…)

    Você supõe que as partes processadas devem estar “apelando” porque “não conseguem a simpatia da justiça”, mas, nos vários textos que li, não encontrei qualquer indicação que dê suporte à essa presunção de culpa.

  • Jefferson disse:

    @Daniel,

    “Se o reitor ficou famoso por usar processos indevidamente contra seus adversários,”

    Famoso mesmo? Difamar alguém também o torna “famoso”, não? Antes é preciso ter provas de que isso esteja mesmo acontecendo. Eu não vi nenhuma.

    “Por outro lado, é quase impossível que as pessoas que ocuparam a reitoria sejam as mesmas que estão sofrendo processos.”

    Daniel, você mesmo disse que o grupo insatisfeito com o reitor é bem maior que o grupo que foi preso. Por que é que você acredita que os presos e os processados não sejam dois subgrupos desse grupo maior? Afinal, uma das reivindicações é a extinção dos processos dessas pessoas.

    E você acha que os processados seriam tolos a ponto de estarem lá no momento da entrada da PM, que tinha até dia marcado para acontecer? Mas eles estavam presentes nas assembléias que decidiam os rumos da ocupação onde, muito convenientemente, foi proibida a entrada da imprensa.

    E por que a imprensa não pode fazer a cobertura dessas assembléias?

    O comportamento dessas pessoas, que se dizem vítimas e/ou justiceiros é muito, mas muito estranho mesmo. Para dizer o mínimo.

    “Você supõe que as partes processadas devem estar “apelando” porque “não conseguem a simpatia da justiça”, mas, nos vários textos que li, não encontrei qualquer indicação que dê suporte à essa presunção de culpa.”

    Se não existe culpa, por que querem a extinção dos processos?

  • Daniel disse:

    @Jefferson,

    Vejo aí muitas suposições e poucos fatos concretos.

    Exemplo: Como você “sabe” quem estava ou não presente nas assembléias?

    Outra: Ao contrário do que você escreveu, li em mais de um local que a assembléia geral havia decidido CONTRA a ocupação. (O pessoal que ocupou contrariou essa decisão.)

    — —

    Faz sentido, sim, um inocente querer o fim dos processos.

    Se algum dia EU acabar sofrendo um processo maliciosamente fabricado contra mim por algum político, ficarei muito feliz de ver outros protestando para que esse processo seja encerrado. Afinal, nada mais justo.

    Sugiro que vc reveja aquele artigo de uns posts atrás. A moça injustamente perseguida acabou totalmente inocentada, mas antes disso sofreu feito uma condenada. (Só conseguia dormir com a ajuda de remédios, por exemplo.) Mesmo sendo inocente, ela teve que enfrentar todo tipo de artimanha.

    O que deve ser pior é que, antes do fim, não dá nem para a pessoa inocente ter certeza de que tudo acabará bem.

    — —

    Vale lembrar que o reitor tem realmente sido acusado, (em artigos na imprensa), de perseguir opositores. Em contraste, não vi nenhum relato jornalístico que inclua essas suposições que você tem insistido em tecer.

    Que tal estender também aos outros essa boa vontade que você tem demonstrado para com o reitor?

  • Douglas disse:

    “Amy disse:
    Nov 09, 2011 às 3:44 pm
    tendenciosa (diria até que foi infeliz nessa)…”

    Resposta do Coala “Eu não criei as leis, mas elas devem ser pra todos. O que é crime pra mim deve ser crime pra você também. O que é crime para o pobre, deve ser crime para o rico…hadouken, hadouken, hadouken”

    COALA WINS ( FLAWLESS VICTORY !!! ) kkk

  • Everson Tavares disse:

    Do nível da Globo, hein? Próximo passo é cristalizar qual estereótipo?

  • Ana Cláudia disse:

    Brinco da Tiffany. Sim, assim são os filhinhos-de-papai metidos a revolucionários! Se fossem protestar por coisas como melhores condições em alojamentos ou mais verbas para a educação ainda vai, mas criar caso por querer fumar maconha na faculdade! Ora, me poupem. Querem puxar fumo, que vão fazer isso em casa ou na casa dos amiguinhos.
    Boa, Coala, acertou na mosca mais uma vez.

  • Alex Nunes disse:

    – Brinquinho da Tiffany !! ‘-‘

Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*